InglêsFrancêsEspanhol

Executar servidores | Ubuntu > | Fedora > |


favicon do OnWorks

xterm - Online na nuvem

Execute o xterm no provedor de hospedagem gratuita OnWorks no Ubuntu Online, Fedora Online, emulador online do Windows ou emulador online do MAC OS

Este é o comando xterm que pode ser executado no provedor de hospedagem gratuita OnWorks usando uma de nossas várias estações de trabalho online gratuitas, como Ubuntu Online, Fedora Online, emulador online do Windows ou emulador online do MAC OS

PROGRAMA:

NOME


xterm - emulador de terminal para X

SINOPSE


xterm [-opção de kit de ferramentas ...] [-opção ...] [concha]

DESCRIÇÃO


A xterm O programa é um emulador de terminal para o X Window System. Fornece DEC
VT102 / VT220 e recursos selecionados de terminais de nível superior, como VT320 / VT420 / VT520
(VTxxx). Ele também fornece emulação Tektronix 4014 para programas que não podem usar o
sistema de janela diretamente. Se o sistema operacional subjacente suportar redimensionamento de terminal
capacidades (por exemplo, o sinal SIGWINCH em sistemas derivados de 4.3BSD), xterm precisarão
use os recursos para notificar os programas em execução na janela sempre que ela for redimensionada.

Os terminais VTxxx e Tektronix 4014 cada um tem sua própria janela para que você possa editar
texto em um e olhar para gráficos no outro ao mesmo tempo. Para manter o correto
proporção da imagem (altura / largura), os gráficos Tektronix serão restritos à caixa maior com
uma proporção de aspecto de 4014 que caberá na janela. Esta caixa está localizada no canto superior esquerdo
área da janela.

Embora ambas as janelas possam ser exibidas ao mesmo tempo, uma delas é considerada a
Janela “ativa” para receber entrada de teclado e saída de terminal. Esta é a janela que
contém o cursor de texto. A janela ativa pode ser escolhida por meio de sequências de escape, o
Menu “Opções VT” na janela VTxxx e o menu “Opções Tek” na janela 4014.

EMULAÇÕES


A emulação VT102 é razoavelmente completa, mas não suporta repetição automática. Tamanho duplo
os caracteres são exibidos corretamente se o seu servidor de fontes suportar fontes escalonáveis. O VT220
a emulação não suporta fontes soft, caso contrário, está completa.

Banco de dados do terminal (terminfo (5) ou termocap (5)) entradas que funcionam com xterm incluir

uma entrada opcional específica da plataforma (“xterm”),
“Xterm”,
“Vt102”,
“Vt100”,
“Ansi” e
"burro"

xtherm pesquisa automaticamente o banco de dados do terminal nesta ordem para essas entradas e
em seguida, define as variáveis ​​de ambiente “TERM” e “TERMCAP”. Você também pode usar “vt220”,
mas deve definir o nível de emulação de terminal com o decTerminalID recurso. Na maioria
sistemas, xterm usará o banco de dados terminfo. Alguns sistemas mais antigos usam o termcap. (O
A variável de ambiente “TERMCAP” não é definida se xterm está ligado a uma biblioteca terminfo,
uma vez que as informações necessárias não são fornecidas pela emulação do termcap do terminfo
bibliotecas).

Muitos dos especiais xterm recursos podem ser modificados sob o controle do programa por meio de um conjunto de
sequências de escape diferentes das sequências de escape VT102 padrão. (Veja o xtherm
Controlo Seqüências documento.)

A emulação Tektronix 4014 também é bastante boa. Suporta endereçamento gráfico de 12 bits,
dimensionado para o tamanho da janela. Quatro tamanhos de fonte diferentes e cinco tipos de linhas diferentes são
suportado. Não há suporte para modo write-through ou desfocado. O texto Tektronix e
comandos gráficos são gravados internamente por xterm e pode ser gravado em um arquivo enviando
a sequência de escape COPY (ou através do Tektronix cardápio; Veja abaixo). o nome do arquivo
será "CÓPIAaaaa-MM-dd.hh:mm:ss", Onde aaaa, MM, dd, hh, mm e ss são o ano, mês,
dia, hora, minuto e segundo quando a CÓPIA foi realizada (o arquivo é criado no
anuário xterm é iniciado em, ou o diretório inicial para um login xterm).

Nem todos os recursos descritos neste manual estão necessariamente disponíveis nesta versão
of xterm. Alguns (por exemplo, as extensões não-VT220) estão disponíveis apenas se foram compilados
in, embora os mais comumente usados ​​estejam na configuração padrão.

OUTROS FUNCIONALIDADES


xtherm realça automaticamente o cursor de texto quando o ponteiro entra na janela
(selecionado) e o realça quando o ponteiro sai da janela (não selecionado). Se o
janela é a janela de foco, então o cursor de texto é destacado, não importa onde o
ponteiro é.

No modo VT102, existem sequências de escape para ativar e desativar uma tela alternativa
buffer, que tem o mesmo tamanho que a área de exibição da janela. Quando ativado, o
a tela atual é salva e substituída pela tela alternativa. Economia de linhas roladas
a parte superior da janela é desativada até que a tela normal seja restaurada. O usual
descrição do terminal para xterm permite o editor visual vi(1) para mudar para o alternativo
tela para edição e para restaurar a tela ao sair. Uma entrada no menu pop-up torna isso simples
para alternar entre as telas normais e alternativas para recortar e colar.

No modo VT102 ou Tektronix, existem sequências de escape para alterar o nome do
janelas. Além disso, no modo VT102, xterm implementa o controle de manipulação de janela
sequências de dtterm, como redimensionar a janela, definindo sua localização na tela.

xtherm permite que aplicativos baseados em caracteres recebam eventos do mouse (atualmente pressionamento de botão
e eventos de liberação e eventos de movimento de botão) como sequências de controle do teclado. Ver xtherm
Controlo Seqüências para obter detalhes.

OPÇÕES


A xterm emulador de terminal aceita as opções de linha de comando padrão do X Toolkit, bem como
muitas opções específicas do aplicativo. Se a opção começar com `+'em vez de'-', a
opção é restaurada para seu valor padrão.

-versão
Isso causa xterm para imprimir um número de versão na saída padrão e depois sair.

-Socorro Isso causa xterm para imprimir uma mensagem detalhada descrevendo suas opções, uma por
linha. A mensagem é gravada na saída padrão. Depois de imprimir a mensagem,
xterm saídas. xtherm gera esta mensagem, classificando-a e observando se um
"-opção"Ou um"+opção”Liga ou desliga o recurso, já que alguns recursos
historicamente tem sido um ou outro. xtherm gera uma mensagem de ajuda concisa
(várias opções por linha) quando uma opção desconhecida é usada, por exemplo,

xterm -z

Se a lógica de uma opção específica, como o registro, não for compilada em xterm,
o texto de ajuda para essa opção também não é exibido pelo -Socorro opção.

A maior parte do xterm opções são realmente analisadas pelo X Toolkit, que define recursos
valores. xtherm fornece ao X Toolkit uma tabela de opções. Alguns deles estão marcados,
dizendo ao X Toolkit para ignorá-los (-Socorro, -versão, -classe, -ee -para dentro) Depois de
O X Toolkit analisou os parâmetros da linha de comando, ele remove aqueles que ele controla,
deixando os parâmetros especialmente marcados para xterm lidar.

A -versão e -Socorro as opções são interpretadas mesmo se xterm não pode abrir a tela, e
são úteis para testes e scripts de configuração. Junto com -classe, eles são verificados
antes de outras opções. Para fazer isso, xterm tem seu próprio (muito mais simples) analisador de argumento, junto
com uma tabela da lista de opções embutida do X Toolkit.

Contar com o X Toolkit para analisar as opções e valores associados tem as vantagens
de simplicidade e boa integração com o mecanismo de recursos X. Existem alguns
desvantagens

· xtherm não pode dizer facilmente se um valor de recurso foi definido por um dos externos
arquivos de padrões de recurso ou aplicativo, ou se foi definido por meio do -xrm opção ou
por meio de alguma opção de linha de comando diretamente relevante. xtherm vê apenas o resultado final: a
valor fornecido ao criar seus widgets.

· xtherm não sabe a ordem em que opções e itens específicos nos arquivos de recursos
são avaliados. Em vez disso, ele vê todos os valores de um determinado widget ao mesmo tempo.
Na concepção dessas opções, algumas são consideradas mais importantes e podem substituir outras
opções.

O X Toolkit usa padrões (constantes e curingas) para combinar os recursos. Uma vez por
um determinado padrão foi usado, ele não o modificará. Para substituir uma determinada configuração,
um padrão mais específico deve ser usado, por exemplo, substituindo “*” por “.”. Alguns mal-
arquivos de recursos projetados são muito específicos para permitir que as opções de linha de comando afetem
os valores relevantes do widget.

· Em alguns casos, o X Toolkit combina suas opções padrão de maneiras que não funcionam
bem com xterm. Isso acontece com a cor (-fg, -B) e reverso (-rv) opções.
xtherm faz um caso especial destes e ajusta seu sentido de "reverso" para diminuir o usuário
surpresa.

Um parâmetro (depois de todas as opções) pode ser fornecido. Isso substitui xtermescolha embutida de
programa shell:

· Se o parâmetro não for um caminho relativo, ou seja, começando com “./” ou “../”, xterm
procura o arquivo no PATH do usuário. Em qualquer caso, esta verificação falha se xterm
não pode construir um caminho absoluto.

· Se essa verificação falhar (ou se nenhum parâmetro for fornecido), xterm a seguir verifica o “SHELL”
variável. Se isso especifica um arquivo executável, xterm tentará iniciar isso.
Contudo, xterm além disso, verifica se é um shell válido e irá remover a definição de "SHELL" se
não é.

· Se “SHELL” não estiver definido como um arquivo executável, xterm tenta usar o programa shell
especificado na entrada do arquivo de senha do usuário. Como antes, xterm verifica se este é um
shell válido.

· Finalmente, se a entrada do arquivo de senha não especificar um shell válido, xterm usos
/ Bin / sh.

A -e opção não pode ser usada com este parâmetro, uma vez que usa todos os parâmetros seguintes
a opção.

xtherm valida programas shell encontrando seu nome de caminho no arquivo de texto / etc / shells. Ele
trata a variável de ambiente "SHELL" especialmente porque (como "TERM"), xterm ambas leem
e atualiza a variável, e porque o programa foi iniciado por xterm não é necessariamente um
Concha.

As outras opções são usadas para controlar a aparência e o comportamento. Nem todas as opções são
necessariamente configurado em sua cópia de xterm:

-132 Normalmente, a sequência de escape VT102 DECCOLM que alterna entre 80 e 132
o modo de coluna é ignorado. Esta opção faz com que a sequência de escape DECCOLM seja
reconhecido, e o xterm a janela será redimensionada apropriadamente.

-ah Esta opção indica que xterm deve sempre destacar o cursor de texto. Por
padrão xterm irá exibir um cursor de texto vazio sempre que o foco for perdido ou o
o ponteiro sai da janela.

+ ah Esta opção indica que xterm deve realçar o cursor de texto com base em
foco.

-ai Esta opção desativa o suporte de ícone ativo se esse recurso foi compilado em xterm.
Isso é equivalente a definir o vt100 recurso ícone ativo para “falso”.

+ ai Esta opção habilita o suporte de ícone ativo se esse recurso foi compilado em xterm.
Isso é equivalente a definir o vt100 recurso ícone ativo para “verdadeiro”.

-ah Esta opção indica que o auto-contorno deve ser permitido. Isso permite que o
cursor para passar automaticamente para o início da próxima linha quando estiver no
posição mais à direita de uma linha e o texto é gerado.

+ aw Esta opção indica que o auto-contorno não deve ser permitido.

-b número
Esta opção especifica o tamanho da borda interna (a distância entre as bordas externas
borda dos caracteres e a borda da janela) em pixels. Esse é o vt100
borda interna recurso. O padrão é “2”.

+ bc desligue o cursor de texto piscando. Isso substitui o cursorPisca recursos.

-bc ativa o cursor de texto piscando. Isso substitui o cursorPisca recursos.

-bcf milissegundos
definir por quanto tempo o cursor de texto fica desligado ao piscar por meio do cursorOffTime
recursos.

-bcn milissegundos
definir a quantidade de tempo em que o cursor de texto fica ao piscar através do cursorOnTime
recursos.

-bdc Colocou o vt100 recurso colorBDMode para “falso”, desabilitando a exibição de caracteres
com atributo em negrito como cor.

+ bdc Colocou o vt100 recurso colorBDMode para "verdadeiro", permitindo a exibição de caracteres
com o atributo negrito como cor em vez de negrito.

-cb Colocou o vt100 recurso cutToBeginningOfLine para “falso”.

+ cb Colocou o vt100 recurso cutToBeginningOfLine para “verdadeiro”.

-cc Characterclassrange:valor[, ...]
Isso define as classes indicadas pelos intervalos fornecidos para uso na seleção por palavras.
Veja a seção que especifica as classes de personagens e a discussão do charClass
recursos.

-cjk_width
Colocou o cjkWidth recurso para “verdadeiro”. Quando ativado, os personagens com o Leste Asiático
A categoria ambígua (A) na UTR 11 tem uma largura de coluna de 2. Caso contrário, eles têm um
largura da coluna de 1. Isso pode ser útil para alguns terminais de texto CJK legados
programas presumindo que os desenhos da caixa e outros tenham uma largura de coluna de 2. Também
deve ser ligado quando você especifica um TrueType CJK de largura dupla (bi-
fonte de largura / monoespaçada) com -fa na linha de comando ou faceName recursos.
O padrão é falso"

+ cjk_width
Repor o cjkWidth recursos.

-classe corda
Esta opção permite que você substitua xtermclasse de recursos de. Normalmente é
“XTerm”, mas pode ser definido para outra classe, como “UXTerm” para substituir o selecionado
Recursos.

-cm Esta opção desativa o reconhecimento de sequências de escape de mudança de cor ANSI. Define
do modo de cor recurso para “falso”.

+ cm Esta opção permite o reconhecimento de sequências de escape de mudança de cor ANSI. Isto é
o mesmo que o vt100 recurso modo de cor.

-cn Esta opção indica que as novas linhas não devem ser cortadas nas seleções de modo de linha. Isto
define o cutNewline recurso para “falso”.

+ cn Esta opção indica que as novas linhas devem ser cortadas nas seleções de modo de linha. Isto
define o cutNewline recurso para “verdadeiro”.

-cr cor
Esta opção especifica a cor a ser usada para o cursor de texto. O padrão é usar o
mesma cor de primeiro plano que é usada para o texto. Ele define o cursorColor recurso
de acordo com o parâmetro.

-cu Esta opção indica que xterm deve contornar um bug no mais(1) programa
que faz com que ele exiba incorretamente linhas que têm exatamente a largura do
janela e são seguidos por uma linha começando com uma guia (as guias principais não são
exibido). Esta opção tem esse nome porque foi originalmente considerada um bug
no maldições(3x) pacote de movimento do cursor.

+ cu Esta opção indica que xterm não deve contornar o mais(1) bug mencionado
acima.

-cc Esta opção desativa a sequência de escape para alterar as cores dinâmicas: o vt100
cores do primeiro plano e do plano de fundo, a cor do cursor de texto, o cursor do ponteiro
cores de primeiro e segundo plano, primeiro plano e segundo plano do emulador Tektronix
cores, a cor do cursor do texto e a cor de destaque. A opção define o
dynamicColors opção para “falso”.

+ dc Esta opção permite que a sequência de escape mude as cores dinâmicas. Os conjuntos de opções
do dynamicColors opção para “verdadeiro”.

-e programa [ argumentos ... ]
Esta opção especifica o programa (e seus argumentos de linha de comando) a ser executado em
do xterm janela. Ele também define o título da janela e o nome do ícone como o nome de base
do programa sendo executado se nenhum -T nem -n são fornecidos na linha de comando.
Esta devo be do último opção on do comando linha.

-in codificação
Esta opção determina a codificação na qual xterm corre. Ele define o local
recurso. Codificações diferentes de UTF-8 são suportadas usando luit. o -lc opção
deve ser usado em vez de -in para sistemas com suporte local.

-fb fonte
Esta opção especifica uma fonte a ser usada ao exibir texto em negrito. Ele define o
negrito recursos.

Esta fonte deve ter a mesma altura e largura da fonte normal, caso contrário, é
ignorado. Se apenas uma das fontes normais ou em negrito for especificada, ela será usada como
a fonte normal e a fonte em negrito serão produzidas marcando-se o excesso dessa fonte.

Veja também a discussão sobre Modo negrito e sempreBoldMode Recursos.

-fa de cinto de segurança
Esta opção define o padrão para as fontes selecionadas da biblioteca FreeType se
o suporte para essa biblioteca foi compilado em xterm. Isso corresponde ao
faceName recurso. Quando uma fonte CJK de largura dupla é especificada, você também precisa
ligar o cjkWidth recursos.

Veja também o renderFont recurso, que combina com este para determinar se
As fontes FreeType estão inicialmente ativas.

-fbb Esta opção indica que xterm deve comparar as fontes normais e em negrito delimitando
caixas para garantir que são compatíveis. Ele define o FreeBoldBox recurso para “falso”.

+ fbb Esta opção indica que xterm não deve comparar o limite de fontes normais e em negrito
caixas para garantir que são compatíveis. Ele define o FreeBoldBox recurso para “verdadeiro”.

-fbx Esta opção indica que xterm não deve assumir que as fontes normais e em negrito
têm caracteres de desenho de linha VT100. Se algum estiver faltando, xterm vai desenhar o
personagens diretamente. Ele define o forceBoxChars recurso para “falso”.

+ fbx Esta opção indica que xterm deve assumir que as fontes normais e em negrito têm
Caracteres de desenho de linha VT100. Ele define o forceBoxChars recurso para “verdadeiro”.

-fd de cinto de segurança
Esta opção define o padrão para fontes de largura dupla selecionadas no FreeType
biblioteca se o suporte para essa biblioteca foi compilado em xterm. Isso corresponde a
do faceNameDoublesize recursos.

-fi fonte
Esta opção define a fonte para os ícones ativos se esse recurso foi compilado em
xterm.

Veja também a discussão do íconeFonte recursos.

-fs tamanho
Esta opção define o tamanho dos pontos para as fontes selecionadas da biblioteca FreeType se
o suporte para essa biblioteca foi compilado em xterm. Isso corresponde ao
FaceSize recursos.

-tela cheia
Esta opção indica que xterm deve pedir ao gerenciador de janelas para deixá-lo usar o
tela inteira para exibição, por exemplo, sem decorações de janela. Ele define o fullscreen
recurso para “verdadeiro”.

+ tela inteira
Esta opção indica que xterm não deve pedir ao gerenciador de janelas para deixá-lo usar
a tela inteira para exibição. Ele define o fullscreen recurso para “falso”.

-fw fonte
Esta opção especifica a fonte a ser usada para exibir texto largo. Por padrão,
tentará usar uma fonte com o dobro da largura da fonte que será usada para desenhar
texto normal. Se nenhuma fonte de largura dupla for encontrada, ele irá improvisar, esticando
a fonte normal. Isso corresponde ao fonte larga recursos.

-fwb fonte
Esta opção especifica a fonte a ser usada para exibir texto largo em negrito. Por
padrão, ele tentará usar uma fonte com o dobro da largura da fonte que será usada
para desenhar texto em negrito. Se nenhuma fonte de largura dupla for encontrada, ele irá improvisar, por
esticando a fonte em negrito. Isso corresponde ao wideBoldFont recursos.

-fx fonte
Esta opção especifica a fonte a ser usada para exibir a string preedit no
Método de entrada “OverTheSpot”.

Veja também a discussão do ximFontName recursos.

-hc cor
(Vejo -selbg).

-hf Esta opção indica que os códigos de escape da tecla de função HP devem ser gerados para
teclas de função. Ele define o hpFunctionKeys recurso para “verdadeiro”.

+ hf Esta opção indica que os códigos de escape da tecla de função HP não devem ser gerados
para teclas de função. Ele define o hpFunctionKeys recurso para “falso”.

-hm Diz xterm usar destaqueTextColor e cor de destaque para substituir o reverso
cores de primeiro plano / plano de fundo em uma seleção. Ele define o destaqueColorMode
recurso para “verdadeiro”.

+ hm Diz xterm não usar destaqueTextColor e cor de destaque para substituir o
cores invertidas de primeiro plano / plano de fundo em uma seleção. Ele define o
destaqueColorMode recurso para “falso”.

-segurar Ligar o segurar recurso, ou seja, xterm não irá destruir imediatamente sua janela
quando o comando shell for concluído. Ele irá esperar até que você use o gerenciador de janelas
para destruir / matar a janela, ou se você usar as entradas do menu que enviam um sinal,
por exemplo, HUP ou KILL.

+ segure Desligue o segurar recurso, ou seja, xterm irá destruir imediatamente sua janela quando
o comando shell é concluído.

ie lá Ligar o ptyInitialErase recurso, ou seja, use o sentido do pseudo-terminal do
chiqueiro apagar valor.

+ ie Desligue o ptyInitialErase recurso, ou seja, definir o chiqueiro apague o valor usando o kb
string da entrada termcap como uma referência, se disponível.

-Eu estou Ligar o useInsertMode recurso, o que força o uso do modo de inserção, adicionando
entradas apropriadas para a variável de ambiente TERMCAP. (Esta opção é ignorada
na maioria dos sistemas, porque TERMCAP não é usado).

+ im Desligue o useInsertMode recursos.

-para dentro windowId
Dado um identificador de janela X (um inteiro, que pode ser hexadecimal, octal ou
decimal de acordo com se começa com "0x", "0" ou nenhum), xterm precisarão
reenvie seu widget de shell de nível superior para essa janela. Isso é usado para incorporar xterm
dentro de outros aplicativos.

Por exemplo, existem scripts para Tcl / Tk e Gtk que podem ser usados ​​para
demonstrar o recurso. Ao usar Gtk, há uma limitação desse kit de ferramentas
que requer isso xterm's allowSendEvents recurso está habilitado.

-itc Colocou o vt100 recurso colorITMode para “falso”, desabilitando a exibição de caracteres
com o atributo itálico como cor.

+ itc Colocou o vt100 recurso colorITMode para "verdadeiro", permitindo a exibição de caracteres
com o atributo itálico como cor em vez de itálico.

-j Esta opção indica que xterm deve fazer salto de rolagem. Corresponde ao
jumpScroll recurso. Normalmente, o texto é rolado uma linha por vez; esta opção
permite xterm mover várias linhas de uma vez para que não caia tão longe
atrás. Seu uso é altamente recomendado, pois torna xterm muito mais rápido quando
digitalizando grandes quantidades de texto. As sequências de escape VT100 para habilitar
e desativar a rolagem suave, bem como o menu "Opções de VT" pode ser usado para virar
este recurso ligado ou desligado.

+j Esta opção indica que xterm não deve fazer salto de rolagem.

-k8 Esta opção define o allowC1Imprimível recurso. Quando allowC1Imprimível está definido,
xterm substitui o mapeamento de caracteres de controle C1 (código 128-159) para tratá-los
como para impressão.

+ k8 Esta opção redefine o allowC1Imprimível recursos.

-kt tipo de teclado
Esta opção define o tipo de teclado recurso. Os valores possíveis incluem: “desconhecido”,
“Default”, “hp”, “sco”, “sun”, “tcap” e “vt220”.

O valor “desconhecido” faz com que o recurso correspondente seja ignorado.

O valor “default” suprime os recursos associados hpFunctionKeys,
scoFunctionKeys, sunFunctionKeys, tcapFunctionKeys e solTeclado, Usando o
Layout do teclado Sun / PC.

-l Ligue o registro. Normalmente, o registro não é suportado, devido a questões de segurança.
Algumas versões do xterm pode ter o registro ativado. O arquivo de log é gravado no
diretório do qual xterm é invocado. O nome do arquivo é gerado, da forma

XtermLog.XXXXXX

or

Xterm.log.nome do host.aaaa.mm.dd.hh.mm.ss.XXXXXX

dependendo de como xterm foi construído.

+l Desligue o log.

-lc Ative o suporte a várias codificações de acordo com a configuração local dos usuários, ou seja,
Variáveis ​​de ambiente LC_ALL, LC_CTYPE ou LANG. Isso é conseguido ativando
Modo UTF-8 e invocando luit para conversão entre codificações de localidade e UTF-8.
(luit não é invocado em localidades UTF-8.) Isso corresponde ao local recursos.

A lista real de codificações que são suportadas é determinada por luit. Consultar
do luit página de manual para mais detalhes.

Veja também a discussão do -U8 opção que suporta locales UTF-8.

+ lc Desative o suporte à seleção automática de codificações de localidade. 8 bits convencional
modo ou, em localidades UTF-8 ou com -U8 opção, o modo UTF-8 será usado.

-lcc caminho
Nome do arquivo para o conversor de codificação de / para codificações de local e UTF-8 que é
usado com -lc opção ou local recurso. Isso corresponde ao localeFilter
recursos.

-barra esquerda
Força a barra de rolagem para o lado esquerdo da tela do VT100. Este é o padrão, a menos que você
configurou o recurso rightScrollBar.

-se nome do arquivo
Especifique o nome do arquivo de log. Veja o -l opção.

-ls Esta opção indica que o shell que é iniciado no xterm a janela será uma
shell de login (ou seja, o primeiro caractere de argv [0] será um traço, indicando
o shell que deve ler o .login ou .profile do usuário).

A -ls bandeira e o loginShell recursos são ignorados se -e também é dado, porque
xterm não sabe como fazer o shell iniciar o comando dado depois de tudo
faz quando é um shell de login - o shell de escolha do usuário não precisa ser um Bourne
depois de tudo, concha. Também, xterm -e é suposto fornecer uma funcionalidade consistente
para outros aplicativos que precisam iniciar programas em modo texto em uma janela, e se
loginShell não foram ignorados, o resultado de ~ / .profile pode interferir com isso.

Se você quer o efeito de -ls e -e simultaneamente, você pode fugir com
algo como

xterm -e / bin / bash -l -c "meu comando aqui"

Finalmente, -ls não é completamente ignorado, porque xterm -ls -e escreve um
/ var / log / wtmp entrada (se configurado para fazer isso), enquanto xterm -e não.

-maximizado
Esta opção indica que xterm deve pedir ao gerenciador de janelas para maximizar seu
layout na inicialização. Isso corresponde ao maximizada recursos.

Maximizar não é o inverso de iconificar; é possível fazer ambos com
certos gerenciadores de janela.

+ maximizado
Esta opção indica que xterm deve pedir ao gerenciador de janelas para não maximizar seu
layout na inicialização.

+ ls Esta opção indica que o shell que é iniciado não deve ser um shell de login
(ou seja, será um “subshell” normal).

-mb Esta opção indica que xterm deve tocar um sino de margem quando o usuário digita
perto da extremidade direita de uma linha.

+ MB Esta opção indica que o sino de margem não deve ser tocado.

-mc milissegundos
Esta opção especifica o tempo máximo entre as seleções de vários cliques.

-mesg Desligue o mensagens recurso, ou seja, proibir o acesso de gravação ao terminal.

+ mesg Ligar o mensagens recurso, ou seja, permitir acesso de gravação ao terminal.

-mk_width
Colocou o mkWidth recurso para “verdadeiro”. Isto faz xterm usar uma versão integrada de
o cálculo de largura de caracteres largos. O padrão é falso"

+ mk_width
Repor o mkWidth recursos.

-em cor
Esta opção especifica a cor a ser usada para o cursor do ponteiro. O padrão é
para usar a cor do primeiro plano. Isso define o ponteiroColor recursos.

-nb número
Esta opção especifica o número de caracteres da extremidade direita de uma linha em
qual a campainha de margem, se ativada, tocará. O padrão é “10”.

-nul Esta opção desativa a exibição de sublinhado.

+ nul Esta opção permite a exibição de sublinhado.

-pc Esta opção permite o uso de cores em negrito no estilo PC (consulte o recurso boldColors).

+ pc Esta opção desativa o uso de cores em negrito no estilo PC.

-pob Esta opção indica que a janela deve ser levantada sempre que um Control-G é
recebido.

+ pob Esta opção indica que a janela não deve ser levantada sempre que um Control-G é
recebido.

-report-colors
Imprima um relatório para a saída padrão mostrando informações sobre cores como xterm
os aloca. Isso corresponde ao relatórioCores recursos.

-report-fontes
Imprima um relatório na saída padrão mostrando informações sobre as fontes que são
carregado. Isso corresponde ao relatórioFontes recursos.

-barra direita
Force a barra de rolagem para o lado direito da tela do VT100.

-rvc Esta opção desativa a exibição de caracteres com atributo reverso como cor.

+ rvc Esta opção permite a exibição de caracteres com atributo reverso como cor.

-rw Esta opção indica que o contorno reverso deve ser permitido. Isso permite que o
cursor para voltar da coluna mais à esquerda de uma linha para a coluna mais à direita de
a linha anterior. Isso é muito útil para editar linhas de comando de shell longas e
é encorajado. Esta opção pode ser ligada e desligada no menu “Opções de VT”.

+ rw Esta opção indica que o reverso não deve ser permitido.

-s Esta opção indica que xterm pode rolar de forma assíncrona, o que significa que o
a tela não precisa ser mantida completamente atualizada durante a rolagem. Esse
permite xterm para funcionar mais rápido quando as latências da rede são muito altas e normalmente
útil ao executar em uma Internet muito grande ou em muitos gateways.

+s Esta opção indica que xterm deve rolar de forma síncrona.

-mesmo nome
Não envia solicitações de mudança de nome de título e ícone quando a solicitação não teria
efeito: o nome não é alterado. Isso tem a vantagem de evitar cintilação e
a desvantagem de exigir uma viagem extra de ida e volta ao servidor para descobrir o
valor anterior. Na prática, isso nunca deve ser um problema.

+ samename
Sempre envie solicitações de mudança de nome de título e ícone.

-sb Esta opção indica que algum número de linhas que são roladas para fora do topo
a janela deve ser salva e uma barra de rolagem deve ser exibida para que aqueles
as linhas podem ser visualizadas. Esta opção pode ser ligada e desligada em “Opções VT”
menu.

+ sb Esta opção indica que uma barra de rolagem não deve ser exibida.

-selbg cor
Esta opção especifica a cor a ser usada para o fundo do texto selecionado. Se
não especificado, o vídeo reverso é usado. Veja a discussão do cor de destaque
recursos.

-elfg cor
Esta opção especifica a cor a ser usada para o texto selecionado. Se não for especificado,
vídeo reverso é usado. Veja a discussão do destaqueTextColor recursos.

-sf Esta opção indica que os códigos de escape da tecla de função Sun devem ser gerados para
teclas de função.

+ sf Esta opção indica que os códigos de escape padrão devem ser gerados para
teclas de função.

SH número
dimensionar os valores da altura da linha pelo número fornecido. Veja a discussão do
escalaAltura recursos.

-Sim Esta opção indica que a saída para uma janela não deve reposicionar automaticamente
a tela na parte inferior da região de rolagem. Esta opção pode ser ativada
e desligue-o no menu “Opções de VT”.

+ si Esta opção indica que a saída para uma janela deve fazer com que ela role para o
inferior.

-sk Esta opção indica que pressionar uma tecla enquanto usa a barra de rolagem para revisar
as linhas de texto anteriores devem fazer com que a janela seja reposicionada automaticamente em
a posição normal na parte inferior da região de rolagem.

+ sk Esta opção indica que pressionar uma tecla enquanto usa a barra de rolagem não deve
fazer com que a janela seja reposicionada.

-sl número
Esta opção especifica o número de linhas para salvar que foram roladas para fora do
topo da tela. Isso corresponde ao salvarLinhas recurso. O padrão é
"64".

-sm Esta opção, correspondendo ao SessionMgt recurso, indica que xterm mais perguntas
configurar retornos de chamada do gerenciador de sessão.

+ sm Esta opção indica que xterm não deve configurar retornos de chamada do gerenciador de sessão.

-sp Esta opção indica que o teclado Sun / PC deve ser assumido, fornecendo o mapeamento
para teclado “+” a “,” e CTRL-F1 a F13, CTRL-F2 a F14, etc.

+ sp Esta opção indica que os códigos de escape padrão devem ser gerados para
teclado e teclas de função.

-t Esta opção indica que xterm deve começar no modo Tektronix, ao invés de
Modo VT102. A alternância entre as duas janelas é feita usando os menus “Opções”.

Banco de dados do terminal (terminfo (5) ou termocap (5)) entradas que funcionam com xterm são:

“Tek4014”,
“Tek4015”,
“Tek4012”,
“Tek4013”,
“Tek4010”, e
"burro".

xterm pesquisa automaticamente o banco de dados do terminal nesta ordem para essas entradas
e então define as variáveis ​​de ambiente “TERM” e “TERMCAP”.

+t Esta opção indica que xterm deve começar no modo VT102.

-tb Esta opção, correspondendo ao barra de ferramentas recurso, indica que xterm mais perguntas
exibir uma barra de ferramentas (ou barra de menu) no topo de sua janela. Os botões no
barra de ferramentas corresponde aos menus pop-up, por exemplo, controle / esquerdo / mouse para “Principal
Opções ”.

+ tb Esta opção indica que xterm não deve configurar uma barra de ferramentas.

-vocês term_id
Especifique o nome usado por xterm para selecionar a resposta correta para o ID do terminal
consultas. Ele também especifica o nível de emulação, usado para determinar o tipo de
resposta a uma sequência de controle DA. Os valores válidos incluem vt52, vt100, vt101,
vt102, vt220 e vt240 (o “vt” é opcional). O padrão é “vt420”. o
O argumento term_id especifica o ID do terminal a ser usado. (Este é o mesmo que o
decTerminalID recurso).

-tm corda
Esta opção especifica uma série de palavras-chave de configuração de terminal seguidas pelo
caracteres que devem ser vinculados a essas funções, semelhantes ao chiqueiro .
As palavras-chave e seus valores são descritos em detalhes no ttyModes recursos.

-tn nome
Esta opção especifica o nome do tipo de terminal a ser definido no TERM
variável de ambiente. Corresponde ao termoNome recurso. Este terminal
tipo deve existir no banco de dados do terminal (termcap ou terminfo, dependendo de como
xterm é construído) e deve ter li # e co # entradas. Se o tipo de terminal não for
encontrado, xterm usa a lista integrada “xterm”, “vt102”, etc.

-U8 Esta opção define o utf8 recurso. Quando utf8 está definido, xterm interpreta que chega
dados como UTF-8. Isso define o wideChars recurso como um efeito colateral, mas o UTF-8
o modo definido por esta opção impede que seja desligado. Se você deve virar UTF-8
codificação ligada e desligada, use o -banheiro opção ou o correspondente wideChars recurso,
em vez de -U8 opção.

Esta opção e o utf8 recursos são substituídos pelo -lc e -in opções e
local recurso. Ou seja, se xterm foi compilado para suportar luit, e as
local recurso não é “falso” esta opção é ignorada. Recomendamos usar o -lc
ou a opção “localidade: verdadeiro”Recurso em localidades UTF-8 quando seu sistema operacional
suporta localidade, ou -in UTF-8 ou a opção “localidade: UTF-8”Recurso quando o seu
sistema operacional não suporta localidade.

+ u8 Esta opção redefine o utf8 recursos.

-uc Esta opção deixa o cursor sublinhado em vez de uma caixa.

+ uc Esta opção torna o cursor uma caixa em vez de sublinhado.

-ulc Esta opção desativa a exibição de caracteres com atributo sublinhado como cor
em vez de sublinhado.

+ ulc Esta opção habilita a exibição de caracteres com atributo sublinhado como cor
em vez de sublinhado.

-ulit Esta opção, correspondendo ao itálicoULMode recurso, desativa a exibição de
caracteres com o atributo sublinhado em itálico em vez de sublinhado.

+ ulit Esta opção, correspondendo ao itálicoULMode recurso, permite a exibição de
caracteres com o atributo sublinhado em itálico em vez de sublinhado.

-ut Esta opção indica que xterm não deve escrever um registro no sistema
utmp arquivo de log.

+ ut Esta opção indica que xterm deve escrever um registro no sistema utmp log
arquivo.

-vb Esta opção indica que uma campainha visual é preferível a uma sonora.
Em vez de tocar a campainha do terminal sempre que um Control-G é recebido, a janela
será exibido.

+ vb Esta opção indica que um sino visual não deve ser usado.

-banheiro Esta opção define o wideChars recursos.

Quando wideChars está definido, xterm mantém estruturas internas para caracteres de 16 bits.
If xterm não é iniciado no modo UTF-8 (ou se este recurso não estiver definido), inicialmente
ele mantém essas estruturas para oferecer suporte a caracteres de 8 bits. xtherm mais tarde pode ser
comutada, usando uma entrada de menu ou sequência de controle, fazendo com que realoque aqueles
estruturas para oferecer suporte a caracteres de 16 bits.

O padrão é falso".

+ wc Esta opção redefine o wideChars recursos.

-wf Esta opção indica que xterm deve esperar que a janela seja mapeada o primeiro
tempo antes de iniciar o subprocesso para que as configurações iniciais de tamanho do terminal e
as variáveis ​​de ambiente estão corretas. É responsabilidade do aplicativo
capturar as alterações subsequentes do tamanho do terminal.

+ wf Esta opção indica que xterm não deve esperar antes de iniciar o subprocesso.

-ziconbeep por cento
Igual a zIconBeep recurso. Se a porcentagem for diferente de zero, xterms que produzem saída
enquanto iconificado, causará um som XBell no volume fornecido e terá “***”
prefixado a seus títulos de ícones. A maioria dos gerenciadores de janela irá detectar esta mudança
imediatamente, mostrando qual janela tem a saída. (Um recurso semelhante estava em
x10 xterm.)

-C Esta opção indica que esta janela deve receber a saída do console. Isso não é
suportado em todos os sistemas. Para obter a saída do console, você deve ser o proprietário do
dispositivo de console e você deve ter permissão de leitura e gravação para ele. Se você é
executando X sob xdm na tela do console, você pode precisar que a sessão seja inicializada
e redefinir programas alteram explicitamente a propriedade do dispositivo de console para
para fazer essa opção funcionar.

-Sccn Esta opção permite xterm para ser usado como um canal de entrada e saída para um existente
programa e às vezes é usado em aplicativos especializados. O valor da opção
especifica as últimas letras do nome de um pseudo-terminal para usar no escravo
modo, mais o número do descritor de arquivo herdado. Se a opção contém um
Caractere “/”, que delimita os caracteres usados ​​para o nome do pseudo-terminal de
o descritor de arquivo. Caso contrário, exatamente dois caracteres são usados ​​na opção
para o nome do pseudo-terminal, o resto é o descritor do arquivo. Exemplos (o
os dois primeiros são equivalentes, pois o descritor segue o último “/”):

-S / dev / pts / 123/45
-S123 / 45
-Sab34

Observe que xterm não fecha nenhum descritor de arquivo que não tenha aberto para seu
uso próprio. É possível (embora provavelmente não seja portátil) ter um aplicativo
que passa um descritor de arquivo aberto para xterm após a inicialização ou o
-S opção para um processo em execução no xterm.

Velho Opções
Os seguintes argumentos de linha de comando são fornecidos para compatibilidade com versões anteriores.
Eles podem não ser suportados na próxima versão, pois o X Toolkit fornece opções padrão
que realizam a mesma tarefa.

%geometria Esta opção especifica o tamanho e a posição preferidos da janela Tektronix. Isto
é uma abreviatura para especificar o “* tekGeometry" recurso.

#geometria Esta opção especifica a posição preferencial da janela do ícone. É taquigrafia
para especificar o “* iconGeometry" recurso.

-T corda
Esta opção especifica o título para xtermjanelas de. É equivalente a -título.

-n corda
Esta opção especifica o nome do ícone para xtermjanelas de. É uma abreviatura para
especificando o “* iconName" recurso. Observe que isso não é o mesmo que o
opção de kit de ferramentas -nome (Veja abaixo). O nome do ícone padrão é o nome do aplicativo.

Se nenhum ícone adequado for encontrado, xterm fornece um pixmap compilado.

-r Esta opção indica que o vídeo reverso deve ser simulado trocando o
cores do primeiro plano e do plano de fundo. É equivalente a -rv.

-w número
Esta opção especifica a largura em pixels da borda ao redor da janela.
É equivalente a -largura da borda or -bw.

X Kit de ferramentas Opções
Os seguintes argumentos de linha de comando padrão do X Toolkit são comumente usados ​​com xterm:

-bd cor
Esta opção especifica a cor a ser usada na borda da janela. o
o nome do recurso correspondente é Cor da borda. xtherm usa o X Toolkit padrão,
que é “XtDefaultForeground”.

-bg cor
Esta opção especifica a cor a ser usada para o fundo da janela. o
o nome do recurso correspondente é fundo. O padrão é “XtDefaultBackground”.

-bw número
Esta opção especifica a largura em pixels da borda ao redor da janela.

Este parece ser um legado de versões mais antigas do X. Ele define o largura da borda recurso
do widget de shell e pode fornecer conselhos ao seu gerenciador de janelas para definir o
espessura da moldura da janela. A maioria dos gerenciadores de janela não usa esta informação.
veja a -b opção, que controla a borda interna do xterm janela.

-exibição exibição
Esta opção especifica o servidor X a ser contatado; Vejo X(7).

-fg cor
Esta opção especifica a cor a ser usada para exibir o texto. O correspondente
nome do recurso é primeiro plano. O padrão é “XtDefaultForeground”.

-fn fonte
Esta opção especifica a fonte a ser usada para exibir o texto normal. o
o nome do recurso correspondente é fonte. O valor padrão do recurso é fixado.

-Fonte fonte
Este é o mesmo que -fn.

-geometria geometria
Esta opção especifica o tamanho e a posição preferidos da janela VT102; Vejo
X(7).

A especificação da geometria normal pode ser sufixada com @ seguido por um Xinerama
especificação da tela; pode ser qualquer um g para a tela global (padrão), c por
a tela atual ou um número de tela.

-icônico Esta opção indica que xterm deve pedir ao gerenciador de janelas para iniciá-lo como um
ícone em vez da janela normal. O nome do recurso correspondente é icônico.

-nome nome
Esta opção especifica o nome do aplicativo sob o qual os recursos devem ser
obtido, em vez do nome do arquivo executável padrão. Nome não deve conter
“.” ou caracteres “*”.

-rv Esta opção indica que o vídeo reverso deve ser simulado trocando o
cores do primeiro plano e do plano de fundo. O nome do recurso correspondente é
vídeo reverso.

+ rv Desative a simulação de vídeo reverso trocando o primeiro e o segundo plano
cores.

-título corda
Esta opção especifica a string do título da janela, que pode ser exibida por janela
gerentes, se o usuário assim o desejar. O título padrão é a linha de comando especificada
depois de -e opção, se houver, caso contrário, o nome do aplicativo.

-xrm recursos
Esta opção especifica uma string de recurso a ser usada. Isso é especialmente útil para
configuração de recursos que não possuem opções de linha de comando separadas.

RECURSOS


O programa entende todos os nomes e classes de recursos principais do X Toolkit. Aplicativo
recursos específicos (por exemplo, “XTermo.NOME") Segue:

Aplicativo Recursos
backarrowKeyIsErase (classe BackarrowKeyIsErase)
Amarre o VTxxx tecla de seta para trás e ptyInitialErase recursos juntos, definindo o
Estado DECBKM de acordo com se o inicial apagar personagem é um backspace (8)
ou exclua (127) caractere. Um valor “falso” desativa este recurso. O padrão é
"Verdade".

Aqui estão as tabelas que mostram como as configurações iniciais para

· backarrowKeyIsErase (BKI),

· tecla de seta para trás (BK), e

· ptyInitialErase (TORTA), junto com o

· chiqueiro apagar caractere (^ H para backspace, ^? para deletar)

afetará DECBKM. Primeiro, xterm obtém a inicial apagar personagem:

· xtermo valor interno de é ^ H

· xterm pede ao sistema operacional o valor que chiqueiro mostra

· a ttyModes recurso pode substituir apagar

· E se ptyInitialErase é falso, xterm irá procurar na base de dados do terminal

Resumindo isso como uma tabela:

PIE chiqueiro termocap apagar
───────────────────────────────────
falso ^ H ^ H ^ H
falso ^ H ^? ^?
falso ^? ^ H ^ H
falso ^? ^? ^?
verdadeiro ^ H ^ H ^ H
verdadeiro ^ H ^? ^ H
verdadeiro ^? ^ H ^?
verdadeiro ^? ^? ^?

Usando isso apagar personagem, xterm permite mais escolhas:

· E se backarrowKeyIsErase é verdade, xterm utiliza o apagar personagem para a inicial
estado de DECBKM

· E se backarrowKeyIsErase é falso, xterm conjuntos DECBKM a 2 (interno). Esta amarra
juntos tecla de seta para trás e a sequência de controle para DECBKM

· Os aplicativos podem enviar uma sequência de controle para definir / redefinir DECBKM conjunto de controle

· A entrada do menu “Backarrow Key (BS / DEL)” alterna DECBKM

Resumindo os detalhes de inicialização:

apagar BKIE BK DECBKM resultar
──────────────────────────────────────────
^? falso falso 2 ^ H
^? falso verdadeiro 2 ^?
^? verdadeiro falso 0 ^?
^? verdadeiro verdadeiro 1 ^?
^ H falso falso 2 ^ H
^ H falso verdadeiro 2 ^?
^ H verdadeiro falso 0 ^ H
^ H verdadeiro verdadeiro 1 ^ H

fullscreen (classe Tela cheia)
Especifica se ou não xterm deve pedir ao gerenciador de janelas para usar uma tela inteira
layout na inicialização. xtherm aceita uma palavra-chave (ignorando maiúsculas e minúsculas) ou o número
mostrado entre parênteses:

falso (0)
O layout de tela inteira não é usado inicialmente, mas pode ser mais tarde por meio de seleção de menu ou
seqüência de controle.

verdadeiro (1)
O layout de tela inteira é usado inicialmente, mas pode ser desativado posteriormente por meio do menu-
seleção ou seqüência de controle.

sempre (2)
O layout de tela inteira é usado inicialmente e não pode ser desativado posteriormente por meio do menu-
seleção ou seqüência de controle.

nunca (3)
O layout de tela inteira não é usado e não pode ser ativado posteriormente por meio de seleção de menu
ou sequência de controle.

O padrão é falso".

segurar (classe Segurar)
Se for verdade, xterm não irá destruir imediatamente a sua janela quando o comando shell
completa. Ele vai esperar até que você use o gerenciador de janelas para destruir / matar o
janela, ou se você usar as entradas de menu que enviam um sinal, por exemplo, HUP ou KILL. Vocês
pode rolar para trás, selecionar texto, etc., para realizar a maioria das operações gráficas.
Redimensionar a exibição irá perder dados, no entanto, uma vez que isso envolve interação com
o shell que não está mais em execução.

hpFunctionKeys (classe HpFunctionKeys)
Especifica se os códigos de escape da tecla de função HP devem ou não ser gerados para
teclas de função em vez de sequências de escape padrão.

Veja também o tipo de teclado recursos.

iconGeometria (classe IconGeometria)
Especifica o tamanho e posição preferidos do aplicativo quando iconificado. Isto
não é necessariamente obedecido por todos os gerenciadores de janelas.

íconeDica (classe Dica de ícone)
Especifica um ícone que será adicionado às dicas do gerenciador de janelas. xtherm fornece
nenhum valor padrão.

Defina este recurso como "nenhum" para omitir totalmente a dica, usando qualquer que seja a janela
gerente pode decidir.

Se o íconeDica recurso é fornecido (ou é definido por meio do -n opção) xterm procura por
um arquivo pixmap com esse nome, no diretório atual, bem como em
/ usr / share / pixmaps. se o recurso não especificar um nome de caminho absoluto. No
cada caso, xterm adiciona “_48x48” e / ou “.xpm” ao nome do arquivo após tentar sem
esses sufixos. Se for capaz de carregar o arquivo, xterm define o gerenciador de janelas
dica para o ícone-pixmap. Esses pixmaps são distribuídos com xterm, e pode
opcionalmente ser compilado em:

· Mini.xterm_16x16, mini.xterm_32x32, mini.xterm_48x48

· Xterm_16x16 preenchido, xterm_32x32 preenchido, xterm_48x48 preenchido

· Xterm_16x16, xterm_32x32, xterm_48x48

· Xterm-color_16x16, xterm-color_32x32, xterm-color_48x48

Em ambos os casos, xterm permite adicionar um “_48x48” para especificar o maior dos
pixmaps como padrão. Ou seja, “mini.xterm” é o mesmo que “mini.xterm_48x48”.

Se não for explícito íconeDica o recurso é fornecido (ou se nenhum dos nomes compilados
corresponde), o xterm usa “mini.xterm” (que é sempre compilado).

A íconeDica recurso não tem efeito em arquivos “desktop”, incluindo “painel” e
"cardápio". Esses são normalmente definidos por meio de um arquivo “.desktop”; xterm fornece amostras para
em si (e o uxterm roteiro). Os sistemas de desktop mais capazes permitem a mudança
o ícone por usuário.

iconName (classe Nome do ícone)
Especifica um rótulo para xterm quando iconificado. xtherm não fornece nenhum valor padrão; algum
gerenciadores de janela podem assumir o nome do aplicativo, por exemplo, “xterm”.

Configurando o iconName recurso define o rótulo do ícone, a menos que seja substituído por zIconBeep
ou as sequências de controle que alteram os rótulos de janela e ícone.

tipo de teclado (classe Tipo de teclado)
Ativa um (ou nenhum) dos vários recursos do tipo teclado: hpFunctionKeys,
scoFunctionKeys, sunFunctionKeys, tcapFunctionKeys e solTeclado. o
o valor do recurso deve ser uma das strings correspondentes "hp", "sco", "sun",
“Tcap” ou “vt220”. Os recursos individuais são fornecidos para suporte legado; isto
recurso é mais simples de usar.

O padrão é "desconhecido", ou seja, nenhum dos recursos associados é definido por meio deste
recursos.

maxBufSize (classe MaxBufSize)
Especifique o tamanho máximo do buffer de entrada. O padrão é “32768”. Você não pode
defina isso para um valor menor que o minBufSize recurso. Será aumentado à medida que
precisava fazer esse valor dividir uniformemente este.

Em alguns sistemas, você pode querer aumentar um ou ambos os maxBufSize e
minBufSize valores de recursos para alcançar melhor desempenho se o sistema operacional
prefere tamanhos de buffer maiores.

maximizada (classe Maximizado)
Especifica se ou não xterm deve pedir ao gerenciador de janelas para maximizar seu
layout na inicialização. O padrão é falso".

mensagens (classe Mensagens)
Especifica se o acesso de gravação ao terminal é permitido inicialmente. Ver mensagem(1).
O padrão é verdadeiro".

menuLocale (classe MenuLocale)
Especifique o local usado para cálculos de conjunto de caracteres ao carregar o pop-up
menus. Use isso para melhorar o desempenho de inicialização dos menus pop-up do Athena,
que pode carregar fontes desnecessárias (e muito grandes), por exemplo, em um local com UTF-8
codificação. O padrão é “C” (POSIX).

Para usar a localidade atual (útil apenas se você tiver localizado as configurações do recurso
para as entradas do menu), defina o recurso como uma string vazia.

minBufSize (classe MinBufSize)
Especifique o tamanho mínimo do buffer de entrada, ou seja, a quantidade de dados que xterm
solicitações em cada leitura. O padrão é “4096”. Você não pode definir isso para um valor
menos do que 64.

omitir tradução (classe Omitir tradução)
Omitir seletivamente uma ou mais partes de xtermtraduções padrão de na inicialização.
O valor do recurso é uma lista separada por vírgulas de palavras-chave, que pode ser
abreviado: “fullscreen”, “scroll-lock”, “shift-fonts” ou “wheel-mouse”. xtherm
também reconhece "padrão", mas omitir isso tornará o programa inutilizável, a menos que
você fornece uma definição semelhante em suas configurações de recursos.

ptyAperto de mão (classe PtyAperto de mão)
Se for verdade", xterm irá realizar o handshaking durante a inicialização para garantir que o
os processos pai e filho atualizam o utmp e chiqueiro Estado.

Veja também waitForMap que espera pela noção do pseudo-terminal da tela
tamanho e ptySttySize que redefine o tamanho da tela após outro terminal
a inicialização está completa. O padrão é verdadeiro".

ptyInitialErase (classe PtyInitialErase)
Se for verdade", xterm usará o sentido do pseudo-terminal do chiqueiro apagar valor. Se
"falso", xterm irá definir o chiqueiro apagar valor para corresponder à sua própria configuração, usando
do kb string da entrada termcap como uma referência, se disponível. Em ambos
caso, o resultado é aplicado à variável TERMCAP que xterm conjuntos.

Veja também o ttyModes recurso, que pode substituir isso. O padrão é falso".

ptySttySize (classe PtySttySize)
Se for verdade", xterm irá redefinir o tamanho da tela após a inicialização do terminal
completo. Isso é necessário para alguns sistemas cujos pseudoterminais não podem se propagar
características do terminal. Onde não é necessário, pode interferir com outros
métodos para definir o tamanho da tela inicial, por exemplo, por meio da interação do gerenciador de janelas.

Veja também waitForMap que espera por uma mensagem de aperto de mão dando o pseudo-
noção do terminal sobre o tamanho da tela. O padrão é "falso" no Linux e OS X
sistemas, “verdadeiro” caso contrário.

relatórioFontes (classe ReportFonts)
Se for verdade, xterm irá imprimir na saída padrão um resumo das métricas de cada fonte
(tamanho, número de glifos, etc.), à medida que os carrega. O padrão é falso".

mesmo nome (classe Mesmo nome)
Se o valor deste recurso for "verdadeiro", xterm não envia título e nome do ícone
solicitações de mudança quando a solicitação não teria efeito: o nome não é alterado.
Isso tem a vantagem de evitar cintilação e a desvantagem de exigir um
viagem extra de ida e volta ao servidor para descobrir o valor anterior. Na prática isso
nunca deve ser um problema. O padrão é verdadeiro".

escalaAltura (classe Escala Altura)
Dimensione os valores de altura de linha pelo valor do recurso, que é limitado a "0.9" para
“1.5”. O valor padrão é “1.0”,

Embora este recurso se aplique a fontes de bitmap ou TrueType, seu objetivo principal
é ajudar a contornar alterações incompatíveis nas métricas de fonte da biblioteca Xft.
xtherm verifica as métricas da fonte para encontrar o que a biblioteca afirma ser o limite
caixas para cada glifo (caractere). No entanto, alguns dos recursos do Xft (como o
autohinter) pode fazer com que os glifos sejam maiores do que as caixas delimitadoras, e
ser parcialmente substituído pela próxima linha.

Vejo useRecorte para um recurso relacionado.

scoFunctionKeys (classe ScoFunctionKeys)
Especifica se os códigos de escape da tecla de função SCO devem ou não ser gerados para
teclas de função em vez de sequências de escape padrão.

Veja também o tipo de teclado recursos.

SessionMgt (classe SessionMgt)
Se o valor deste recurso for "verdadeiro", xterm configura retornos de chamada do gerenciador de sessão
por XtNdieCallback e XtNsaveCallback. O padrão é verdadeiro".

sunFunctionKeys (classe Teclas de função solar)
Especifica se os códigos de escape da tecla de função Sun devem ou não ser gerados para
teclas de função em vez de sequências de escape padrão.

Veja também o tipo de teclado recursos.

solTeclado (classe Teclado Solar)
Especifica se o layout do teclado Sun / PC deve ou não ser assumido em vez de DEC
VT220. Isso faz com que o teclado “+” seja mapeado para “,”. e CTRL F1-F10 para
F11-F20, dependendo da configuração do ctrlFKeys recurso, então xterm emula um
DEC VT220 com mais precisão. Caso contrário (o padrão, com solTeclado definido para
"falso"), xterm usa ligações estilo PC para as teclas de função e teclado.

As ligações estilo PC usam as teclas Shift, Alt, Control e Meta como modificadores para
teclas de função e teclado (ver o documento xtherm Controlo Seqüências para mais detalhes).
As ligações no estilo PC são análogas ao PCTerm, mas não são a mesma coisa. Normalmente
essas ligações não entram em conflito com o uso da chave Meta, conforme descrito para o
oitoBitInput recurso. Em caso afirmativo, observe que as ligações estilo PC são avaliadas
em primeiro lugar.

Veja também o tipo de teclado recursos.

tcapFunctionKeys (classe TcapFunctionKeys)
Especifica se os códigos de escape da tecla de função são lidos ou não do termcap / terminfo
a entrada deve ser gerada para as teclas de função em vez de sequências de escape padrão.
O padrão é “falso”, ou seja, este recurso está desabilitado.

Veja também o tipo de teclado recursos.

termoNome (classe TermName)
Especifica o nome do tipo de terminal a ser definido na variável de ambiente TERM.

título (classe Título)
Especifica uma string que pode ser usada pelo gerenciador de janelas ao exibir este
aplicação.

barra de ferramentas (classe Barra de ferramentas)
Especifica se a barra de ferramentas deve ou não ser exibida. O padrão é verdadeiro".

ttyModes (classe TtyModes)
Especifica uma string contendo palavras-chave de configuração de terminal e os caracteres para
que eles podem ser vinculados. Palavras-chave permitidas incluem: brk, dsusp, eof, eol, eol2,
apagar, apagar2, flush, intr, matar, lnext, quit, rprnt, iniciar, status, parar, susp,
swtch e weras. Os caracteres de controle podem ser especificados como ^ char (por exemplo, ^ c ou ^ u)
e ^? pode ser usado para indicar exclusão (127). Usar ^- denotar indefeso. Usar \ 034 para
representar ^\, uma vez que uma barra invertida literal em um recurso X escapa do próximo
personagem.

Isso é muito útil para substituir as configurações padrão do terminal sem ter que
faça um chiqueiro toda vez que um xterm começou. Observe, no entanto, que o chiqueiro programa
em um determinado host pode usar palavras-chave diferentes; xterma mesa de é embutida.

Se o ttyModes recurso especifica um valor para apagar, que substitui o
ptyInitialErase configuração de recursos, ou seja, xterm inicializa o terminal para corresponder
esse valor.

useInsertMode (classe UseInsertMode)
Force o uso do modo de inserção adicionando entradas apropriadas ao ambiente TERMCAP
variável. Isso é útil se o termcap do sistema estiver quebrado. (Este recurso é
ignorado na maioria dos sistemas, porque TERMCAP não é usado). O padrão é falso".

utmpDisplayId (classe UtmpDisplayId)
Especifica se ou não xterm deve tentar gravar o identificador de exibição
(número de exibição e número da tela), bem como o nome do host no sistema utmp log
Arquivo. O padrão é verdadeiro".

utmpInibir (classe UtmpInibir)
Especifica se ou não xterm deve tentar gravar o terminal do usuário no
sistema utmp arquivo de log. Se for verdade, xterm não vou tentar. O padrão é falso".

waitForMap (classe WaitForMap)
Especifica se ou não xterm deve esperar pelo mapa da janela inicial antes
iniciar o subprocesso. Isso faz parte do ptyAperto de mão lógica. Quando xterm is
direcionado a esperar desta forma, ele passa o tamanho do terminal da extremidade da tela
do pseudo-terminal para a conexão de E / S do terminal, por exemplo, usando o tamanho
de acordo com o gerenciador de janelas. Caso contrário, ele usa o tamanho fornecido no recurso
valores ou opção de linha de comando -geom. O padrão é falso".

zIconBeep (classe ZIconBeep)
O mesmo que o argumento da linha de comando -ziconbeep. Se o valor deste recurso não for
zero, xterms que produzem saída enquanto iconificados causarão um som XBell no
determinado volume e ter “***” acrescentado aos títulos de seus ícones. A maioria dos gerenciadores de janela
irá detectar essa mudança imediatamente, mostrando qual janela tem a saída. (UMA
recurso semelhante estava em x10 xterm.) O padrão é falso".

zIconTitleFormat (classe ZIconTitleFormat)
Permitir a personalização da string usada no zIconBeep recurso. O padrão
o valor é “***% s”.

Se o valor do recurso contém um “% s”, então xterm insere o título do ícone naquele
apontar ao invés de adicionar a string ao título do ícone. (Apenas o primeiro “% s”
é usado).

VT100 widget Recursos
Os seguintes recursos são especificados como parte do vt100 widget (classe VT100) Eles são
especificado por padrões como “XTerm.vt100.NOME".

Se seu xterm está configurado para suportar a "barra de ferramentas", então esses padrões precisam de um extra
nível para o widget de formulário que contém a barra de ferramentas e o widget vt100. Um curinga entre
o nível superior “XTerm” e o widget “vt100” fazem com que as configurações de recursos funcionem para ambos,
por exemplo, "XTerm * vt100.NOME".

ícone ativo (classe Ícone ativo)
Especifica se as janelas de ícones ativas devem ou não ser usadas quando o xterm janela
é iconificado, se este recurso for compilado em xterm. O ícone ativo é um
representação em miniatura do conteúdo da janela e será atualizada conforme o
mudanças de conteúdo. Nem todos os gerenciadores de janela suportam necessariamente o ícone do aplicativo
janelas. Alguns gerenciadores de janela permitirão que você insira pressionamentos de tecla no ativo
janela do ícone. O padrão é “padrão”.

xtherm aceita uma palavra-chave (ignorando maiúsculas e minúsculas) ou o número mostrado entre parênteses:

falso (0)
Nenhum ícone ativo é mostrado.

verdadeiro (1)
O ícone ativo é mostrado. Se você estiver usando twm, use esta configuração para habilitar
ícones ativos.

padrão (2)
xtherm verifica na inicialização e mostra um ícone ativo apenas para gerenciadores de janela
que ele pode identificar e que são conhecidos por oferecer suporte ao recurso. Esses
são fvwm (suporte total), e janela fabricante (limitado). Algumas outras janelas
gerentes (como twm e ctwm) suportam ícones ativos, mas não suportam
as extensões que permitem xterm para identificar o gerenciador de janelas.

allowBoldFonts (classe PermitirFontesBold)
Quando definido como "falso", xterm não usará fontes em negrito. Isso substitui tanto o
sempreBoldMode e o Modo negrito Recursos. sempreBoldMode (classe AlwaysBoldMode)

allowC1Imprimível (classe PermitirC1Imprimível)
Se verdadeiro, substitui o mapeamento de controles C1 (códigos 128-159) para torná-los
tratados como se fossem caracteres imprimíveis. Embora isso corresponda a não
padrão específico, alguns usuários insistem que é um VT100. O padrão é falso".

allowColorOps (classe AllowColorOps)
Especifica se as sequências de controle que definem / consultam as cores dinâmicas devem ser
permitido. As cores ANSI não são afetadas por esta configuração de recurso. O padrão é
"Verdadeiro".

allowFontOps (classe AllowFontOps)
Especifica se as sequências de controle que definem / consultam a fonte devem ser permitidas.
O padrão é falso".

allowPasteControls (classe AllowPasteControls)
Se verdadeiro, permite que caracteres de controle como BEL e CAN sejam colados. Formatação
caracteres (tabulação, nova linha) são sempre permitidos. Outros caracteres de controle C0 são
suprimido, a menos que este recurso seja ativado. O conjunto exato de caracteres de controle
(C0 e C1) depende se a codificação UTF-8 é usada, bem como o
allowC1Imprimível recurso. O padrão é falso".

permitirScrollLock (classe PermitirScrollLock)
Especifica se as sequências de controle que definem / consultam a tecla Scroll Lock devem ser
permitido, bem como se a tecla Scroll Lock responde ao pressionamento de tecla do usuário. O
o padrão é “falso”.

Quando este recurso está ativado, xterm sentirá o estado da tecla Scroll Lock
cada vez que adquire foco. Pressionar a tecla Scroll Lock alterna xterm's
estado interno, bem como alternar o LED associado. Enquanto o Scroll Lock está
ativo, xterm tenta manter uma janela de visualização no mesmo conjunto de linhas. Se o
janela de visualização atual é rolada além do limite definido pelo salvarLinhas recurso, então
Scroll Lock não tem mais efeito.

O motivo para definir o padrão como “falso” é evitar a surpresa do usuário. Esta chave
geralmente não é usado em configurações de teclado e não adquiriu um padrão
significado mesmo quando é usado dessa maneira. Consequentemente, os usuários o atribuíram
para fins ad hoc.

allowSendEvents (classe PermitirSendEvents)
Especifica se os eventos de tecla e botão sintéticos (gerados usando o X
solicitação do protocolo SendEvent) deve ser interpretada ou descartada. O padrão é
“Falso” significa que foram descartados. Observe que permitir tais eventos criaria um
brecha de segurança muito grande, portanto, habilitar este recurso desabilita à força o
permitirXXXOps Recursos. O padrão é falso".

allowTcapOps (classe PermitirTcapOps)
Especifica se as sequências de controle que questionam a noção do terminal de seu
cadeias de teclas de função, como recursos de termcap ou terminfo, devem ser permitidas. O
o padrão é “verdadeiro”.

Alguns programas, por exemplo, vitalidade, use este recurso para obter uma descrição precisa do
recursos do terminal, independentemente da configuração do termcap / terminfo:

· xtherm pode dizer ao programa de consulta quantas cores ele suporta. Isto é um
constante, dependendo de como é compilado, normalmente 16. Não muda
se você alterar as configurações de recursos, por exemplo, o cores fortes recursos.

· xtherm pode dizer ao programa de consulta quais strings são enviadas por modificados (shift-,
teclas de controle, alt-) função e teclado. Reporting control- e alt-
modificadores é um recurso que depende do maldições nomenclatura estendida.

allowTitleOps (classe PermitirTítuloOps)
Especifica se as sequências de controle que modificam o título da janela ou o nome do ícone
deveria ser permitido. O padrão é verdadeiro".

allowWindowOps (classe PermitirWindowOps)
Especifica se as sequências de controle de janela estendida (como usado em dtterm) deveria estar
permitido. Estes incluem várias sequências de controle que manipulam o tamanho da janela
ou posição, além de relatar esses valores e o título ou nome do ícone. Cada
desses podem ser abusados ​​em um script; curiosamente a maioria dos emuladores de terminal que
implementá-los restringe apenas uma pequena parte do repertório. Para o ajuste fino,
Vejo não permitidoWindowOps. O padrão é falso".

altIsNotMeta (classe AltIsNotMeta)
Se for “verdadeiro”, trate a tecla Alt como se fosse a tecla Meta. Seu teclado pode acontecer
a serem configurados para que sejam os mesmos. Mas se não forem, isso permite que você
use o mesmo prefixo- e operações de deslocamento com a tecla Alt como com o Meta-
chave. Ver altSendsEscape e metaSendsEscape. O padrão é falso".

altSendsEscape (classe AltSendsEscape)
Esta é uma operação de teclado adicional que pode ser processada após a lógica para
metaSendsEscape. Só está disponível se o altIsNotMeta recurso está definido.

· Se "verdadeiro", caracteres Alt (um caractere combinado com o modificador associado
com as teclas Alt esquerda / direita) são convertidos em uma sequência de dois caracteres com o
caractere em si precedido por ESC. Isso se aplica também à tecla de função
sequências de controle, a menos que xterm vê isso outro é usado na sua chave
traduções.

· Se for "falso", a entrada de caracteres Alt do teclado causa uma mudança para 8 bits
personagens (assim como metaSendsEscape) Ao combinar o Alt- e Meta-
modificadores, você pode criar combinações correspondentes de prefixo ESC e de 8 bits
caracteres.

O padrão é falso". xtherm fornece uma opção de menu para alternar este recurso.

rolagem alternativa (classe ScrollCond)
Se "verdadeiro", o retroceder e rolar para frente as ações enviam as teclas de cursor para cima e para baixo
quando o xterm está exibindo a tela alternativa. O padrão é falso".

A rolagem alternativa estado também pode ser definido usando uma sequência de controle.

sempreBoldMode (classe AlwaysBoldMode)
Especifica se xterm deve verificar se as fontes normais e em negrito são distintas
antes de decidir se deve usar overstriking para simular fontes em negrito. Se este
recurso é verdade, xterm não faz a verificação de fontes distintas ao decidir
como lidar com o Modo negrito recurso. O padrão é falso".

Modo negrito sempreBoldMode Comparação Açao Social
───────────────────────────────────────────────────────────────────────────────────────────────── ──
falso falso ignorado usar fonte
falso verdadeiro ignorado usar fonte
verdadeiro falso mesmo overstrike
verdadeiro falso diferente usa fonte
verdadeiro verdadeiro ignorado overstrike

Este recurso é usado apenas para fontes de bitmap:

· Ao usar fontes de bitmap, é possível que o servidor de fontes se aproxime
a fonte em negrito redimensionando-a de um tamanho de fonte diferente do esperado. O
sempreBoldMode recurso permite ao usuário substituir o (às vezes pobre)
fonte em negrito resultante com overstriking (que é pelo menos consistente).

· O problema não ocorre com fontes TrueType (embora possa haver outras
problemas desnecessários, como cobertura diferente das fontes normal e negrito).

Como alternativa, definir o allowBoldFonts recurso para falso substitui tanto o
sempreBoldMode e o Modo negrito Recursos.

sempreRealçar (classe Sempre Realçar)
Especifica se ou não xterm deve sempre exibir um cursor de texto destacado.
Por padrão (se este recurso for falso), um cursor de texto vazio é exibido sempre que
o ponteiro se move para fora da janela ou a janela perde o foco de entrada. O
o padrão é “falso”.

sempreUseMods (classe SempreUseMods)
Substituir o num Lock recurso, dizendo xterm usar os modificadores Alt e Meta para
construir parâmetros para sequências de teclas de função, mesmo se esses modificadores aparecerem em
o recurso de traduções. Normalmente xterm verifica se Alt ou Meta é usado em um
tradução que entraria em conflito com os modificadores da tecla de função e irá ignorar estes
modificadores nesse caso especial. O padrão é falso".

answerbackString (classe AnswerbackString)
Especifica a string que xterm envia em resposta a um caractere ENQ (controle / E)
do host. O padrão é uma string em branco, ou seja, “”. Um hardware VT100
implementa esse recurso como uma opção de configuração.

appcursorPadrão (classe AppcursorDefault)
Se for “verdadeiro”, as teclas do cursor estão inicialmente no modo aplicativo. Este é o mesmo que
o modo DECCKM privado do VT102, o padrão é “falso”.

appkeypadPadrão (classe AppkeypadPadrão)
Se for “verdadeiro”, as teclas do teclado estão inicialmente no modo de aplicativo. O padrão é
"Falso".

assumeAllChars (classe AssumeAllChars)
Se "verdadeiro", isso ativa um caso especial em fontes de bitmap para permitir que o servidor de fontes
escolha como exibir glifos ausentes. O padrão é verdadeiro".

A razão para este recurso é ajudar com certas geradas quase automaticamente
fontes (como a codificação ISO-10646-1 do Terminus) que possuem fonte incorreta-
Métricas.

autoWrap (classe AutoWrap)
Especifica se o auto-wraparound deve ou não ser ativado. Este é o mesmo que
o VT102 DECAWM. O padrão é verdadeiro".

aguardarEntrada (classe Aguardar entrada)
Especifica se ou não xterm usa um tempo limite de 50 milissegundos para aguardar a entrada (ou seja,
para suportar a barra de rolagem com setas do Xaw3d). O padrão é falso".

tecla de seta para trás (classe Tecla de seta para trás)
Especifica se a tecla backarrow transmite backspace (8) ou delete (127)
personagem. Isso corresponde à sequência de controle DECBKM. Um valor “verdadeiro”
especifica backspace. O padrão é verdadeiro". Pressionar a tecla de controle alterna
esse comportamento.

fundo (classe Fundo)
Especifica a cor a ser usada para o plano de fundo da janela. O padrão é
“XtDefaultBackground”.

campainha é urgente (classe Sino é Urgente)
Especifica se deve definir a dica de Urgência para o gerenciador de janelas ao fazer um
som de sino. O padrão é falso".

bellOnReset (classe BellOnReset)
Especifica se deve soar um sino ao fazer uma reinicialização a frio. O padrão é verdadeiro".

sinoSuppressTime (classe SinoSuppressTime)
Número de milissegundos após o envio de um comando de sino durante o qual sinos adicionais
será suprimido. O padrão é 200. Se definido como diferente de zero, campainhas adicionais também
ser suprimido até que o servidor relate que o processamento da primeira campainha foi
completado; este recurso é mais útil com o sino visível.

cores fortes (classe Modo de cor)
Especifica se deve combinar o atributo negrito com cores como o IBM PC, ou seja, mapa
cores de 0 a 7 a cores de 8 a 15. Estas normalmente são as mais brilhantes
versões das primeiras 8 cores, portanto em negrito. O padrão é verdadeiro".

negrito (classe Negrito)
Especifica o nome da fonte em negrito a ser usada em vez de marcante. Não há
padrão para este recurso.

Esta fonte deve ter a mesma altura e largura da fonte normal, caso contrário, é
ignorado. Se apenas uma das fontes normais ou em negrito for especificada, ela será usada como
a fonte normal e a fonte em negrito serão produzidas marcando-se o excesso dessa fonte.

Veja também a discussão sobre Modo negrito e sempreBoldMode Recursos.

Modo negrito (classe Modo Negrito)
Isso especifica se o texto com o atributo negrito deve ou não ser deslocado para
simular fontes em negrito se a fonte em negrito resolvida for igual à fonte normal. Isto
pode ser desejável desativar fontes em negrito quando a cor está sendo usada para negrito
atributo.

Observe que xterm tem uma fonte em negrito que você pode definir explicitamente. xtherm tentativas de
derivar uma fonte em negrito para as outras seleções de fonte (fonte1 através fonte6) Se isso
não consegue encontrar uma fonte em negrito, ele usará a fonte normal. Em cada caso (se o
recurso explícito ou a fonte derivada), se as fontes normal e negrito forem distintas,
este recurso não tem efeito. O padrão é verdadeiro".

veja a sempreBoldMode recurso que pode modificar o comportamento deste recurso.

Apesar xterm tenta derivar uma fonte em negrito para outras seleções de fonte, a fonte
o servidor pode não cooperar. Desde o X11R6, as fontes de bitmap foram dimensionadas. A fonte
servidor afirma fornecer a fonte em negrito que xterm pedidos, mas o resultado não é
sempre legível. O XFree86 introduziu um recurso que pode ser usado para suprimir o
dimensionamento. No arquivo de configuração do servidor X (por exemplo, “/ etc / X11 / XFree86” ou
“/Etc/X11/xorg.conf”), você pode adicionar “: unscaled” ao final do diretório
especificação para as fontes "diversas", que compreendem as fontes de pitch fixo que são
utilizado pelo xterm. Por exemplo

FontPath "/ usr / lib / X11 / fonts / misc /"

se tornaria

FontPath "/ usr / lib / X11 / fonts / misc /: unscaled"

Dependendo da sua configuração, o servidor de fontes pode ter sua própria configuração
Arquivo. O mesmo “: unscaled” pode ser adicionado ao seu arquivo de configuração no final de
a especificação do diretório para “misc”.

O recurso de dimensionamento de bitmap também é usado por xterm para implementar VT102 de largura dupla
e caracteres de altura dupla.

quebradoLinuxOSC (classe BrokenLinuxOSC)
Se for verdade, xterm aplica uma solução alternativa para ignorar sequências de controle malformadas que um
O script do Linux pode enviar. Compare as sequências de controle da paleta documentadas em
console_codes com ECMA-48. O padrão é verdadeiro".

seleções quebradas (classe Seleções quebradas)
Se for verdade, xterm no modo de 8 bits irá interpretar STRING seleções como transportando texto em
a codificação do local atual. Normalmente STRING as seleções levam ISO-8859-1
texto codificado. Definir este recurso como “verdadeiro” viola o ICCCM; pode,
no entanto, pode ser útil para interagir com alguns clientes X corrompidos. O padrão é
"Falso".

quebradoStringTermo (classe BrokenStringTerm)
fornece uma solução alternativa para alguns roteadores ISDN que iniciam um controle de aplicativo
string sem completá-lo. Defina como "verdadeiro" se xterm parece congelar quando
conectando. O padrão é falso".

xthermO analisador de estado do reconhece vários tipos de strings de controle que podem conter
texto, por exemplo,

APC (Comando do Programa de Aplicação),
DCS (String de controle do dispositivo),
OSC (Comando do sistema operacional),
PM (Mensagem de privacidade), e
SOS (Início da string),

Cada um deve terminar com um terminador de string (um caractere especial que não pode aparecer
nessas strings). Os caracteres de controle comuns encontrados na string não são
ignorado; eles são processados ​​sem interferir no processo de acumulação
o conteúdo da string de controle. xtherm reconhece esses controles em todos os modos,
embora algumas das funções possam ser suprimidas após a análise do controle.

Quando ativado, este recurso permite que o usuário saia de um controle não terminado
string quando qualquer um desses caracteres de controle comuns for encontrado:

control / D (usado como um fim de arquivo em muitos shells),
controle / H (retrocesso),
controle / I (alimentação da guia),
control / J (alimentação de linha também conhecida como nova linha),
controle / K (guia vertical),
controle / L (alimentação de formulário),
controle / M (retorno do carro),
controle / N (shift-out),
controle / O (shift-in),
controle / Q (XOFF),
controle / X (cancelar)

c132 (classe C132)
Especifica se a sequência de escape VT102 DECCOLM, usada para alternar entre
80 e 132 colunas, devem ser homenageados. O padrão é falso".

cacheDoublesize (classe CacheDoublesize)
Diz se deve armazenar em cache fontes de tamanho duplo por xterm. Defina como zero para desativar
fontes de tamanho duplo completamente.

cdXtraScroll (classe CdXtraScroll)
Especifica se xterm deve rolar para uma nova página ao limpar todo o
tela. Como tiXtraScroll, a intenção desta opção é fornecer uma imagem de
a exibição do aplicativo em tela inteira no scrollback antes de limpar o
texto. O padrão para este recurso é “falso”.

charClass (classe CharClass)
Especifica listas separadas por vírgulas de associações de classes de caracteres do formulário
[baixo-]Alto:valor. Eles são usados ​​para determinar quais conjuntos de caracteres devem
ser tratado da mesma forma ao cortar e colar. Veja o CARÁCTER CLASSES seção.

cjkWidth (classe CjkWidth)
Especifica se xterm deve seguir a convenção de largura tradicional do Leste Asiático.
Quando ativado, os personagens com a categoria Ambíguo do Leste Asiático (A) na UTR 11 têm um
largura da coluna de 2. Você pode ter que definir esta opção para "verdadeiro" se tiver algum
Programas baseados em terminais do Leste Asiático que assumem que caracteres de desenho de linha têm um
largura da coluna de 2. Se este recurso for falso, o mkWidth recursos controlam o
escolha entre o sistema wcwidth e xtermtabelas integradas do. O padrão é
"Falso".

color0 (classe Cor0)

color1 (classe Cor1)

color2 (classe Cor2)

color3 (classe Cor3)

color4 (classe Cor4)

color5 (classe Cor5)

color6 (classe Cor6)

color7 (classe Cor7)
Eles especificam as cores para a extensão ISO-6429. Os padrões são,
respectivamente, preto, vermelho3, verde3, amarelo3, um azul escuro personalizável, magenta3,
cyan3 e gray90. Os tons de cor padrão são escolhidos para permitir as cores
8-15 para serem usados ​​como versões mais brilhantes.

color8 (classe Cor8)

color9 (classe Cor9)

color10 (classe Cor10)

color11 (classe Cor11)

color12 (classe Cor12)

color13 (classe Cor13)

color14 (classe Cor14)

color15 (classe Cor15)
Eles especificam as cores para a extensão ISO-6429 se o atributo negrito também for
ativado. Os valores de recurso padrão são, respectivamente, cinza30, vermelho, verde,
amarelo, um azul claro personalizável, magenta, ciano e branco.

color16 (classe Cor16)

através

color255 (classe Cor255)
Isso especifica as cores para a extensão de 256 cores. Os valores de recurso padrão
são para cores 16 a 231 para fazer um cubo de cores 6x6x6 e cores 232 até
255 para fazer uma rampa em tons de cinza.

Recursos passados color15 estão disponíveis como uma opção de tempo de compilação. Devido a um código fixo
limite nas bibliotecas X sobre o número total de recursos (para 400), os recursos
para 256 cores são omitidos quando o suporte para caracteres largos e luit estão habilitados.
Além do comportamento inconsistente se apenas parte dos recursos fossem permitidos,
determinar o corte exato é difícil, e as bibliotecas X tendem a travar se
o número de recursos excede o limite. A paleta de cores ainda está inicializada
com os mesmos valores padrão e podem ser modificados por meio de sequências de controle.

Por outro lado, o limite de recursos permite incluir toda a gama para
88 cores.

colorAttrMode (classe ColorAttrMode)
Especifica se colorBD, colorBL, colorRVe cor UL deve substituir ANSI
cores. Caso contrário, eles serão exibidos apenas quando nenhuma cor ANSI tiver sido definida para
a posição correspondente. O padrão é falso".

colorBD (classe ColorBD)
Isso especifica a cor a ser usada para exibir caracteres em negrito se o “colorBDMode”
recurso está habilitado. O padrão é “XtDefaultForeground”.

Veja também o Cores muito Negrito recurso que permite combinar negrito e cor.

colorBDMode (classe ColorAttrMode)
Especifica se os caracteres com o atributo negrito devem ser exibidos em cores
ou como caracteres em negrito. Observe que a configuração modo de cor desligado desativa todas as cores,
incluindo negrito. O padrão é falso".

colorBL (classe CorBL)
Isso especifica a cor a ser usada para exibir os caracteres intermitentes se o “colorBLMode”
recurso está habilitado. O padrão é “XtDefaultForeground”.

Veja também o Cores muito Negrito recurso que permite combinar sublinhado e cor.

colorBLMode (classe ColorAttrMode)
Especifica se os caracteres com o atributo de piscar devem ser exibidos em
cor. Observe que a configuração modo de cor off desativa todas as cores, incluindo esta. O
o padrão é “falso”.

pinte-o (classe Pinte-o)
Isso especifica a cor a ser usada para exibir caracteres em itálico se o “colorITMode”
recurso está habilitado. O padrão é “XtDefaultForeground”.

Veja também o Cores muito Negrito recurso que permite combinar atributos e cor.

colorITMode (classe ColorAttrMode)
Especifica se os caracteres com o atributo itálico devem ser exibidos em
cor ou em itálico. O padrão é falso".

Observe que:

· Configuração modo de cor off desativa todas as cores, incluindo itálico.

· O itálicoULMode substituições de recursos colorITMode.

modo de cor (classe Modo de cor)
Especifica se o reconhecimento de escape de mudança de cor ANSI (ISO-6429) ou não
as sequências devem ser ativadas. O padrão é verdadeiro".

colorRV (classe CorRV)
Isso especifica a cor a ser usada para exibir caracteres reversos se o “colorRVMode”
recurso está habilitado. O padrão é “XtDefaultForeground”.

Veja também o Cores muito Negrito recurso que permite combinar reverso e cor.

colorRVMode (classe ColorAttrMode)
Especifica se os caracteres com o atributo reverso devem ser exibidos em
cor. Observe que a configuração modo de cor off desativa todas as cores, incluindo esta. O
o padrão é “falso”.

cor UL (classe Cor UL)
Isso especifica a cor a ser usada para exibir caracteres sublinhados se o
O recurso “colorULMode” está habilitado. O padrão é “XtDefaultForeground”.

Veja também o Cores muito Negrito recurso que permite combinar sublinhado e cor.

colorULMode (classe ColorAttrMode)
Especifica se os caracteres com o atributo sublinhado devem ser exibidos em
cor ou como caracteres sublinhados. Observe que a configuração modo de cor desligado desativa tudo
cores, incluindo sublinhado. O padrão é falso".

combinando Caracteres (classe Combinando Caracteres)
Especifica o número de caracteres largos que podem ser armazenados em uma célula para
overstrike (combinar) com o caractere de base da célula. Isso pode ser definido para
valores no intervalo de 0 a 4. O padrão é “2”.

ctrlFKeys (classe CtrlFKeys)
No modo de teclado VT220 (consulte solTeclado recurso), especifica a quantidade pela qual
para deslocar F1-F12 dado um modificador de controle (CTRL). Isso permite que você gere
símbolos para F10-F20 em um teclado Sun / PC. O padrão é “10”, o que significa que
CTRL F1 gera o símbolo de chave para F11.

maldições (classe Maldições)
Especifica se o bug da última coluna em mais(1) deve ser contornado.
veja a -cu opção para obter detalhes. O padrão é falso".

cursorPisca (classe CursorBlink)
Especifica se o cursor deve piscar. O padrão é falso".

xtherm usa duas variáveis ​​para determinar se o cursor pisca. Um é definido por
este recurso. O outro é definido por sequências de controle (modo privado 12 e
DECSCUSR). xtherm testa o XOR das duas variáveis.

cursorColor (classe CursorColor)
Especifica a cor a ser usada para o cursor de texto. O padrão é
“XtDefaultForeground”. Por padrão, xterm tenta evitar que essa cor seja
igual à cor de fundo, uma vez que desenha o cursor preenchendo o
plano de fundo de uma célula de texto. A mesma restrição se aplica a sequências de controle
o que pode mudar essa cor.

Definir este recurso substitui a maioria dos xtermajustes da cor do cursor. Isto
ainda usará o vídeo reverso para impedir alguns casos, como um cursor preto em um
fundo preto.

cursorOffTime (classe CursorOffTime)
Especifica a duração da parte "desligada" do tempo de ciclo de piscar do cursor em
milissegundos. O mesmo cronômetro é usado para o texto piscando. O padrão é “300”.

cursorOnTime (classe CursorOnTime)
Especifica a duração da parte “ligada” do tempo de ciclo de piscar do cursor, em
milissegundos. O mesmo cronômetro é usado para o texto piscando. O padrão é “600”.

cutNewline (classe CutNewline)
Se for "falso", clicar três vezes para selecionar uma linha não inclui a nova linha no
fim da linha. Se for “verdadeiro”, a nova linha é selecionada. O padrão é verdadeiro".

cursorUnderLine (classe CursorUnderLine)
Especifica se o cursor deve ser sublinhado ou uma caixa. O padrão é falso".

cutToBeginningOfLine (classe CutToBeginningOfLine)
Se for "falso", clicar três vezes para selecionar uma linha seleciona apenas a partir da palavra atual
frente. Se for “verdadeiro”, toda a linha é selecionada. O padrão é verdadeiro".

decTerminalID (classe DecTerminalID)
Especifica o nível de emulação (100 = VT100, 220 = VT220, etc.), usado para determinar o
tipo de resposta a uma sequência de controle DA. Os caracteres não-dígitos iniciais são
ignorado, por exemplo, “vt100” e “100” são iguais. O padrão é “420”.

defaultString (classe DefaultString)
Especifique o caractere (ou string) que xterm substituirá ao colar o texto
inclui um caractere que não pode ser representado na codificação atual. Por
exemplo, colar texto UTF-8 em uma tela de caracteres ISO-8859-1 será apenas
capaz de exibir códigos de 0 a 255, enquanto o texto UTF-8 pode incluir valores Unicode acima
255. O padrão é “#” (um único sinal de sustenido).

Se o texto não exibível tiver largura dupla, xterm irá adicionar um espaço após o
Caractere “#”, para fornecer aproximadamente o mesmo layout na tela que o texto original.

deleteIsDEL (classe DeleteIsDEL)
Especifica se a tecla Delete no teclado de edição deve enviar DEL (127) ou
a sequência de escape Remover estilo VT220. Um valor “falso” habilita o último. O
o padrão é “Maybe”.

disallowedColorOps (classe Cor não permitida)
Especifique quais recursos serão desativados se allowColorOps é falso. Isto é um
lista de nomes separados por vírgulas. o valor padrão é
SetColor, GetColor, GetAnsiColor

Os nomes estão listados abaixo. xtherm ignora letras maiúsculas, mas elas são mostradas em
caso misto para maior clareza.

Definir cor
Defina uma cor dinâmica específica.

Obter cor
Relata a configuração atual de uma determinada cor dinâmica.

GetAnsiColor
Relata a configuração atual de uma determinada cor ANSI (na verdade, qualquer uma das cores
definido por meio de controles de estilo ANSI).

não permitidoFontOps (classe Fonte não permitidaOps)
Especifique quais recursos serão desativados se allowFontOps é falso. Isto é um
lista de nomes separados por vírgulas. o valor padrão é
SetFont, GetFont

Os nomes estão listados abaixo. xtherm ignora letras maiúsculas, mas elas são mostradas em
caso misto para maior clareza.

Definir fonte
Defina a fonte especificada.

GetFont
Relata a fonte especificada.

não permitidoTcapOps (classe TcapOps não permitido)
Especifique quais recursos serão desativados se allowTcapOps é falso. Isto é um
lista de nomes separados por vírgulas. o valor padrão é
SetTcap, GetTcap

Os nomes estão listados abaixo. xtherm ignora letras maiúsculas, mas elas são mostradas em
caso misto para maior clareza.

Definir Tcap
(não implementado)

GetTcap
Relate a função especificada e outras teclas especiais.

não permitidoWindowOps (classe Operações de janela não permitidas)
Especifique quais recursos serão desativados se allowWindowOps é falso. Isto é um
lista de nomes separados por vírgula, ou (para os controles adaptados de dtterm do
Número da Operação). o valor padrão é
1,2,3,4,5,6,7,8,9,11,13,14,18,19,20,21, GetSelection, SetSelection, SetWinLines, SetXprop
(ou seja, nenhuma operação é permitida).

Os nomes estão listados abaixo. xtherm ignora letras maiúsculas, mas elas são mostradas em
caso misto para maior clareza. Quando um número pode ser usado como alternativa, ele é fornecido
entre parênteses após o nome.

GetIconTitle (20)
Relata o rótulo do ícone da janela do xterm como uma string.

GetScreenSizeChars (19)
Relate o tamanho da tela em caracteres como números.

GetSelection
Relatório de dados de seleção como uma string base64.

GetWinPosition (13)
Relata a posição da janela xterm como números.

GetWinSizeChars (18)
Relate o tamanho da área de texto em caracteres como números.

GetWinSizePixels (14)
Relata a janela xterm em pixels como números.

GetWinState (11)
Reportar o estado da janela xterm como um número.

GetWinTitle (21)
Relata o título da janela do xterm como uma string.

Menor Vitória (6)
Abaixe a janela do xterm até o final da ordem de empilhamento.

MaximizeWin (9)
Maximize a janela (ou seja, redimensione para o tamanho da tela).

Tela cheiaWin (10)
Usar tela inteira (ou seja, redimensionar para o tamanho da tela, sem decorações de janela).

Minimizar vitória (2)
Janela Iconify.

Título Pop (23)
Título pop da pilha interna.

PushTítulo (22)
Empurre o título para a pilha interna.

AumentarGanhar (5)
Levante a janela xterm para a frente da ordem de empilhamento.

AtualizarWin (7)
Atualize a janela do xterm.

RestaurarGanhar (1)
Janela de desenquadramento.

Definir seleção
Defina os dados de seleção.

SetWinLines
Redimensione para um determinado número de linhas, pelo menos 24.

SetWinPosition (3)
Mova a janela para as coordenadas fornecidas.

SetWinSizeChars (8)
Redimensione a área de texto para o tamanho determinado em caracteres.

SetWinSizePixels (4)
Redimensione a janela xterm para o tamanho determinado em pixels.

SetXprop
Defina a propriedade X na janela de nível superior.

dynamicColors (classe Cores Dinâmicas)
Especifica se sequências de escape ou não para alterar cores atribuídas a diferentes
atributos são reconhecidos.

oitoBitControl (classe EightBitControl)
Especifica se as sequências de controle enviadas pelo terminal devem ou não ser oito -
caracteres de bits ou sequências de escape. O padrão é falso".

oitoBitInput (classe Entrada de oito bits)
Se "verdadeiro", metacaracteres (um caractere de byte único combinado com o meta
tecla modificadora) as entradas do teclado são apresentadas como um único caractere,
modificado de acordo com o oitoBitMeta recurso. Se for "falso", os metacaracteres são
convertido em uma sequência de dois caracteres com o próprio caractere precedido por ESC.
O padrão é verdadeiro".

A metaSendsEscape e altSendsEscape recursos podem substituir este recurso.
Geralmente os teclados não têm uma tecla chamada "Meta", mas as teclas "Alt" são comuns,
e eles são convencionalmente usados ​​para “Meta”. Se fossem sinônimos, seria
foi razoável nomear este recurso “altSendsEscape”, Revertendo seu sentido.
Para obter mais informações sobre isso, consulte o objetivo função em maldições.

Observe que o outro chave não é necessariamente a mesma que a meta modificador. O
xmodmap utilitário lista seus modificadores de chave. X define modificadores para shift, (maiúsculas)
bloquear e controlar, bem como 5 modificadores adicionais que geralmente são usados ​​para
configurar modificadores de tecla. xtherm inspeciona as mesmas informações para encontrar o modificador
associado a qualquer um meta chave (esquerda ou direita), e usa essa chave como o meta
modificador. Ele também procura a tecla NumLock, para reconhecer o modificador que é
associado a isso.

Se seu xmodmap a configuração usa os mesmos códigos de tecla para as teclas Alt e Meta, xterm
verá apenas as definições das teclas Alt, uma vez que essas são testadas antes das teclas Meta.
NumLock é testado primeiro. É importante manter essas chaves distintas; de outra forma
alguns xterma funcionalidade de não está disponível.

A oitoBitInput recurso é testado no momento da inicialização. Se "verdadeiro", o xterm sobras
para colocar o terminal no modo de 8 bits. Se for "falso", na inicialização, xterm tenta colocar
o terminal em modo de 7 bits. Para algumas configurações, isso não foi bem-sucedido;
o fracasso é ignorado. Após a inicialização, xterm não muda o terminal entre
Modo de 8 e 7 bits.

Conforme implementado originalmente no X11, o valor do recurso não mudou após a inicialização.
No entanto (desde o patch # 216 em 2006) xterm pode modificar oitoBitInput após a inicialização
por meio de uma sequência de controle. Os recursos de terminfo correspondentes smm (definir meta
modo) e RMM (redefinir o modo meta) foram reconhecidos por bater por algum tempo.
Interessantemente suficiente, batera noção de "metamodo" difere do padrão
definição (no terminfo manual), que descreve a mudança para o oitavo bit
de um personagem. Acontece que bater vê o “modo meta” como o caractere ESC que
xterm coloca antes de um caractere quando uma tecla meta especial é pressionada. bateré cedo
a documentação fala sobre o caractere ESC e ignora o oitavo bit.

oitoBitMeta (classe EightBitMeta)
Isso controla o caminho xterm modifica o oitavo bit de uma chave de byte único quando o
oitoBitInput recurso está definido. O padrão é “locale”.

O valor do recurso é uma string, avaliada como booleana após a inicialização.

falso
A chave é enviada sem modificações.

local
A chave é modificada apenas se o local usar codificação de oito bits.

true A chave é enviada modificada.

nunca
A chave é sempre enviada sem modificações.

Exceto para o nunca escolha, xterm honra os recursos do terminfo smm (definir meta
modo) e RMM (redefinir o modo meta), permitindo que o recurso seja ativado ou desativado
dinamicamente.

If oitoBitMeta é habilitado quando o local usa UTF-8, xterm codifica o valor como
UTF-8 (desde o patch # 183 em 2003).

saída de oito bits (classe Saída de oito bits)
Especifica se os caracteres de oito bits enviados do host devem ou não ser
aceito como está ou removido quando impresso. O padrão é "verdadeiro", o que significa que
eles são aceitos como estão.

oitoBitSelectTypes (classe EightBitSelectTypes)
Ultrapassar xtermlista de alvos de seleção padrão (veja SELECIONAR / COLAR) para as seleções
no modo normal (ISO-8859-1). O padrão é uma string vazia, ou seja, “”, que
não substituir nada.

faceName (classe FaceName)
Especifique o padrão para fontes escalonáveis ​​selecionadas da biblioteca FreeType se
o suporte para essa biblioteca foi compilado em xterm. Não há valor padrão.

Se não for especificado, ou se não houver correspondência para as fontes normal e negrito, xterm
usa o bitmap fonte e recursos relacionados.

É possível selecionar fontes de bitmap adequadas usando um script como este:

#!/ Bin / sh
FONT = `xfontsel -print`
teste -n "$ FONT" && xfd -fn "$ FONT"

No entanto (embora xfd aceita um “-fa”Opção para denotar fontes FreeType),
xfontsel não foi estendido da mesma forma. Como alternativa, você pode tentar

fc-list: scalable = true: spacing = mono: family

para encontrar uma lista de fontes de pitch fixo escalonáveis ​​que podem ser usadas para o faceName
valor do recurso.

faceNameDoublesize (classe FaceNameDoublesize)
Especifique uma fonte escalonável de largura dupla para os casos em que um aplicativo exige isso,
por exemplo, em aplicativos CJK. Não há valor padrão.

Se o aplicativo usa caracteres de largura dupla e este recurso não é fornecido,
xterm irá usar uma versão em escala da fonte fornecida por faceName.

FaceSize (classe FaceSize)
Especifique o tamanho do ponto para as fontes selecionadas da biblioteca FreeType se houver suporte para
aquela biblioteca foi compilada em xterm. O padrão é “14.0” no VT Fontes menu
isso corresponde ao Padrão entrada.

Embora o padrão seja "14.0", pode não ser o mesmo que o tamanho do ponto para o
fonte de bitmap padrão, ou seja, aquela atribuída com o -fn opção, ou o fonte
recurso. Por exemplo, a fonte “fixa” geralmente tem um tamanho em pontos de “8.0”. Se vocês
conjunto FaceSize para coincidir com o tamanho da fonte do bitmap, em seguida, alternar entre bitmap
e as fontes TrueType através do menu de fontes fornecerão tamanhos comparáveis ​​para a janela.

Você pode especificar o tamanho do ponto para as fontes TrueType selecionadas com o outro tamanho
entradas de menu relacionadas, como Médio, Grande, etc., usando um dos seguintes
valores de recursos. Se você não especificar um valor, o padrão é "0.0", que
causas xterm para usar a proporção de tamanhos de fonte da fonte de bitmap correspondente
recursos para obter um tamanho de ponto TrueType.

Se todo o FaceSize recursos são definidos, então xterm usará esta informação para
determinar a próxima fonte TrueType menor / maior para o large-vt-font () e
menor-vt-font () ações. Se algum não estiver definido, xterm vai usar apenas as áreas de
as fontes de bitmap.

FaceSize1 (classe FaceSize1)
Especifica o tamanho em pontos da primeira fonte alternativa.

FaceSize2 (classe FaceSize2)
Especifica o tamanho em pontos da segunda fonte alternativa.

FaceSize3 (classe FaceSize3)
Especifica o tamanho em pontos da terceira fonte alternativa.

FaceSize4 (classe FaceSize4)
Especifica o tamanho em pontos da quarta fonte alternativa.

FaceSize5 (classe FaceSize5)
Especifica o tamanho em pontos da quinta fonte alternativa.

FaceSize6 (classe FaceSize6)
Especifica o tamanho em pontos da sexta fonte alternativa.

fonte (classe Fonte)
Especifica o nome da fonte normal. O padrão é “fixo”.

Veja a discussão do local recurso, que descreve como essa fonte pode ser
substituído.

NOTA: alguns arquivos de recursos usam padrões como

* fonte: fixa

que são excessivamente amplos, afetando ambos

xterm.vt100.font

e

xterm.vt100.utf8Fonts.font

o que provavelmente não é o que você pretendia.

rolagem rápida (classe Rolagem rápida)
Modifica o efeito do salto de rolagem (jumpScroll) suprimindo atualizações de tela
para o caso especial quando a saída para a tela mudou completamente o conteúdo
fora da tela. Por exemplo, gatocolocar um arquivo grande na tela faz isso.

fonte1 (classe Fonte1)
Especifica o nome da primeira fonte alternativa, correspondendo a “ilegível” em
o menu padrão.

fonte2 (classe Fonte2)
Especifica o nome da segunda fonte alternativa, correspondendo a "Tiny" no
menu padrão.

fonte3 (classe Fonte3)
Especifica o nome da terceira fonte alternativa, correspondendo a “Small” no
menu padrão.

fonte4 (classe Fonte4)
Especifica o nome da quarta fonte alternativa, correspondendo a “Médio” em
o menu padrão.

fonte5 (classe Fonte5)
Especifica o nome da quinta fonte alternativa, correspondendo a “Grande” no
menu padrão.

fonte6 (classe Fonte6)
Especifica o nome da sexta fonte alternativa, correspondendo a "Huge" no
menu padrão.

fontDoublesize (classe FontDoublesize)
Especifica se xterm deve tentar usar o dimensionamento da fonte para desenhar o tamanho duplo
personagens. Alguns servidores de fontes mais antigos não podem fazer isso corretamente, retornarão
métricas de fonte enganosas. O padrão é verdadeiro". Se desativado, xterm vai simular
caracteres de tamanho duplo desenhando caracteres normais com espaços entre eles.

fonteAvisos (classe FontWarnings)
Especifique se xterm deve relatar um erro se não conseguir carregar uma fonte:

0 Nunca relate um erro (embora as bibliotecas X possam).

1 Relate um erro se o nome da fonte tiver sido fornecido como uma configuração de recurso.

2 Sempre relate um erro em caso de falha no carregamento de uma fonte.

O padrão é “1”.

forceBoxChars (classe ForceBoxChars)
Especifica se xterm deve assumir que as fontes normais e em negrito têm linha VT100
desenho de personagens:

· O pitch fixo ISO-8859 - * - fontes codificadas usadas por xterm normalmente tem o VT100
glifos de desenho de linha nas células 1-31. Outras fontes de pitch fixo podem ser mais
atraente, mas sem esses glifos.

· Ao usar uma fonte ISO-10646-1 e o wideChars recurso é verdade, xterm usos
os glifos Unicode que correspondem aos glifos de desenho de linha VT100.

Se "falso", xterm verifica se há glifos ausentes na fonte e faz o desenho de linha
personagens diretamente conforme necessário. Se for verdade", xterm assume que a fonte não contém
os caracteres de desenho de linha e os desenha diretamente. O padrão é falso".

forcePackedFont (classe ForcePackedFont)
Especifica se xterm deve usar a largura máxima ou mínima do glifo quando
exibindo usando uma fonte de bitmap. Use a largura máxima para ajudar com o proporcional
fontes. O padrão é “verdadeiro”, denotando a largura mínima.

primeiro plano (classe Primeiro plano)
Especifica a cor a ser usada para exibir o texto na janela. Configurando a aula
nome em vez do nome da instância é uma maneira fácil de ter tudo que seria
normalmente aparecem na cor da mudança de cor do texto. O padrão é
“XtDefaultForeground”.

formatOtherKeys (classe FormatOtherKeys)
Substitui o formato da sequência de escape usada para relatar chaves modificadas com o
modificarOtherKeys recursos.

0 envia teclas modificadas como parâmetros para a tecla de função 27 (padrão).

1 enviar chaves modificadas como parâmetros para CSI u.

FreeBoldBox (classe FreeBoldBox)
Especifica se xterm deve assumir as caixas delimitadoras para fontes normais e em negrito
são compatíveis. Se "falso", xterm os compara e rejeitará escolhas ousadas
fontes que não correspondem ao tamanho da fonte normal. O padrão é falso",
o que significa que a comparação é realizada.

geometria (classe Geometria)
Especifica o tamanho e a posição preferidos da janela VT102. Não há
padrão para este recurso.

cor de destaque (classe Cor de destaque)
Especifica a cor a ser usada para o plano de fundo do texto selecionado (destacado). Se
não especificado (ou seja, combinando com o primeiro plano padrão), o vídeo reverso é usado. O
o padrão é “XtDefaultForeground”.

destaqueColorMode (classe HighlightColorMode)
Especifica se xterm Deveria usar destaqueTextColor e cor de destaque para
sobrescrever as cores invertidas de primeiro plano / plano de fundo em uma seleção. O padrão é
não especificado: na inicialização, xterm verifica se esses recursos estão configurados para algo
diferente das cores padrão de primeiro plano e plano de fundo. Configurando este recurso
desativa a verificação.

A tabela a seguir mostra a interação dos recursos de destaque,
abreviado conforme mostrado para caber nesta página:

HCM
destaqueColorMode

HR realceReverse

HBG
cor de destaque

HFG
destaqueTextColor

HCM HR HBG HFG Realçar
────────────────────────────────────────────────────────────────────────────────────────────────────────────── ────
falso falso padrão padrão bg / fg
false false default set bg / fg
falso falso definir padrão fg / HBG
false false set set fg / HBG
────────────────────────────────────────────────────────────────────────────────────────────────────────────── ────
falso verdadeiro padrão padrão bg / fg
false true default set bg / fg
falso verdadeiro definir padrão fg / HBG
false true set set fg / HBG
────────────────────────────────────────────────────────────────────────────────────────────────────────────── ────
verdadeiro falso padrão padrão bg / fg
true false default set HFG / fg
verdadeiro falso definir padrão bg / HBG
true false set set HFG / HBG
────────────────────────────────────────────────────────────────────────────────────────────────────────────── ────
true true default default fg / fg (inútil)
true true default set HFG / fg
verdadeiro verdadeiro definir padrão fg / HBG
true true set set HFG / HBG
────────────────────────────────────────────────────────────────────────────────────────────────────────────── ────
padrão falso padrão padrão bg / fg
padrão falso padrão definido bg / fg
padrão falso definir padrão fg / HBG
padrão falso conjunto definido HFG / HBG
────────────────────────────────────────────────────────────────────────────────────────────────────────────── ────
padrão verdadeiro padrão padrão bg / fg
padrão verdadeiro padrão definido bg / fg
padrão verdadeiro definir padrão fg / HBG
padrão verdadeiro conjunto definido HFG / HBG
────────────────────────────────────────────────────────────────────────────────────────────────────────────── ────

destaqueReverse (classe DestaqueReverso)
Especifica se xterm deve inverter a seleção de primeiro plano e fundo
cores ao selecionar texto com atributo de vídeo reverso. Isso se aplica apenas ao
cor de destaque e destaqueTextColor recursos, por exemplo, para combinar com o esquema de cores
of xwsh. Se for verdade", xterm inverte as cores, se for "falso", xterm não reverte
cores, o padrão é “verdadeiro”.

destaqueSeleção (classe Seleção de destaque)
Se for "falso", selecionar com o mouse destaca todas as posições na tela
entre o início da seleção e a posição atual. Se for verdade", xterm
destaca apenas as posições que contêm texto que pode ser selecionado. O padrão
é falso".

Dependendo da maneira como seus aplicativos gravam na tela, pode haver um rastro
espaços em branco em uma linha. xtherm armazena dados como são mostrados na tela. Apagando o
a tela muda o estado interno de cada célula, então não é considerada um espaço em branco
para efeitos de seleção. Os espaços em branco escritos desde o último apagamento são selecionáveis.
Se você não deseja ter espaços em branco à direita em uma seleção, use o Seleção de trim
recursos.

destaqueTextColor (classe HighlightTextColor)
Especifica a cor a ser usada para o primeiro plano do texto selecionado (destacado). Se
não especificado (ou seja, combinando com o fundo padrão), o vídeo reverso é usado. O
o padrão é “XtDefaultBackground”.

hpLowerleftBugCompat (classe HpLowerleftBugCompat)
Especifica se deve contornar um bug no HP's xDB, que ignora o termcap e
sempre envia ESC F para mover para o canto esquerdo inferior. Causas “verdadeiras” xterm para
interpretar ESC F como um pedido para mover para o canto esquerdo inferior da tela. O
o padrão é “falso”.

i18nSeleções (classe I18nSeleções)
Se falso, xterm não irá solicitar os alvos COMPOUND_TEXT or TEXTO. O padrão
é verdade". Pode ser definido como falso, a fim de contornar as violações do ICCCM por
outros X clientes.

iconBorderColor (classe Cor da borda)
Especifica a cor da borda da janela do ícone ativo se este recurso for compilado
para dentro xterm. Nem todos os gerenciadores de janela tornarão a borda do ícone visível.

iconBorderWidth (classe Largura da Borda)
Especifica a largura da borda da janela do ícone ativo se este recurso for compilado
para dentro xterm. O padrão é “2”. Nem todos os gerenciadores de janela farão a fronteira
visível

íconeFonte (classe IconFont)
Especifica a fonte para a janela do ícone ativo em miniatura, se este recurso for
compilado em xterm. O padrão é “nil2”.

inicialFonte (classe Fonte Inicial)
Especifica qual das fontes VT100 usar inicialmente. Os valores são iguais aos de
do set-vt-font açao. O padrão é “d”, ou seja, “padrão”.

método de entrada (classe XtCInputMethod)
Diz xterm que tipo de método de entrada usar. Não existe um método padrão.

borda interna (classe Largura da Borda)
Especifica o número de pixels entre os caracteres e a borda da janela. O
o padrão é “2”.

itálicoULMode (classe ColorAttrMode)
Especifica se os caracteres com o atributo sublinhado devem ser exibidos em
uma fonte em itálico ou como caracteres sublinhados. É implementado apenas para TrueType
fontes.

jumpScroll (classe JumpScroll)
Especifica se o salto de rolagem deve ser usado ou não. Isso corresponde ao
Modo privado VT102 DECSCLM. O padrão é verdadeiro". Ver rolagem rápida para uma
variação.

manterÁrea de transferência (classe Manter prancheta)
Especifica se xterm irá reutilizar os dados de seleção que copiou para o
teclado em vez de pedir à área de transferência o seu conteúdo atual quando solicitado
fornecer a seleção. O padrão é falso".

mantenhaSeleção (classe Manter Seleção)
Especifica se xterm irá manter a seleção mesmo depois que a área selecionada foi
tocado por alguma saída para o terminal. O padrão é verdadeiro".

tecladoDialeto (classe KeyboardDialect)
Especifica o dialeto inicial do teclado, bem como o valor padrão quando o
o terminal é reiniciado. O valor dado é o mesmo que o caractere final no
sequências de controle que alteram conjuntos de caracteres. O padrão é “B”, que
corresponde a US ASCII.

nomeMapa-chave (classe NomeMapa de teclado)
Veja a discussão do mapa de teclado () ação.

limitResize (classe LimitResize)
Limita o redimensionamento da tela por meio da sequência de controle para um determinado múltiplo do
dimensões de exibição. O padrão é “1”.

local (classe Localidade)
Especifica como usar luit, um conversor de codificação entre UTF-8 e locale
codificações. O valor do recurso (ignorando maiúsculas e minúsculas) pode ser:

verdadeiro
xtherm usará a codificação especificada pela localidade LC_CTYPE dos usuários (ou seja,
Variáveis ​​LC_ALL, LC_CTYPE ou LANG) na medida do possível. Isso é realizado por
sempre ativando o modo UTF-8 e invocando luit em localidades não UTF-8.

médio
xtherm seguirá a localidade LC_CTYPE dos usuários apenas para UTF-8, leste da Ásia e tailandês
locais, onde as codificações não eram suportadas pelo modo convencional de 8 bits com
alterar fontes. Para outras localidades, xterm usará o modo convencional de 8 bits.

fonte de verificação
Se o miniluit é compilado, xterm irá verificar se uma fonte Unicode foi
Especificadas. Em caso afirmativo, ele verifica se a codificação de caracteres para a localidade atual
é POSIX, Latin-1 ou Latin-9, usa o mapeamento apropriado para apoiá-los
com a fonte Unicode. Para outras codificações, xterm assume que a codificação UTF-8
É necessário.

falso
xtherm usará o modo convencional de 8 bits ou o modo UTF-8 de acordo com utf8 recurso
or -U8 opção.

Qualquer outro valor, por exemplo, “UTF-8” ou “ISO8859-2”, é considerado um nome de codificação;
luit será chamado para suportar a codificação. A lista real de
as codificações dependem de luit. O padrão é “médio”.

Independentemente de sua localidade e codificação, você precisa de uma fonte ISO-10646-1 para exibir
o resultado. Sua configuração pode não incluir esta fonte, ou suporte local por
xterm pode não ser necessário. Na inicialização, xterm usa um mecanismo equivalente ao
load-vt-fonts (utf8Fonts, Utf8Fontes) ação para carregar sub-recursos de nome de fonte do
Widget VT100. Ou seja, padrões de recursos como “* vt100.utf8Fonts.font" será
carregado e (se este recurso estiver habilitado), sobrescrever as fontes normais. Se não
são encontrados sub-recursos, as fontes normais, como “* vt100.font”, Etc., são usados.
Os arquivos de recursos distribuídos com xterm use fontes ISO-10646-1, mas não confie
neles, a menos que você esteja usando o mecanismo de localidade.

localeFilter (classe LocaleFilter)
Especifica o nome do arquivo para o conversor de codificação de / para codificações de local e
UTF-8 que é usado com o -lc opção ou local recurso. A mensagem de ajuda
mostrado por “xterm -help” lista o valor padrão, que depende do seu sistema
configuração.

Se o conversor de codificação requer parâmetros de linha de comando, você pode adicioná-los
após o comando, por exemplo,

* localeFilter: xterm-filter -p

Como alternativa, você pode colocar esses parâmetros em um script de shell para executar o
conversor e defina este recurso para apontar para o script de shell.

Ao usar um filtro de localidade, por exemplo, com o -e opção, ou o shell, xterm primeiro
tenta passar o controle por meio desse filtro. Se falhar, xterm tentará novamente sem o
filtro de localidade. xtherm avisa sobre a falha antes de tentar novamente.

loginShell (classe LoginShell)
Especifica se o shell a ser executado na janela deve ser iniciado como um
shell de login. O padrão é falso".

marginBell (classe Margem Campainha)
Especifica se o sino deve ser tocado ou não quando o usuário digita perto do
margem direita. O padrão é falso".

metaSendsEscape (classe MetaSendsEscape)
Se "verdadeiro", metacaracteres (um caractere combinado com o meta tecla modificadora) são
convertido em uma sequência de dois caracteres com o próprio caractere precedido por ESC.
Isso se aplica também a sequências de controle de teclas de função, a menos que xterm vê isso
meta é usado em suas traduções principais. Se for "falso", os metacaracteres são inseridos do
teclado são manuseados de acordo com o oitoBitInput recurso. O padrão é
"Falso".

mkSamplePassGenericName (classe MkSamplePass)
If mkSampleSize é diferente de zero, e mkWidth (E cjkWidth) são falsos, na inicialização xterm
compara suas tabelas embutidas com os dados de largura de caractere amplo do sistema para decidir
se vai usar os dados do sistema. Testa o primeiro mkSampleSize personagem
valores e permite até mkSamplePassGenericName incompatibilidades antes do teste falhar. O
o padrão (para o número permitido de incompatibilidades) é 256.

mkSampleSize (classe Tamanho da amostra)
Com mkSamplePassGenericName, isso especifica um teste de inicialização usado para inicialização ampla
cálculos de largura de caracteres. O padrão (número de caracteres a serem verificados) é
1024.

mkWidth (classe MkWidth)
Especifica se xterm deve usar uma versão embutida da largura de caracteres largos
Cálculo. Veja também o cjkWidth recurso que pode substituir isso. O padrão
é falso".

Aqui está um resumo dos recursos que controlam a escolha de caracteres amplos
cálculo de largura:

cjkWidth mkWidth Açao Social
────────────────────────────────────────────────────────────────────────────────────────────────────────────── ───────────────
false false usa tabelas de sistema sujeitas a mkSamplePassGenericName
falso verdadeiro usar tabelas integradas
verdadeiro falso usar tabelas CJK integradas
true true use tabelas CJK integradas

modificarCursorKeys (classe ModifyCursorKeys)
Diz como lidar com o caso especial em que Control-, Shift-, Alt- ou Meta-
modificadores são usados ​​para adicionar um parâmetro à sequência de escape retornada por um cursor
chave. O padrão é “2”:

-1 desativa o recurso.

0 usa o comportamento antigo / obsoleto.

1 prefixa sequências modificadas com CSI.

2 força o modificador a ser o segundo parâmetro se, de outra forma, fosse o
em primeiro lugar.

3 marca a sequência com um “>” para indicar que é particular.

modificarFunctionKeys (classe ModifyFunctionKeys)
Diz como lidar com o caso especial em que Control-, Shift-, Alt- ou Meta-
modificadores são usados ​​para adicionar um parâmetro à sequência de escape retornada por um
tecla de função (numerada). O padrão é “2”. Os valores dos recursos são semelhantes a
modificarCursorKeys:

-1 permite que o usuário use os modificadores de deslocamento e controle para construir a função
cadeias de caracteres de chave usando o esquema de codificação normal.

0 usa o comportamento antigo / obsoleto.

1 prefixa sequências modificadas com CSI.

2 força o modificador a ser o segundo parâmetro se, de outra forma, fosse o
em primeiro lugar.

3 marca a sequência com um “>” para indicar que é particular.

If modificarFunctionKeys é zero xterm usa modificadores Control e Shift para permitir
o usuário construir teclas de função numeradas além do conjunto fornecido pelo
teclado:

Controlo
adiciona o valor dado pelo ctrlFKeys recursos.

mudança
adiciona o dobro do valor dado pelo ctrlFKeys recursos.

Control / Shift
adiciona três vezes o valor dado pelo ctrlFKeys recursos.

modificar Teclado (classe Modificar Teclado)
Normalmente xterm faz um caso especial em relação aos modificadores (deslocamento, controle, etc.) para
lidar com layouts de teclado especiais (legado e vt220) Isso é feito para fornecer
teclados compatíveis para DEC VT220 e terminais relacionados que implementam
chaves definidas (UDK).

Os bits do valor do recurso permitem seletivamente a modificação do dado
categoria quando esses teclados são selecionados. O padrão é “0”:

0 Os teclados legados / vt220 interpretam apenas o modificador de controle quando
construção de teclas de função numeradas. Outras teclas especiais não são modificadas.

1 permite modificação do teclado numérico

2 permite a modificação do teclado de edição

4 permite a modificação das teclas de função, substitui o uso do modificador Shift para
UDK.

8 permite a modificação de outras chaves especiais

modificarOtherKeys (classe Modificar outras chaves)
Gostar modificarCursorKeys, conta xterm para construir uma sequência de escape para outras chaves
(como “2”) quando modificado pelos modificadores Control-, Alt- ou Meta. Este recurso
não se aplica a teclas de função e teclas bem definidas, como ESC ou o controle
chaves. O padrão é “0”:

0 desativa este recurso.

1 ativa esse recurso para as chaves, exceto para aquelas com comportamento conhecido,
por exemplo, Tab, Backarrow e alguns casos de caracteres de controle especiais, por exemplo, Control-
Espaço para fazer uma NUL.

2 ativa esse recurso para chaves, incluindo as exceções listadas.

multiClickTime (classe MultiClickTime)
Especifica o tempo máximo em milissegundos entre os eventos de seleção de vários cliques. O
o padrão é “250” milissegundos.

multiScroll (classe Rolagem múltipla)
Especifica se a rolagem deve ou não ser feita de forma assíncrona. O padrão é
"Falso".

nMarginBell (classe Coluna)
Especifica o número de caracteres da margem direita em que o sino da margem
deve ser tocado, quando habilitado pelo marginBell recurso. O padrão é “10”.

num Lock (classe Num Lock)
Se for verdade", xterm verifica se NumLock é usado como um modificador (ver xmodmap(1)). Se então,
este modificador é usado para simplificar a lógica ao implementar NumLock especial para
do solTeclado recurso. Também (quando solTeclado é falso), uma lógica semelhante é usada
para encontrar o modificador associado às teclas Alt esquerda e direita. O padrão é
"Verdadeiro".

oldXtermFKeys (classe OldXtermFKeys)
Se for verdade", xterm usará sequências de controle do estilo antigo para as teclas de função F1 a F4,
para compatibilidade com o X Consortium xterm. Caso contrário, ele usa o estilo VT100
códigos para PF1 a PF4. O padrão é falso".

on2Clicks (classe On2Clicks)

on3Clicks (classe On3Clicks)

on4Clicks (classe On4Clicks)

on5Clicks (classe On5Clicks)
Especifique o comportamento da seleção em resposta a vários cliques do mouse. Um único mouse
o clique é sempre interpretado conforme descrito no SELEÇÃO seção (ver PONTO
USO) Vários cliques do mouse (usando o botão que ativa o selecionar-iniciar
ação) são interpretados de acordo com os valores de recursos de on2Clicks, etc.
o valor do recurso pode ser um destes:

palavra
Selecione uma “palavra” conforme determinado pelo charClass recurso. Veja o CARÁCTER
CLASSES seção.

linha
Selecione uma linha (contando quebra).

grupo
Selecione um grupo de linhas adjacentes (contando quebra). A seleção para em um
linha em branco e não se estende para fora da página atual.

página
Selecione todas as linhas visíveis, ou seja, a página.

todos os
Selecione todas as linhas, ou seja, incluindo as linhas salvas.

regex
Selecione uma "palavra" conforme determinado pela expressão regular que segue no
valor do recurso.

Nenhum
Nenhuma ação de seleção está associada a este recurso. xtherm interpreta como
o fim da lista. Por exemplo, você pode usá-lo para desativar o triplo (e
superior) clicando por configuração on3Clicks para “nenhum”.

Os valores padrão para on2Clicks e on3Clicks são “palavra” e “linha”,
respectivamente. Não há valor padrão para on4Clicks or on5Clicks, fazendo aqueles
inativo. No arranque, xterm determina o número máximo de cliques pelo
onXCliques valores de recursos que são definidos.

openIm (classe XtCOpenIm)
Diz xterm se deve abrir o método de entrada na inicialização. O padrão é verdadeiro".

ponteiroColor (classe Cor do ponteiro)
Especifica a cor de primeiro plano do ponteiro. O padrão é
“XtDefaultForeground”.

ponteiroCorFundo (classe PointerColorBackground)
Especifica a cor de fundo do ponteiro. O padrão é
“XtDefaultBackground”.

pointerMode (classe PointerMode)
Especifica quando o ponteiro pode ficar oculto conforme o usuário digita. Será
reapresentado se o usuário mover o mouse ou clicar em um de seus botões.

0 nunca

1 o aplicativo em execução xterm não ativou o modo mouse. Isto é o
padrão.

2 sempre.

ponteiroForma (classe Cursor)
Especifica o nome da forma do ponteiro. O padrão é “xterm”.

popOnBell (classe PopOnBell)
Especifica se a janela será levantada quando Control-G for recebido. O
o padrão é “falso”.

Se a janela estiver iconificada, isso não terá efeito. No entanto, o zIconBeep recurso
oferece a capacidade de ver quais janelas icônicas tocaram um sino.

pré-compor (classe XtCPrecompose)
Diz xterm se pré-compor dados UTF-8 no Formulário de normalização C, que
combina acentos comumente usados ​​em caracteres básicos. Se não fizer isso,
os acentos são deixados como caracteres separados. O padrão é verdadeiro".

tipo de pré-edição (classe XtCPreeditType)
Diz xterm quais tipos de string preedit (pré-versão) exibir. O padrão
é “OverTheSpot, Root”.

imprimirAtributos (classe Atributos de impressão)
Especifica se os atributos gráficos devem ser impressos junto com o texto. Um verdadeiro DEC
O terminal VTxxx imprimirá o sublinhado, destacando os códigos, mas sua impressora pode
não lidar com isso.

· “0” desabilita os atributos.

· “1” imprime o conjunto normal de atributos (negrito, sublinhado, inverso e intermitente)
como sequências de controle do estilo VT100.

· “2” também imprime atributos de cor ANSI.

O padrão é “1”.

printFileImediate (PrintFileImediate)
Quando o impressão imediata a ação é invocada, xterm imprime o conteúdo da tela
diretamente para um arquivo. Defina este recurso com o prefixo do nome do arquivo (um carimbo de data / hora
será anexado ao nome real).

O padrão é uma string vazia, ou seja, “”, no entanto, quando o impressão imediata açao
é invocado, se a string estiver vazia, então “XTerm” é usado.

printFileOnXError (PrintFileOnXError)
If xterm sai com um erro X, por exemplo, sua conexão é interrompida quando o servidor
travar, pode ser instruído a gravar o conteúdo da tela em um arquivo. Para habilitar
o recurso, defina este recurso para o prefixo do nome do arquivo (um carimbo de data / hora será
anexado ao nome real).

O padrão é uma string vazia, ou seja, “”, que desabilita esse recurso. Contudo,
quando o impressão em erro ação é invocada, se a string estiver vazia, então
“XTermError” é usado.

Estes códigos de erro são tratados: ERROR_XERROR, ERROR_XIOERROR e ERROR_ICEERROR.

printModeImediate (PrintModeImediate)
Quando o impressão imediata a ação é invocada, xterm imprime o conteúdo da tela
diretamente para um arquivo. Você pode usar o printModeImediate recurso para dizer a ele para usar
sequências de escape para reconstruir os atributos e cores do vídeo. Isso usa o
mesmos valores que o imprimirAtributos recurso. O padrão é “0”.

printModeOnXError (PrintModeOnXError)
xtherm implementa o printFileOnXError recurso usando o recurso de impressora, embora
a saída é gravada diretamente em um arquivo. Você pode usar o printModeOnXError
recurso para dizer a ele para usar sequências de escape para reconstruir os atributos de vídeo
e cores. Isso usa os mesmos valores que o imprimirAtributos recurso. o
o padrão é “0”.

printOptsImediato (PrintOptsImediate)
Especifique o intervalo de texto que é impresso em um arquivo quando o imprimir imediatamente
a ação é invocada.

· Se zero (0), então este seleciona o atual (tela visível) mais o salvo
linhas, exceto se a tela alternativa estiver sendo usada. Nesse caso, apenas o
tela alternativa é selecionada.

· Se diferente de zero, os bits deste valor de recurso (verificado em ordem decrescente)
selecione o intervalo:

8 seleciona as linhas salvas.

4 seleciona a tela alternativa.

2 seleciona a tela normal.

1 seleciona a tela atual, que pode ser normal ou alternativa
tela.

O padrão é “9”, que seleciona a tela visível atual mais as linhas salvas,
sem nenhum caso especial para a tela alternada.

printOptsOnXError (PrintOptsOnXError)
Especifique o intervalo de texto que é impresso em um arquivo quando o impressão em erro
a ação é invocada. O valor do recurso é interpretado da mesma forma que em
printOptsImediato.

O padrão é “9”, que seleciona a tela visível atual mais as linhas salvas,
sem nenhum caso especial para a tela alternada.

impressoraAutoClose (classe PrinterAutoClose)
Se for verdade", xterm fechará a impressora (um tubo) quando o aplicativo alternar o
impressora off-line com um comando de cópia de mídia. O padrão é falso".

comando da impressora (classe Comando da Impressora)
Especifica um comando shell para o qual xterm irá abrir um tubo quando o primeiro MC (Media
Copiar) é iniciado. O padrão é uma string vazia, ou seja, “”. Se o
o valor do recurso é fornecido como uma string vazia, a impressora está desabilitada.

PrinterControlMode (classe PrinterControlMode)
Especifica o modo de controle da impressora. Um “1” seleciona o modo de impressão automática, o que faz com que
xterm para imprimir uma linha da tela quando você move o cursor para fora dessa linha com
ocorre um avanço de linha, avanço de formulário ou caractere de tabulação vertical, ou um autowrap.
O modo de impressão automática é substituído pelo modo do controlador da impressora (um “2”), o que faz com que todos
da saída a ser direcionada à impressora. O padrão é “0”.

Extensão da impressora (classe Extensão da Impressora)
Controla se uma função de impressão de página imprimirá a página inteira (verdadeiro) ou apenas
a parte dentro das margens de rolagem (falso). O padrão é falso".

PrinterFormFeed (classe PrinterFormFeed)
Controla se um avanço de página é enviado para a impressora no final de uma página impressa
função. O padrão é falso".

impressoraNovaLinha (classe PrinterNewLine)
Controla se uma nova linha é enviada para a impressora no final de uma página impressa
função. O padrão é verdadeiro".

privateColorRegisters (classe privateColorRegisters)
Se verdadeiro, aloque registros de cores separados para cada string de controle de seis dispositivos,
por exemplo, para DECGCI. Se não for verdade, os registros de cores são alocados apenas uma vez, quando o
o terminal é reiniciado. O padrão é verdadeiro".

quietAgarre (classe QuietGrab)
Controla se o cursor é redesenhado quando NotificarGrab e NotificarDesagarrar evento
os tipos são recebidos durante a mudança de foco. O padrão é falso".

registrarScreenSize (classe RegisScreenSize)
If xterm está configurado para suportar gráficos ReGIS, este recurso informa xterm do
tamanho máximo (em pixels) para gráficos.

xtherm aceita um valor de recurso especial “auto”, que informa xterm usar o
decTerminalID recurso para definir o tamanho máximo com base no terminal de hardware
limites. De outra forma, xterm espera que o tamanho seja dado como alturaxlargura, por exemplo,
“800x1000”.

O valor padrão do recurso é “800x1000”.

renderFont (classe RenderFont)
If xterm é construído com a biblioteca Xft, isso controla se o faceName
recurso é usado. O padrão é “padrão”.

Os valores do recurso são strings, avaliados como booleanos após a inicialização.

falso
desative o recurso e use a fonte normal (bitmap).

verdadeiro
inicialização usando a fonte TrueType especificada pelo faceName e FaceSize
configurações de recursos. Se não houver valor para faceName, desabilite o recurso
e use a fonte normal (bitmap).

Após a inicialização, você ainda pode alternar entre a fonte bitmap usando o
Entrada do menu “TrueType Fonts”.

omissão
iniciar usando a fonte normal (bitmap), mas habilitar o menu “TrueType Fonts”
entrada para permitir a alternância em tempo de execução de / para fontes TrueType.

Se não há faceName conjunto de recursos e, em seguida, alternar o tempo de execução para TrueType
fontes está desativado. xtherm tem um valor compilado separado para faceName por
o caso especial onde renderFont é “padrão”. Isso normalmente é “mono”.

resizeGravity (classe ResizeGravity)
Afeta o comportamento quando a janela é redimensionada para ficar mais alta ou mais curta.
Noroeste especifica que a linha superior do texto na tela permanece fixa. Se o
a janela fica mais curta, as linhas são eliminadas da parte inferior; se a janela é feita
mais alto, linhas em branco são adicionadas na parte inferior. Isso é compatível com o comportamento
em R4. Sudoeste (o padrão) especifica que a linha inferior do texto no
a tela permanece fixa. Se a janela ficar mais alta, as linhas adicionais salvas serão
rolado para baixo na tela; se a janela for encurtada, as linhas serão
rolou para fora da parte superior da tela e as primeiras linhas salvas serão descartadas.

retryInputMethod (classe XtCRetryInputMethod)
Diz xterm quantas vezes para tentar novamente, caso o servidor de método de entrada não seja
respondendo. Este é um problema diferente do tipo de preedit não compatível, etc.
pode encontrar novas tentativas se sua configuração X (e suas bibliotecas) estiverem faltando
peças. Definir este recurso como zero `` 0 '' cancelará a nova tentativa. O
o padrão é `` 3 ''.

vídeo reverso (classe Vídeo reverso)
Especifica se o vídeo reverso deve ou não ser simulado. O padrão é
"Falso".

Existem vários aspectos para reverter o vídeo em xterm:

· A linha de comando -rv opção diz às bibliotecas X para inverter o primeiro plano
e cores de fundo. xthermAs opções de linha de comando de definem os valores dos recursos. Dentro
em particular, o X Toolkit define o vídeo reverso recurso quando o -rv opção
é usado.

· Se o usuário também usou opções de linha de comando -fg or -bg para definir o
cores de primeiro e segundo plano, xterm não vê essas opções diretamente.
Em vez disso, ele examina os valores do recurso para reconstruir a linha de comando
opções e determinar qual das cores é o primeiro plano pretendido pelo usuário,
etc. Seus valores reais são irrelevantes para a função de vídeo reverso; algum
os usuários preferem os padrões do X (texto preto em um fundo branco), outros preferem
texto branco em um fundo preto.

· Após a inicialização, o usuário pode alternar a entrada do menu “Ativar vídeo reverso”.
Isso troca as cores atuais do primeiro plano e do plano de fundo do VT100
widget e redesenha a tela. Por causa da hierarquia de recursos X, o
vídeo reverso recurso se aplica a mais do que o widget VT100.

Programas em execução em um xterm também pode usar sequências de controle para habilitar o VT100
modo de vídeo reverso. Estes são independentes do vídeo reverso recurso e o
entrada de menu. xtherm troca as cores atuais do primeiro plano e do plano de fundo quando
desenho de texto afetado por essas sequências de controle.

Outras sequências de controle podem alterar as cores de primeiro e segundo plano que são
usava:

· Os programas também podem usar as sequências de controle de cores ANSI para definir o primeiro plano
e cores de fundo.

· Extensões para os controles de cores ANSI (como 16, 88 ou 256 cores) são
tratado de forma semelhante ao controle ANSI.

· Usando outras sequências de controle (o “dinâmico cores”Recurso), um programa pode
alterar as cores do primeiro plano e do plano de fundo.

reverso Wrap (classe Reverso)
Especifica se o reverso deve ser ativado ou não. Isso corresponde
para xtermmodo privado 45. O padrão é “falso”.

barra de rolagem direita (classe Barra de rolagem direita)
Especifica se a barra de rolagem deve ou não ser exibida à direita em vez
do que a esquerda. O padrão é falso".

salvarLinhas (classe Salvar Linhas)
Especifica o número de linhas para salvar além do topo da tela quando um
a barra de rolagem está ativada. O padrão é “64”.

Barra de rolagem (classe Barra de rolagem)
Especifica se a barra de rolagem deve ou não ser exibida. O padrão é
"Falso".

scrollBarBorder (classe ScrollBarBorder)
Especifica a largura da borda da barra de rolagem. Observe que isso é desenhado para se sobrepor
a fronteira do xterm janela. Modificar a borda da barra de rolagem afeta apenas o
linha entre o widget VT100 e a barra de rolagem. O valor padrão é 1.

tecla de rolagem (classe ScrollCond)
Especifica se o pressionamento de uma tecla deve causar automaticamente a barra de rolagem
para ir para a parte inferior da região de rolagem. Isso corresponde a xtermé privado
modo 1011. O padrão é “falso”.

linhas de rolagem (classe Linhas de rolagem)
Especifica o número de linhas que o retroceder e rolar para frente ações deveriam
usar como padrão. O valor padrão é 1.

scrollTtyOutput (classe ScrollCond)
Especifica se a saída para o terminal deve causar automaticamente o
barra de rolagem para ir até o final da região de rolagem. O padrão é verdadeiro".

selectToClipboard (classe SelectToClipboard)
Diz xterm se deve usar o PRIMARY ou CLIPBOARD para tokens SELECT no
mecanismo de seleção. O set-select ação pode mudar isso em tempo de execução, permitindo
o usuário trabalhe com programas que tratam de apenas um desses mecanismos. O
o padrão é “falso”, o que o informa para usar PRIMARY.

shiftFonts (classe ShiftFonts)
Especifica se deve habilitar as ações large-vt-font () e menor-vt-font (),
que são normalmente vinculados ao KP_Add e KP_Subtract deslocado. O padrão é
"Verdadeiro".

showBlinkAsBold (classe MostrarBlinkAsBold)
Diz xterm se o texto deve ser exibido com o atributo piscar o mesmo que negrito. Se
xterm não foi configurado para suportar texto piscando, o padrão é "verdadeiro",
que corresponde a versões mais antigas de xterm, caso contrário, o padrão é “falso”.

showMissingGlyphs (classe Mostrar Glifos Perdidos)
Diz xterm se deve exibir uma caixa delineando os lugares onde um personagem esteve
usado que a fonte não representa. O padrão é falso".

showWrapMarks (classe Mostrar marcas)
Para depuração xterm e aplicativos que podem manipular o sinalizador de linha quebrada por
escrever o texto na margem direita, mostrar uma marca na borda interna direita do
janela. A marca mostra quais linhas têm a bandeira definida.

sinalInibir (classe Inibição de Sinal)
Especifica se as entradas no menu “Opções principais” para envio
sinais para xterm deve ser desautorizado. O padrão é falso".

SixelRolagem (classe SixelScrolling)
Se verdadeiro, os gráficos sobem uma linha por vez, quando seis dígitos seriam escritos após
a linha de fundo na janela. O padrão é falso".

tekGeometria (classe Geometria)
Especifica o tamanho e a posição preferidos da janela Tektronix. Não há
padrão para este recurso.

tekInhibit (classe TekInhibit)
Especifica se a sequência de escape para entrar no modo Tektronix deve ser
ignorado. O padrão é falso".

tekSmall (classe TekSmall)
Especifica se a janela do modo Tektronix deve ou não iniciar em seu menor
tamanho se nenhuma geometria explícita for fornecida. Isso é útil ao executar xterm on
monitores com telas pequenas. O padrão é falso".

tekStartup (classe TekStartup)
Especifica se ou não xterm deve iniciar no modo Tektronix. O padrão é
"Falso".

tiXtraScroll (classe TiXtraScroll)
Especifica se xterm deve rolar para uma nova página ao processar o ti termocap
entrada, ou seja, os modos privados 47, 1047 ou 1049. Isso só terá efeito se
titeInibir é "verdadeiro", porque a intenção desta opção é fornecer uma imagem
da exibição do aplicativo em tela inteira no scrollback sem apagar o
texto que seria mostrado antes de o aplicativo ser inicializado. O padrão para
este recurso é “falso”.

titeInibir (classe TiteInibição)
Especifica se ou não xterm deve remover ti e te entradas termcap (usado para
alternar entre telas alternativas na inicialização de muitos programas orientados para tela) de
a string TERMCAP. Se definido, xterm também ignora a sequência de escape para alternar para
a tela alternativa. xtherm suporta terminfo de uma maneira diferente, apoiando
sequências de controle compostas (também conhecidas como modos privados) 1047, 1048 e 1049
que têm o mesmo efeito que a sequência de controle 47 original. O padrão para
este recurso é “falso”.

titleModes (classe TitleModes)
Diz xterm se deve aceitar ou devolver rótulos de janela e ícone em ISO-8859-1 (o
padrão) ou UTF-8. Qualquer um pode ser codificado em hexadecimal. O padrão para este
recurso é “0”.

Cada bit (bit “0” é 1, bit “1” é 2, etc.) corresponde a um dos parâmetros
definido pela sequência de controle dos modos de título:

0 Definir rótulos de janela / ícone usando hexadecimal

1 janela de consulta / rótulos de ícone usando hexadecimal

2 Definir rótulos de janela / ícone usando UTF-8 (substitui utf8Título recurso).

3 rótulos de janela / ícone de consulta usando UTF-8

traduções (classe Traduções)
Especifica os atalhos de tecla e botão para menus, seleções, "strings programadas",
etc. o traduções recurso, que fornece muito de xterma configurabilidade de,
é um recurso da biblioteca X Toolkit Intrinsics (Xt). Veja o AÇÕES seção.

Seleção de trim (classe Seleção de Trim)
Se você definir destaqueSeleção, você pode ver o texto que está selecionado, incluindo
quaisquer espaços à direita. Limpar a tela (ou uma linha) redefine para um estado
não contendo espaços. Algumas linhas podem conter espaços à direita quando um aplicativo
grava-os na tela. No entanto, você pode não querer colar linhas com
espaços. Se este recurso for verdadeiro, xterm irá cortar os espaços finais do texto que
é selecionado. Não afeta os espaços que resultam em uma linha quebrada, nem
ele apara a nova linha à direita de sua seleção. O padrão é falso".

sublinhado (classe Sublinhado)
Isso especifica se o texto com o atributo sublinhado deve ser
sublinhado. Pode ser desejável desativar o sublinhado quando a cor estiver sendo usada
para o atributo underline. O padrão é verdadeiro".

useRecorte (classe Use Recorte)
Dizer xterm se deve usar recorte para evitar a produção de pontos fora do texto
área de desenho. Originalmente usado para contornar efeitos de impacto excessivo, este é
também precisava trabalhar com algumas fontes de tamanho incorreto. O padrão é verdadeiro".

utf8 (classe Utf8)
Isso especifica se xterm será executado no modo UTF-8. Se você definir este recurso,
xterm também define o wideChars recurso como um efeito colateral. O recurso pode ser definido
através da entrada do menu “Codificação UTF-8”. O padrão é “padrão”.

xtherm aceita uma palavra-chave (ignorando maiúsculas e minúsculas) ou o número mostrado entre parênteses:

falso (0)
O modo UTF-8 está inicialmente desativado. A opção de linha de comando + u8 define o recurso para
este valor. Sequências de escape para ligar / desligar o modo UTF-8 são permitidas.

verdadeiro (1)
O modo UTF-8 está inicialmente ativado. As sequências de escape para ligar / desligar o modo UTF-8 são
permitido.

sempre (2)
A opção de linha de comando -U8 define o recurso com este valor. Sequências de escape
para ligar / desligar o modo UTF-8 são ignorados.

padrão (3)
Este é o valor padrão do recurso. É alterado durante a inicialização
dependendo se o local recurso foi definido como falso (0) ou sempre (2).
veja a local recurso para discussão adicional de localidades não UTF-8.

Se você deseja definir o valor de utf8, deve estar neste intervalo. Outro diferente de zero
os valores são tratados da mesma forma que “1”, ou seja, o modo UTF-8 está inicialmente ligado e o escape
sequências para ligar / desligar o modo UTF-8 são permitidas.

utf8Fonts (classe Utf8Fontes)
Veja a discussão do local recurso. Isso especifica se xterm usará
Fontes UTF-8 especificadas por meio de padrões de recursos, como “* vt100.utf8Fonts.font"Ou
fontes normais (ISO-8859-1) por meio de padrões como “* vt100.font”. O recurso pode ser
definido através da entrada do menu “Fontes UTF-8”. O padrão é “padrão”.

xtherm aceita uma palavra-chave (ignorando maiúsculas e minúsculas) ou o número mostrado entre parênteses:

falso (0)
Use as fontes ISO-8859-1. A entrada do menu está habilitada, permitindo a escolha
de fontes a serem alteradas em tempo de execução.

verdadeiro (1)
Use as fontes UTF-8. A entrada do menu é habilitada, permitindo a escolha de
fontes a serem alteradas em tempo de execução.

sempre (2)
Sempre use as fontes UTF-8. Isso também desativa a entrada do menu.

padrão (3)
Na inicialização, o recurso é definido como verdadeiro ou falso, de acordo com o
valor efetivo do utf8 recursos.

utf8Latin1 (classe Utf8Latin1)
Se verdadeiro, permita um ISO-8859-1 normal fonte a ser combinada com uma fonte ISO-10646-1
se o último for dado por meio do -fw opção ou seu valor de recurso correspondente.
O padrão é falso".

utf8SelectTypes (classe Utf8SelectTypes)
Ultrapassar xtermlista de alvos de seleção padrão (veja SELECIONAR / COLAR) para as seleções
no modo de caracteres largos (UTF-8). O padrão é uma string vazia, ou seja, “”, que
não substitui nada.

utf8Título (classe Título Utf8)
Os aplicativos podem definir xtermdo título, escrevendo uma sequência de controle. Normalmente isso
sequência de controle segue a convenção VT220, que codifica a string em
ISO-8859-1 e permite um terminador de string de 8 bits. Se xterm é iniciado em um
Localidade UTF-8, ele traduz a string ISO-8859-1 para UTF-8 para funcionar com o X
bibliotecas que assumem que a string é UTF-8.

No entanto, alguns usuários podem querer escrever uma string de título codificada em UTF-8. A janela
gerente é responsável por desenhar títulos de janela. Alguns gerenciadores de janela (não todos)
suporta codificação UTF-8 de títulos de janela. Defina este recurso como “verdadeiro” para permitir
Strings de títulos codificados em UTF-8. Isso cancela a tradução para UTF-8, permitindo
Strings UTF-8 a serem exibidas como estão.

Este recurso está disponível como uma entrada do menu, uma vez que está relacionado ao
aplicativos que você está executando dentro xterm. Você também pode usar uma sequência de controle
(veja a discussão sobre "Modos de Título" no documento de sequências de controle), para definir um
bandeira equivalente. O titleModes recurso define o mesmo valor, que substitui
este recurso.

O padrão é falso".

Cores muito Negrito (classe Cores Muito Negrito)
Especifica se deve combinar atributos de vídeo com cores especificadas por colorBD,
colorBL, pinte-o, colorRVe cor UL. O valor do recurso é a soma dos valores
para cada atributo:
1 para reverso,
2 para sublinhado,
4 para negrito,
8 para piscar e
512 para itálico

O padrão é “0”.

campainha visual (classe VisualBell)
Especifica se um sino visível (ou seja, piscando) deve ser usado em vez de
um sino audível quando Control-G é recebido. O padrão é "falso", o que indica
xterm para usar uma campainha audível.

visualBellDelay (classe VisualBellDelay)
Número de milissegundos de atraso ao exibir uma campainha visual. O padrão é 100.
Se definido como zero, nenhum sino visual é exibido. Isso é útil para muito lento
exibe, por exemplo, uma tela LCD em um laptop.

visualBellLine (classe VisualBellLine)
Especifica se piscar apenas a linha atual ao exibir um sino visual
em vez de piscar a tela inteira: o padrão é "falso", que informa xterm
para piscar a tela inteira.

vt100Gráficos (classe Gráficos VT100)
Isso especifica se xterm interpretará o escape de caractere gráfico VT100
sequências no modo UTF-8. O padrão é "verdadeiro", para fornecer suporte para
vários aplicativos legados.

wideBoldFont (classe WideBoldFont)
Esta opção especifica a fonte a ser usada para exibir texto largo em negrito. Por
padrão, ele tentará usar uma fonte com o dobro da largura da fonte que será usada
para desenhar texto em negrito. Se nenhuma fonte de largura dupla for encontrada, ele irá improvisar, por
esticando a fonte em negrito.

wideChars (classe WideChars)
Especifica se xterm deve responder a sequências de controle que processam 16 bits
personagens. O padrão é falso".

fonte larga (classe WideFont)
Esta opção especifica a fonte a ser usada para exibir texto largo. Por padrão,
tentará usar uma fonte com o dobro da largura da fonte que será usada para desenhar
texto normal. Se nenhuma fonte de largura dupla for encontrada, ele irá improvisar, esticando
a fonte normal.

ximFontName (classe XimFont)
Esta opção especifica a fonte a ser usada para exibir a string preedit no
Método de entrada “OverTheSpot”.

No tipo de preedit “OverTheSpot”, a string de preedit (pré-versão) é exibida em
a posição do cursor. É responsabilidade do servidor XIM exibir o
string preedit. O cliente XIM deve informar ao servidor XIM a posição do cursor.
Para obter os melhores resultados, a string preedit deve ser exibida com uma fonte adequada.
Portanto, xterm informa o servidor XIM da fonte apropriada. A fonte é ser
fornecido por um "conjunto de fontes", cujo valor padrão é “*”. Isso corresponde a todas as fontes, o
A biblioteca X escolhe automaticamente as fontes com conjuntos de caracteres apropriados. O ximFontName recurso
é fornecido para substituir esta configuração de fonte padrão.

Tek4014 widget Recursos
Os seguintes recursos são especificados como parte do tek4014 widget (classe Tek4014).
Eles são especificados por padrões como “XTerm.tek4014.NOME"

fonte2 (classe Fonte)
Especifica o número da fonte 2 para usar na janela Tektronix.

fonte3 (classe Fonte)
Especifica o número da fonte 3 para usar na janela Tektronix.

fontLarge (classe Fonte)
Especifica a fonte grande a ser usada na janela Tektronix.

fontePequeno (classe Fonte)
Especifica a fonte pequena a ser usada na janela Tektronix.

ginTerminator (classe GinTerminator)
Especifica quais caracteres devem seguir um relatório GIN ou relatório de status. O
as possibilidades são "nenhum", que não envia caracteres de terminação, "CRonly", que
envia CR e “CR & EOT”, que envia CR e EOT. O padrão é “nenhum”.

altura (classe Altura)
Especifica a altura da janela Tektronix em pixels.

inicialFonte (classe Fonte Inicial)
Especifica qual das quatro fontes Tektronix usar inicialmente. Os valores são os mesmos
quanto ao set-tek-texto açao. O padrão é “grande”.

largura (classe Largura)
Especifica a largura da janela Tektronix em pixels.

Menu Recursos
Os recursos que podem ser especificados para os vários menus são descritos no
documentação para a Atenas Menu Simples ferramenta. O nome e as classes das entradas em
cada um dos menus está listado abaixo. Recursos chamados “linhaN" Onde N é um número são
separadores com classe SmeLine.

Tal como acontece com todos os widgets baseados em recursos X, os rótulos mencionados são padrões habituais para o
aplicação.

A a Principal Opções menu (nome do widget menu principal) tem as seguintes entradas:

barra de ferramentas (classe SmeBSB)
Esta entrada invoca o set-toolbar (alternar) ação.

Securekbd (classe SmeBSB)
Esta entrada invoca o seguro() ação.

allowends (classe SmeBSB)
Esta entrada invoca o allow-send-events (alternar) ação.

redesenhar (classe SmeBSB)
Esta entrada invoca o redesenhar() ação.

logging (classe SmeBSB)
Esta entrada invoca o registro (alternar) ação.

impressão imediata (classe SmeBSB)
Esta entrada invoca o print-imediato () ação.

impressão em erro (classe SmeBSB)
Esta entrada invoca o print-on-error () ação.

impressão (classe SmeBSB)
Esta entrada invoca o impressão() ação.

redirecionamento de impressão (classe SmeBSB)
Esta entrada invoca o print-redir () ação.

Controle de 8 bits (classe SmeBSB)
Esta entrada invoca o set-8-bit-control (alternar) ação.

seta para trás chave (classe SmeBSB)
Esta entrada invoca o set-backarrow (alternar) ação.

num Lock (classe SmeBSB)
Esta entrada invoca o set-num-lock (alternar) ação.

alt-esc (classe SmeBSB)
Esta entrada invoca o alt-send-escape (alternar) ação.

meta-esc (classe SmeBSB)
Esta entrada invoca o meta-send-escape (alternar) ação.

delete-is-del (classe SmeBSB)
Esta entrada invoca o delete-is-del (alternar) ação.

oldFunctionKeys (classe SmeBSB)
Esta entrada invoca o teclas de função antigas (alternar) ação.

hpFunctionKeys (classe SmeBSB)
Esta entrada invoca o teclas de função hp (alternar) ação.

scoFunctionKeys (classe SmeBSB)
Esta entrada invoca o teclas de função sco (alternar) ação.

sunFunctionKeys (classe SmeBSB)
Esta entrada invoca o teclas de função do sol (alternar) ação.

solTeclado (classe SmeBSB)
Esta entrada invoca o sunKeyboard (alternar) ação.

suspender (classe SmeBSB)
Esta entrada invoca o sinal de envio (tstp) ação em sistemas que apóiam o trabalho
controlar.

continuar (classe SmeBSB)
Esta entrada invoca o enviar sinal (cont) ação em sistemas que apóiam o trabalho
controlar.

interromper (classe SmeBSB)
Esta entrada invoca o sinal de envio (int) ação.

desligar (classe SmeBSB)
Esta entrada invoca o sinal de envio (hup) ação.

terminar (classe SmeBSB)
Esta entrada invoca o enviar sinal (termo) ação.

matar (classe SmeBSB)
Esta entrada invoca o enviar sinal (matar) ação.

desistir (classe SmeBSB)
Esta entrada invoca o Sair() ação.

A VT Opções menu (nome do widget vtMenu) tem as seguintes entradas:

barra de rolagem (classe SmeBSB)
Esta entrada invoca o set-scrollbar (alternar) ação.

salto de rolagem (classe SmeBSB)
Esta entrada invoca o set-jumpscroll (alternar) ação.

vídeo reverso (classe SmeBSB)
Esta entrada invoca o set-reverse-video (alternar) ação.

autowrap (classe SmeBSB)
Esta entrada invoca o set-autowrap (alternar) ação.

embrulhar reverso (classe SmeBSB)
Esta entrada invoca o set-reversewrap (alternar) ação.

alimentação automática (classe SmeBSB)
Esta entrada invoca o set-autolinefeed (alternar) ação.

appcursor (classe SmeBSB)
Esta entrada invoca o set-appcursor (alternar) ação.

teclado de aplicativo (classe SmeBSB)
Esta entrada invoca o set-appkeypad (alternar) ação.

tecla de rolagem (classe SmeBSB)
Esta entrada invoca o set-scroll-on-key (alternar) ação.

saída de rolagem (classe SmeBSB)
Esta entrada invoca o set-scroll-on-tty-output (alternar) ação.

permitir 132 (classe SmeBSB)
Esta entrada invoca o set-allow132 (alternar) ação.

amaldiçoar (classe SmeBSB)
Esta entrada invoca o set-cursesemul (alternar) ação.

campainha visual (classe SmeBSB)
Esta entrada invoca o set-visualbell (alternar) ação.

campainha é urgente (classe SmeBSB)
Esta entrada invoca o set-bellIsUrgent (alternar) ação.

campainha (classe SmeBSB)
Esta entrada invoca o set-poponbell (alternar) ação.

piscar de cursor (classe SmeBSB)
Esta entrada invoca o set-cursorblink (alternar) ação.

titeInibir (classe SmeBSB)
Esta entrada invoca o set-titeInhibit (alternar) ação.

ícone ativo (classe SmeBSB)
Esta entrada ativa e desativa os ícones ativos se este recurso foi compilado em
xterm. É habilitado apenas se xterm foi iniciado com a opção de linha de comando + ai
ou de ícone ativo recurso é definido como “verdadeiro”.

reinicialização suave (classe SmeBSB)
Esta entrada invoca o soft-reset () ação.

reinicialização forçada (classe SmeBSB)
Esta entrada invoca o hard-reset () ação.

limpar linhas salvas (classe SmeBSB)
Esta entrada invoca o limpar linhas salvas () ação.

tekshow (classe SmeBSB)
Esta entrada invoca o visibilidade definida (tek, alternar) ação.

tekmode (classe SmeBSB)
Esta entrada invoca o set-terminal-type (tek) ação.

vthide (classe SmeBSB)
Esta entrada invoca o visibilidade definida (vt, desligado) ação.

tela alternativa (classe SmeBSB)
Esta entrada invoca o set-altscreen (alternar) ação.

SixelRolagem (classe SmeBSB)
Esta entrada invoca o set-sixel-scrolling (alternar) ação.

A VT Fontes menu (nome do widget fontMenu) tem as seguintes entradas:

fonte padrão (classe SmeBSB)
Esta entrada invoca o set-vt-font (d) ação, definindo a fonte usando o fonte
recurso (padrão), por exemplo, “Padrão” no menu.

fonte1 (classe SmeBSB)
Esta entrada invoca o set-vt-font(1) ação, definindo a fonte usando o fonte1
recurso, por exemplo, “ilegível” no menu.

fonte2 (classe SmeBSB)
Esta entrada invoca o set-vt-font(2) ação, definindo a fonte usando o fonte2
recurso, por exemplo, “Tiny” no menu.

fonte3 (classe SmeBSB)
Esta entrada invoca o set-vt-font(3) ação, definindo a fonte usando o fonte3
recurso, por exemplo, “Pequeno” no menu.

fonte4 (classe SmeBSB)
Esta entrada invoca o set-vt-font(4) ação, deixando a fonte usando o fonte4
recurso, por exemplo, “Médio” no menu.

fonte5 (classe SmeBSB)
Esta entrada invoca o set-vt-font(5) ação, deixando a fonte usando o fonte5
recurso, por exemplo, “Grande” no menu.

fonte6 (classe SmeBSB)
Esta entrada invoca o set-vt-font(6) ação, deixando a fonte usando o fonte6
recurso, por exemplo, “Enorme” no menu.

fontescape (classe SmeBSB)
Esta entrada invoca o set-vt-font (e) ação.

fonte (classe SmeBSB)
Esta entrada invoca o set-vt-font (s) ação.

desenho de fonte alinhado (classe SmeBSB)
Esta entrada invoca o set-font-linedrawing (s) ação.

cheio de fontes (classe SmeBSB)
Esta entrada invoca o set-font -pack (s) ação.

font-doublesize (classe SmeBSB)
Esta entrada invoca o set-font-doublesize (s) ação.

fonte de renderização (classe SmeBSB)
Esta entrada invoca o set-render-font (s) ação.

modo utf8 (classe SmeBSB)
Esta entrada invoca o set-utf8-mode (s) ação.

título utf8 (classe SmeBSB)
Esta entrada invoca o set-utf8-title (s) ação.

A TEK Opções menu (nome do widget tekMenu) tem as seguintes entradas:

tektextlarge (classe SmeBSB)
Esta entrada invoca o set-tek-text (grande) ação.

tektext2 (classe SmeBSB)
Esta entrada invoca o set-tek-texto(2) ação.

tektext3 (classe SmeBSB)
Esta entrada invoca o set-tek-texto(3) ação.

texto pequeno (classe SmeBSB)
Esta entrada invoca o set-tek-text (pequeno) ação.

página de tek (classe SmeBSB)
Esta entrada invoca o tek-page () ação.

Tekreset (classe SmeBSB)
Esta entrada invoca o tek-reset () ação.

tekcopy (classe SmeBSB)
Esta entrada invoca o tek-copy () ação.

vtshow (classe SmeBSB)
Esta entrada invoca o definir-visibilidade (vt, toggle) ação.

vtmode (classe SmeBSB)
Esta entrada invoca o set-terminal-type (vt) ação.

tekhide (classe SmeBSB)
Esta entrada invoca o visibilidade definida (tek, alternar) ação.

barra de rolagem Recursos
Os seguintes recursos são úteis quando especificados para o widget Athena Scrollbar:

espessura (classe Espessura)
Especifica a largura em pixels da barra de rolagem.

fundo (classe Fundo)
Especifica a cor a ser usada para o plano de fundo da barra de rolagem.

primeiro plano (classe Primeiro plano)
Especifica a cor a ser usada para o primeiro plano da barra de rolagem. O “polegar” de
a barra de rolagem é um padrão xadrez simples alternando pixels para o primeiro plano
e cor de fundo.

PONTO USO


Uma vez que a janela VT102 é criada, xterm permite que você selecione o texto e copie-o dentro do
mesma ou outras janelas.

Seleção
As funções de seleção são invocadas quando os botões do ponteiro são usados ​​sem modificadores,
e quando são usados ​​com a tecla “shift”. A atribuição das funções descritas
abaixo, as teclas e botões podem ser alterados por meio do banco de dados de recursos; Vejo AÇÕES abaixo.

O botão de ponteiro um (geralmente à esquerda) é usado para salvar o texto no buffer de corte. Mova o
cursor para o início do texto e, em seguida, mantenha o botão pressionado enquanto move o cursor para
fim da região e soltar o botão. O texto selecionado é destacado e é
salvo no buffer de corte global e feito a seleção PRIMÁRIA quando o botão é solto.
Normalmente (mas veja a discussão sobre on2Clicks, etc):

· Clicar duas vezes seleciona por palavras.

· Clicar três vezes seleciona por linhas.

· O clique quádruplo volta para os personagens, etc.

O clique múltiplo é determinado pelo tempo desde o botão para cima até o botão para baixo, então você pode mudar
a unidade de seleção no meio de uma seleção. Palavras lógicas e linhas selecionadas por
clicar duas ou três vezes pode quebrar em mais de uma linha da tela se as linhas forem quebradas
by xterm em si, e não pelo aplicativo em execução na janela. Se a chave / botão
ligações especificam que uma seleção X deve ser feita, xterm vai deixar o texto selecionado
destacado enquanto for o proprietário da seleção.

O botão do ponteiro dois (geralmente do meio) "digita" (cola) o texto da seleção PRIMÁRIA,
se houver, caso contrário, do buffer de corte, inserindo-o como entrada do teclado.

O botão de ponteiro três (geralmente para a direita) estende a seleção atual. (Sem perda de
generalidade, você pode trocar "direita" e "esquerda" em qualquer lugar no resto deste parágrafo.) Se
pressionado enquanto mais perto da borda direita da seleção do que da esquerda,
estende / contrai a borda direita da seleção. Se você contrair a seleção após o
borda esquerda da seleção, xterm assume que você realmente quis dizer a borda esquerda, restaura o
seleção original e, em seguida, estende / contrai a borda esquerda da seleção. Extensão
inicia no modo de unidade de seleção em que a última seleção ou extensão foi realizada;
você pode clicar com vários cliques para percorrê-los.

Cortando e colando pedaços de texto sem arrastar novas linhas, você pode tirar o texto de
vários lugares em janelas diferentes e formar um comando para o shell, por exemplo, ou tomar
saída de um programa e insira-o em seu editor favorito. Uma vez que os buffers de corte são
compartilhados globalmente entre diferentes aplicativos, você pode considerar cada um como um "arquivo" cujo
conteúdos que você conhece. O emulador de terminal e outros programas de texto devem tratá-lo como
se for um arquivo de texto, ou seja, o texto é delimitado por novas linhas.

scrolling
A região de rolagem exibe a posição e a quantidade de texto atualmente mostrado na janela
(destacado) em relação à quantidade de texto realmente salva. Quanto mais texto é salvo (até
o máximo), o tamanho da área destacada diminui.

Clicar no botão um com o ponteiro na região de rolagem move a linha adjacente para o
parte superior da janela de exibição.

Clicar no botão três move a linha superior da janela de exibição para baixo até o ponteiro
posição.

Clicar no botão dois move a tela para uma posição no texto salvo que corresponde a
a posição do ponteiro na barra de rolagem.

Tektronix Apontador
Ao contrário da janela VT102, a janela Tektronix não permite a cópia de texto. Faz
permitir o modo Tektronix GIN, e neste modo o cursor mudará de uma seta para um
Cruz. Pressionar qualquer tecla enviará essa tecla e a coordenada atual da cruz
cursor. Pressionar o botão um, dois ou três retornará as letras “l”, “m” e “r”,
respectivamente. Se a tecla "shift" for pressionada quando um botão do ponteiro for pressionado, o
a letra maiúscula correspondente é enviada. Para distinguir um botão de ponteiro de uma tecla, o
o bit alto do caractere é definido (mas este é o bit normalmente removido, a menos que o terminal
o modo é RAW; Vejo tty(4) para detalhes).

SELECIONE / COLAR


Os clientes X fornecem suporte para selecionar e colar respondendo às solicitações transmitidas pelo
servidor.

Primário
Quando configurado para usar a seleção principal, (o padrão) xterm Pode fornecer o
dados de seleção de maneiras que ajudam a reter as informações de codificação de caracteres como estão
colado.

Um usuário “seleciona” o texto no xterm, que destaca o texto selecionado. Uma “colagem” subsequente
para outro cliente encaminha um pedido ao cliente que possui a seleção. Se xterm possui
a seleção primária, torna os dados disponíveis na forma de uma ou mais “seleção
alvos ”. Se não possui a seleção principal, por exemplo, se a liberou ou
outro cliente afirmou a propriedade, ele conta com buffers de corte para passar os dados. Mas
cut-buffers manipulam apenas dados ISO-8859-1 (oficialmente - alguns clientes ignoram as regras).

prancheta
Quando configurado para usar a área de transferência (ver recurso selectToClipboard), o problema com
a persistência da propriedade é contornada. Caso contrário, não há diferença em relação ao
dados que podem ser passados ​​por seleção.

O token PRIMÁRIO é um recurso X padrão, documentado no ICCCM (Inter-cliente
Comunicação Convenções manual), quais Estados

A seleção nomeada pelo átomo PRIMARY é usada para todos os comandos que levam apenas um
único argumento e é o principal meio de comunicação entre os clientes que
usar o mecanismo de seleção.

No entanto, muitos aplicativos usam CLIPBOARD em imitação de outros sistemas de janelas. O
selectToClipboard recurso (e item de menu correspondente Selecionar para prancheta) introduzir
o token SELECT (conhecido apenas por xterm) que escolhe entre PRIMÁRIA e PRANCHETA
fichas.

Sem usar esse recurso, pode-se usar soluções alternativas, como o xclip programa para mostrar o
conteúdo da área de transferência do X dentro de um xterm janela.

Seleção Alvos
Os diferentes tipos de dados que são passados ​​dependem do que o cliente receptor pede.
Estes são denominados seleção metas.

Ao solicitar os dados de seleção, xterm tenta os seguintes tipos nesta ordem:

UTF8_STRING
Esta é uma extensão do XFree86, que denota que os dados estão codificados em UTF-8.
Quando xterm é construído com amplo suporte a caracteres, ele aceita e fornece
esse tipo.

TEXT o texto está na codificação que corresponde ao seu local atual.

COMPOUND_TEXT
este é um formato para dados de conjuntos de caracteres múltiplos, como texto multilíngue.
Ele pode armazenar dados UTF-8 como um caso especial.

STRING
Estes são os dados Latin 1 (ISO-8859-1).

Os dois intermediários (TEXT e COMPOUND_TEXT) são adicionados se xterm está configurado com o
i18nSeleções recurso definido como “verdadeiro”.

UTF8_STRING é o preferido (portanto, o primeiro na lista), pois xterm armazena texto como Unicode
dados ao executar no modo de caracteres largos, e nenhuma tradução é necessária. No outro
Por outro lado, TEXTO e COMPOUND_TEXT podem exigir tradução. Se a tradução estiver incompleta,
eles irão inserir “defaultString” de X cujo valor não pode ser definido, e pode simplesmente estar vazio.
xtherm's defaultString recurso especifica a string a ser usada para traduções incompletas de
o UTF8_STRING.

Você pode alterar os tipos que xterm tenta usar o oitoBitSelectTypes or utf8SelectTypes
Recursos. Por exemplo, você pode ter alguma configuração de local específica que não usa
Codificação UTF-8. O valor do recurso é uma lista separada por vírgulas dos alvos de seleção,
que consistem nos nomes mostrados. Você pode usar o nome especial I18N para denotar o
inclusão opcional de TEXT e COMPOUND_TEXT. Os nomes são correspondidos, ignorando maiúsculas e minúsculas, e
pode ser abreviado. A lista padrão pode ser expressa de várias maneiras, por exemplo,

UTF8_STRING, I18N, STRING
utf8, i18n, string
u, eu, s

MENUS


xtherm tem quatro menus, chamados menu principal, vtMenu, fontMenue tekMenu. Cada menu aparece
sob as combinações corretas de teclas e botões pressionados. Cada menu é dividido em
seções, separadas por uma linha horizontal. Algumas entradas de menu correspondem a modos que podem
ser alterado. Uma marca de seleção aparece ao lado de um modo que está ativo no momento. Selecionando um
desses modos alterna seu estado. Outras entradas de menu são comandos; selecionando um destes
executa a função indicada.

Todas as entradas do menu correspondem a X ações. Na lista abaixo, o rótulo do menu é
mostrado seguido pelo nome da ação entre parênteses.

a Principal Opções
A xterm menu principal aparece quando a tecla "control" e o botão do ponteiro um são pressionados em um
janela. Este menu contém itens que se aplicam às janelas VT102 e Tektronix.
Existem várias seções:

Comandos para gerenciar eventos X:

Toolbar
Clicar na entrada do menu “Barra de ferramentas” oculta a barra de ferramentas se estiver visível, e
mostra se não for.

Teclado seguro (securekbd)
A Seguro Teclado modo é útil ao digitar senhas ou outros
dados confidenciais em um ambiente inseguro; Vejo SEGURANÇA abaixo (mas leia o
limitações cuidadosamente).

Permitir SendEvents (allowends)
Especifica se os eventos de tecla e botão sintéticos são ou não gerados usando o
A solicitação SendEvent do protocolo X deve ser interpretada ou descartada. Isto
corresponde ao allowSendEvents recursos.

Janela de redesenho (redesenhar)
Força o X a ser redesenhado; útil em alguns ambientes.

Comandos para capturar a saída:

Registrar no arquivo (registro)
Captura o texto enviado para a tela em um arquivo de log, como no -l opção de registro.

Imprimir tudo imediatamente
Invoca o impressão imediata ação, enviando o texto da janela atual
diretamente para um arquivo, conforme especificado pelo printFileImediate,
printModeImediate e printOptsImediato Recursos.

Imprimir tudo em caso de erro
Invoca o impressão em erro ação, que alterna uma bandeira dizendo xterm que
se sair com um erro X, enviar o texto da janela atual diretamente
a um arquivo, conforme especificado pelo printFileXError, printModeXError e
printOptsXError Recursos.

Janela de impressão (imprimir)
Envia o texto da janela atual para o programa fornecido no
comando da impressora recursos.

Redirecionar para impressora (redirecionamento de impressão)
Isso define o PrinterControlMode para 0 ou 2. Você pode usar isso para transformar o
impressora ligada como se um aplicativo tivesse enviado a seqüência de controle apropriada.
Também é útil para desligar a impressora se um aplicativo a ativar
sem redefinir o modo de controle de impressão.

Modos para definir o estilo do teclado:

Controles de 8 bits (controle de 8 bits)
Habilitado para emulação VT220, controla se xterm irá enviar 8 bits
sequências de controle em vez de usar controles de 7 bits (ASCII), por exemplo, o envio de um
byte no intervalo 128-159 em vez do caractere de escape seguido por um
segundo byte. xtherm sempre interpreta sequências de controle de 8 e 7 bits
(veja o documento xtherm Controlo Seqüências) Isso corresponde ao
oitoBitControl recursos.

Tecla Backarrow (BS / DEL) (tecla Backarrow)
Modifica o comportamento da tecla backarrow, fazendo com que ela transmita um
backspace (8) ou excluir (127) caractere. Isso corresponde ao
tecla de seta para trás recursos.

Modificadores Alt / NumLock (num-lock)
Controla o tratamento dos modificadores das teclas Alt e NumLock. Isso corresponde
ao num Lock recursos.

Meta Sends Escape (meta-esc)
Controla se meta as chaves são convertidas em uma sequência de dois caracteres com
o próprio caractere precedido por ESC. Isso corresponde ao
metaSendsEscape recursos.

Excluir é DEL (delete-is-del)
Controla se a tecla Delete no teclado de edição deve enviar DEL (127)
ou a sequência de escape Remover estilo VT220. Isso corresponde ao
deleteIsDEL recursos.

Teclas de função antigas (oldFunctionKeys)

Teclas de função HP (hpFunctionKeys)

Teclas de função SCO (scoFunctionKeys)

Teclas de função Sun (sunFunctionKeys)

Teclado VT220 (sunKeyboard)
Eles atuam como um botão de opção, selecionando um estilo para o layout do teclado.
Corresponde a mais de uma configuração de recurso: solTeclado,
sunFunctionKeys, scoFunctionKeys e hpFunctionKeys.

Comandos para sinalização de processo:

Enviar sinal de STOP (suspender)

Enviar sinal CONT (continuar)

Enviar sinal INT (interrupção)

Enviar sinal HUP (desligar)

Enviar sinal TERM (encerrar)

Enviar Sinal de MATAR (matar)
Estes enviam os sinais SIGTSTP, SIGCONT, SIGINT, SIGHUP, SIGTERM e SIGKILL
respectivamente, para o grupo de processo do processo em execução sob xterm
(geralmente o shell). O PRÓXIMO CONTEÚDO função é especialmente útil se o usuário
acidentalmente digitou CTRL-Z, suspendendo o processo.

Sair (sair)
Pare de processar eventos X, exceto para apoiar o -segurar opção e, em seguida, envie uma
Sinal SIGHUP para o grupo de processo do processo em execução sob xterm
(geralmente o shell).

VT Opções
A vtMenu define vários modos na emulação VT102 e é exibido quando o "controle"
A tecla e o botão indicador dois são pressionados na janela do VT102.

Modos VT102 / VT220:

Habilitar barra de rolagem (barra de rolagem)
Habilite (ou desabilite) a barra de rolagem. Isso corresponde ao -sb opção e
do Barra de rolagem recursos.

Habilitar Jump Scroll (jumpscroll)
Habilite (ou desabilite) a rolagem de salto. Isso corresponde ao -j opção e
do jumpScroll recursos.

Ativar vídeo reverso (vídeo reverso)
Ative (ou desative) o vídeo reverso. Isso corresponde ao -rv opção e
do vídeo reverso recursos.

Ativar Auto Wraparound (autowrap)
Habilite (ou desabilite) o auto-wraparound. Isso corresponde ao -ah opção e
do autoWrap recursos.

Ativar reversão (reversão)
Habilite (ou desabilite) reversão. Isso corresponde ao -rw opção
e o reverso Wrap recursos.

Ativar alimentação de linha automática (alimentação automática)
Habilite (ou desabilite) o avanço de linha automático. Esta é a função VT102 NEL, que
faz com que o emulador emita um avanço de linha após cada retorno de carro. Há
nenhuma opção de linha de comando ou configuração de recurso correspondente.

Habilitar as Chaves do Cursor do Aplicativo (appcursor)
Habilite (ou desabilite) as teclas do cursor do aplicativo. Isso corresponde ao
appcursorPadrão recurso. Não há opção de linha de comando correspondente.

Habilitar teclado do aplicativo (appkeypad)
Habilite (ou desabilite) as teclas do teclado do aplicativo. Isso corresponde ao
appkeypadPadrão recurso. Não há opção de linha de comando correspondente.

Role para baixo ao pressionar a tecla (tecla de rolagem)
Ative (ou desative) a rolagem até a parte inferior da região de rolagem em um
pressione o botão. Isso corresponde ao -sk opção e tecla de rolagem recursos.

Como um caso especial, as teclas XON / XOFF (control / S e control / Q) são
ignorado.

Role para baixo na saída Tty (scrollttyoutput)
Ative (ou desative) a rolagem até a parte inferior da região de rolagem em
saída para o terminal. Isso corresponde ao -Sim opção e
scrollTtyOutput recursos.

Permitir troca de coluna 80/132 (allow132)
Ative (ou desative) a alternância entre 80 e 132 colunas. Isso corresponde
ao -132 opção e c132 recursos.

Manter seleção (keepSelection)
Dizer xterm se deve rejeitar a seleção quando para de destacá-la,
por exemplo, quando um aplicativo modifica a exibição para que não corresponda mais
o texto que foi destacado. Enquanto xterm continua a possuir o
seleção, ele pode fornecer o texto correspondente a outros clientes por meio de
cortar e colar. Isso corresponde ao mantenhaSeleção recurso. Não há
opção de linha de comando correspondente.

Selecione para a área de transferência (selecione para a área de transferência)
Dizer xterm se deve usar o PRIMARY ou CLIPBOARD para tokens SELECT no
traduções recurso que mapeia as ações do teclado e do mouse para selecionar / colar
ações. Isso corresponde ao selectToClipboard recurso. Não há
opção de linha de comando correspondente.

Ativar Visual Bell (visualbell)
Ative (ou desative) a campainha visível (ou seja, piscando) em vez de uma campainha audível
Sino. Isso corresponde ao -vb opção e campainha visual recursos.

Habilitar Bell Urgency (bellIsUrgent)
Habilite (ou desabilite) a dica do gerenciador de janela de urgência quando Control-G for recebido.
Isso corresponde ao campainha é urgente recursos.

Ativar Pop on Bell (poponbell)
Habilite (ou desabilite) o aumento da janela quando Control-G for recebido. Isto
corresponde ao -pop opção e popOnBell recursos.

Habilitar Cursor Piscando (cursorblink)
Habilite (ou desabilite) o recurso de cursor intermitente. Isso corresponde ao
-bc opção e cursorPisca recurso. Também há uma sequência de escape
(veja o documento xtherm Controlo Seqüências) A entrada do menu e o escape
os estados da sequência são XOR: se ambos estiverem habilitados, o cursor não piscará,
se apenas um estiver habilitado, o cursor piscará.

Habilitar troca de tela alternativa (titeInhibit)
Ative (ou desative) a alternância entre as telas normal e alternativa.
Isso corresponde ao titeInibir recurso. Não há correspondência
opção de linha de comando.

Habilitar ícone ativo (activeicon)
Habilite (ou desabilite) o recurso de ícone ativo. Isso corresponde ao -ai
opção e ícone ativo recursos.

Rolagem Sixel (Rolagem Sixel)
Quando habilitado, seis gráficos são posicionados no cursor de texto atual
localização, role a imagem verticalmente se for maior que a tela e deixe
o cursor de texto no início da próxima linha completa após a imagem quando
retornando ao modo de texto (este é o padrão). Quando desativado, os gráficos de sixel
são posicionados no canto superior esquerdo da tela, são cortados para caber no
tela e não afetam a localização do cursor de texto. Isso corresponde ao
SixelRolagem recurso. Não há opção de linha de comando correspondente.

Registros de cores privados (privateColorRegisters)
Quando ativado, cada imagem gráfica usa um conjunto separado de registros de cores, então
que essencialmente tem uma paleta privada (este é o padrão). Se for
não definido, todas as imagens gráficas compartilham um conjunto comum de registros que é como
Os gráficos sixel e ReGIS funcionaram em hardware real. O padrão é provavelmente um
modo mais útil em hardware TrueColor moderno. Isso corresponde ao
privateColorRegisters recurso. Não há linha de comando correspondente
opção.

Comandos VT102 / VT220:

Faça uma reinicialização suave (softreset)
Redefina as regiões de rolagem. Isso pode ser conveniente quando algum programa deixou o
regiões de rolagem definidas incorretamente (geralmente um problema ao usar VMS ou TOPS-20).
Isso corresponde à sequência de controle VT220 DECSTR.

Faça uma reinicialização completa (hardreset)
A entrada de redefinição total irá limpar a tela, redefinir as guias a cada oito
colunas e redefinir os modos de terminal (como quebra automática e rolagem suave) para
seus estados iniciais logo após xterm terminou de processar o comando
opções de linha. Isso corresponde à sequência de controle VT102 RIS, com um
poucas diferenças óbvias. Por exemplo, sua sessão não é desconectada como um
VT102 real faria.

Redefinir e limpar as linhas salvas (limpar as linhas salvas)
Execute uma reinicialização completa e também limpe as linhas salvas.

Comandos para definir a tela atual:

Mostrar janela Tek (tekshow)
Quando ativado, abre a janela Tektronix 4014 (torna-a visível). Quando
desativado, oculta a janela Tektronix 4014.

Mudar para o modo Tek (tekmode)
Quando ativado, abre a janela Tektronix 4014 se ainda não estiver
visível e muda o fluxo de entrada para essa janela. Quando desativado, esconde
a janela Tektronix 4014 e muda a entrada de volta para a janela VTxxx.

Ocultar janela VT (vthide)
Quando habilitado, oculta a janela VTxxx, mostra a janela Tektronix 4014 se
já não estava visível e muda o fluxo de entrada para essa janela. Quando
desativado, mostra a janela VTxxx e muda o fluxo de entrada para aquele
janela.

Mostrar tela alternativa (altscreen)
Quando ativado, mostra a tela alternativa. Quando desativado, mostra o normal
tela. Observe que a tela normal pode ter linhas salvas; o alternativo
a tela não.

VT Fontes
A fontMenu aparece quando a tecla "control" e o botão três do ponteiro são pressionados em um
janela. Ele define a fonte usada na janela VT102 ou modifica a forma como a fonte é
especificado ou exibido. Existem várias seções.

A primeira seção permite que você selecione a fonte a partir de um conjunto de alternativas:

Padrão (fontdefault)
Defina a fonte para o padrão, ou seja, aquele fornecido pelo * VT100.font recursos.

Ilegível (fonte1)
Defina a fonte para aquela fornecida pelo * VT100.font1 recursos.

Tiny (fonte 2)
Defina a fonte para aquela fornecida pelo * VT100.font2 recursos.

Pequeno (fonte 3)
Defina a fonte para aquela fornecida pelo * VT100.font3 recursos.

Médio (fonte 4)
Defina a fonte para aquela fornecida pelo * VT100.font4 recursos.

Grande (fonte 5)
Defina a fonte para aquela fornecida pelo * VT100.font5 recursos.

Enorme (fonte 6)
Defina a fonte para aquela fornecida pelo * VT100.font6 recursos.

Sequência de fuga
Isto permite-lhe definir a última fonte especificada pelo escape Definir Fonte
sequência (ver o documento xtherm Controlo Seqüências).

Seleção (fontsel)
Isto permite-lhe definir o tipo de letra especificado a selecção actual como um tipo de letra
nome (se a seleção PRIMÁRIA for possuída).

A segunda seção permite que você modifique a forma como ela é exibida:

Fontes em negrito
Isso normalmente é verificado (habilitado). Quando desmarcado, xterm não vai usar negrito
fontes. A configuração corresponde ao allowBoldFonts recursos.

Caracteres de desenho de linha (desenho linear de fonte)
Quando definido, diz xterm para desenhar seus próprios caracteres de desenho de linha. Caso contrário isto
depende da fonte que os contém. Compare com o forceBoxChars recursos.

Fonte compactada (compactada)
Quando definido, diz xterm usar a largura de glifo mínima de uma fonte quando
exibindo personagens. Use a largura máxima (desmarcada) para ajudar a exibir
fontes proporcionais. Compare com o forcePackedFont recursos.

Caracteres de tamanho duplo (tamanho duplo da fonte)
Quando definido, xterm pode pedir ao servidor de fontes para produzir versões em escala do
fonte normal, para caracteres VT102 de tamanho duplo.

A terceira seção permite que você modifique a maneira como é especificado:

Fontes TrueType (fonte de renderização)
Se o renderFont e os recursos correspondentes foram definidos, este é mais um
controlar se xterm irá realmente usar as chamadas da biblioteca Xft para obter um
Fonte.

Codificação UTF-8 (modo utf8)
Isso controla se xterm usa codificação UTF-8 de entrada / saída. Isto é
útil para mudar temporariamente xterm para exibir texto de um aplicativo
que não segue as configurações locais. Corresponde ao utf8
recursos.

Fontes UTF-8 (fontes utf8)
Isso controla se xterm usa fontes UTF-8 para exibição. É útil para
trocando temporariamente xterm para exibir texto de um aplicativo que faz
não seguir as configurações de localidade. Combina o utf8 e utf8Fonts
Recursos.

Títulos UTF-8 (títulos utf8)
Isso controla se xterm aceita codificação UTF-8 para controle de título
sequências. Corresponde ao utf8Fonts recursos.

Inicialmente, a marca de seleção é definida de acordo com os utf8 e utf8Fonts
valores de recursos. Se o último for definido como "sempre", a marca de seleção é
Desativado. Da mesma forma, se não houver fontes fornecidas no utf8Fonts
sub-recursos, a marca de seleção também será desativada.

A norma XTerm arquivo app-defaults define os dois conjuntos de fontes, enquanto o
Termo UX O arquivo app-defaults define apenas um conjunto. Supondo que o aplicativo padrão-
arquivos padrão, este comando irá lançar xterm capaz de alternar entre UTF-8
e fontes com codificação ISO-8859-1:

uxterm -class XTerm

A quarta seção permite que você habilite ou desabilite operações especiais que podem ser
controlada pela gravação de sequências de escape no terminal. Estes são desativados se o
O recurso SendEvents está ativado:

Permitir Color Ops (allow-font-ops)
Isso corresponde ao allowColorOps recurso. Ativar ou desativar o controle
sequências que definem / consultam as cores.

Permitir Font Ops (allow-font-ops)
Isso corresponde ao allowFontOps recurso. Ativar ou desativar o controle
sequências que definem / consultam a fonte.

Permitir operações de Tcap (allow-tcap-ops)
Habilite ou desabilite as sequências de controle que questionam a noção do terminal de seu
strings de tecla de função, como recursos de termcap ou terminfo. Isso corresponde
ao allowTcapOps recursos.

Permitir operações de título (permitir operações de título)
Ative ou desative as sequências de controle que modificam o título ou ícone da janela
nome. Isso corresponde ao allowTitleOps recursos.

Permitir Window Ops (allow-window-ops)
Ative ou desative as sequências de controle de janela estendidas (conforme usado no dtterm).
Isso corresponde ao allowWindowOps recursos.

TEK Opções
A tekMenu define vários modos na emulação Tektronix, e é exibido quando o
A tecla “control” e o botão indicador dois são pressionados na janela Tektronix. O actual
o tamanho da fonte é verificado na seção de modos do menu.

Caracteres grandes (tektextlarge)

Nº 2 caracteres de tamanho (tektext2)

Nº 3 caracteres de tamanho (tektext3)

Caracteres pequenos (tektextsmall)

comandos:

PAGE (tekpage)
Limpe a janela Tektronix.

REINICIAR (tekreset)

CÓPIA (tekcopy)

Windows:

Mostrar janela VT (vtshow)

Mudar para o modo VT (vtmode)

Ocultar janela Tek (tekhide)

SEGURANÇA


Os ambientes X diferem em sua consciência de segurança.

· A maioria dos servidores, executado em xdm, são capazes de usar uma autorização de “cookie mágico”
esquema que pode fornecer um nível razoável de segurança para muitas pessoas. Se seu
servidor está usando apenas um mecanismo baseado em host para controlar o acesso ao servidor (veja
xhost(1)), então, se você habilitar o acesso para um host e outros usuários também terão permissão para
executar clientes no mesmo host, é possível que alguém execute um aplicativo
que usa os serviços básicos do protocolo X para espionar suas atividades,
potencialmente capturando uma transcrição de tudo que você digita no teclado.

· Qualquer processo que tenha acesso ao seu display X pode manipulá-lo de maneiras que você
pode não antecipar, até mesmo redirecionando seu teclado para si mesmo e enviando eventos para
janelas do seu aplicativo. Isso é verdade mesmo com a autorização de “cookie mágico”
esquema. Enquanto o allowSendEvents fornece alguma proteção contra aplicativos invasores
adulterar seus programas, proteger contra um espião é mais difícil.

· A extensão de entrada X, por exemplo, permite que um aplicativo ignore todos os outros
autorização (limitada) e recursos de segurança, incluindo o protocolo GrabKeyboard.

· A possibilidade de um aplicativo espionar suas teclas é uma preocupação especial
quando você deseja digitar uma senha ou outros dados confidenciais. A melhor solução para
esse problema é usar um mecanismo de autorização melhor do que o fornecido por X.

Sujeito a todas essas advertências, existe um mecanismo simples para proteger a entrada do teclado
in xterm.

A xterm menu (ver MENUS acima) contém um Seguro Teclado entrada que, quando ativada,
tenta garantir que todas as entradas do teclado sejam direcionadas para xterm (usando o
Solicitação de protocolo GrabKeyboard). Quando um aplicativo solicita uma senha (ou outro
dados confidenciais), você pode habilitar Seguro Teclado usando o menu, digite os dados e, em seguida,
desabiltar Seguro Teclado usando o menu novamente.

· Isso garante que você saiba qual janela está aceitando suas teclas.

· Ele não pode garantir que não haja processos que tenham acesso ao seu monitor X que
pode estar observando os pressionamentos de tecla também.

Apenas um cliente X por vez pode pegar o teclado, então, quando você tentar habilitar Seguro
Teclado pode falhar. Nesse caso, a campainha soará. Se o Seguro Teclado
for bem-sucedido, as cores do primeiro plano e do plano de fundo serão trocadas (como se você selecionasse o
Reverter Vídeo entrada no Modos cardápio); eles serão trocados novamente quando você sair seguro
modo. Se as cores fazem não mudar, então você deveria ser muito suspeito que você está sendo
falsificado. Se o aplicativo que você está executando exibir um prompt antes de solicitar o
senha, é mais seguro entrar no modo seguro antes o prompt é exibido, e para fazer
certifique-se de que o prompt seja exibido corretamente (nas novas cores), para minimizar o
probabilidade de falsificação. Você também pode abrir o menu novamente e certificar-se de que uma verificação
a marca aparece ao lado da entrada.

Seguro Teclado modo será desativado automaticamente se o seu xterm janela torna-se iconificada
(ou de outra forma não mapeado), ou se você iniciar um gerenciador de janelas de reparação (que coloca um
barra de título ou outra decoração ao redor da janela) enquanto em Seguro Teclado modo. (Isto é
um recurso do protocolo X que não é facilmente superado.) Quando isso acontece, o primeiro plano e
as cores de fundo serão alteradas de volta e a campainha soará como um aviso.

CARÁCTER CLASSES


Clicar no botão esquerdo do ponteiro duas vezes em rápida sucessão (clicar duas vezes) faz com que todos
caracteres da mesma classe (por exemplo, letras, espaço em branco, pontuação) a serem selecionados como um
"palavra". Uma vez que pessoas diferentes têm preferências diferentes sobre o que deve ser selecionado
(por exemplo, se os nomes dos arquivos forem selecionados como um todo ou apenas os subnomes separados), o
o mapeamento padrão pode ser substituído por meio do uso do charClass (classe CharClass)
recursos.

Este recurso é uma série de alcance:valor pares. O alcance é um
número único ou baixo-Alto no intervalo de 0 a 65535, correspondendo ao código para o
caractere ou caracteres a serem definidos. O valor é arbitrário, embora a tabela padrão
usa o número do primeiro caractere que ocorre no conjunto. Quando não estiver em UTF-8
modo, apenas os primeiros 256 bytes desta tabela serão usados.

A tabela padrão começa da seguinte maneira -

static int charClass [256] = {
/ ∗ NUL SOH STX ETX EOT ENQ ACK BEL * /
32, 1, 1, 1, 1, 1, 1, 1,
/ ∗ BS HT NL VT NP CR SO SI * /
1, 32, 1, 1, 1, 1, 1, 1,
/ ∗ DLE DC1 DC2 DC3 DC4 NAK SYN ETB * /
1, 1, 1, 1, 1, 1, 1, 1,
/ ∗ PODE EM SUB ESC FS GS RS US * /
1, 1, 1, 1, 1, 1, 1, 1,
/ ∗ SP! "# $% & '* /
32, 33, 34, 35, 36, 37, 38, 39,
/ ∗ () * +, -. / * /
40, 41, 42, 43, 44, 45, 46, 47,
/ ∗ 0 1 2 3 4 5 6 7 * /
48, 48, 48, 48, 48, 48, 48, 48,
/ ∗ 8 9:; <=>? * /
48, 48, 58, 59, 60, 61, 62, 63,
/ ∗ @ ABCDEFG * /
64, 48, 48, 48, 48, 48, 48, 48,
/ ∗ HIJKLMNO * /
48, 48, 48, 48, 48, 48, 48, 48,
/ ∗ PQRSTUVW * /
48, 48, 48, 48, 48, 48, 48, 48,
/ ∗ XYZ [\] ^ _ * /
48, 48, 48, 91, 92, 93, 94, 48,
/ ∗ `abcdefg * /
96, 48, 48, 48, 48, 48, 48, 48,
/ ∗ hijklmno * /
48, 48, 48, 48, 48, 48, 48, 48,
/ ∗ pqrstuvw * /
48, 48, 48, 48, 48, 48, 48, 48,
/ ∗ xyz {| } ~ DEL * /
48, 48, 48, 123, 124, 125, 126, 1,
/ ∗ x80 x81 x82 x83 IND NEL SSA ESA * /
1, 1, 1, 1, 1, 1, 1, 1,
/ ∗ HTS HTJ VTS PLD PLU RI SS2 SS3 * /
1, 1, 1, 1, 1, 1, 1, 1,
/ ∗ DCS PU1 PU2 STS CCH MW SPA EPA * /
1, 1, 1, 1, 1, 1, 1, 1,
/ ∗ x98 x99 x9A CSI ST OSC PM APC * /
1, 1, 1, 1, 1, 1, 1, 1,
/ ∗ - ic / L ox Y- | Assim */
160, 161, 162, 163, 164, 165, 166, 167,
/ ∗ .. c0 ip << _ R0 - * /
168, 169, 170, 171, 172, 173, 174, 175,
/ ∗ o + - 2 3 'uq | . * /
176, 177, 178, 179, 180, 181, 182, 183,
/ ∗, 1 2 >> 1/4 1/2 3/4? * /
184, 185, 186, 187, 188, 189, 190, 191,
/ ∗ A` A 'A ^ A ~ A: Ao AE C, * /
48, 48, 48, 48, 48, 48, 48, 48,
/ ∗ E` E 'E ^ E: I` I' I ^ I: * /
48, 48, 48, 48, 48, 48, 48, 48,
/ ∗ D- N ~ O` O 'O ^ O ~ O: X * /
48, 48, 48, 48, 48, 48, 48, 215,
/ ∗ O / U` U 'U ^ U: Y' PB * /
48, 48, 48, 48, 48, 48, 48, 48,
/ ∗ a` a 'a ^ a ~ a: ao ae c, * /
48, 48, 48, 48, 48, 48, 48, 48,
/ ∗ e` e 'e ^ e: i` i' i ^ i: * /
48, 48, 48, 48, 48, 48, 48, 48,
/ ∗ dn ~ o` o 'o ^ o ~ o: -: * /
48, 48, 48, 48, 48, 48, 48, 247,
/ ∗ o / u` u 'u ^ u: y' P y: * /
48, 48, 48, 48, 48, 48, 48, 48};

Por exemplo, a string “33: 48,37: 48,45-47: 48,38: 48” indica que a exclamação
os caracteres marca, sinal de porcentagem, traço, ponto, barra e e comercial devem ser tratados
da mesma forma que caracteres e números. Isso é útil para cortar e colar
endereços de correio eletrônico e nomes de arquivos.

KEY LIGAÇÕES


É possível religar chaves (ou sequências de chaves) a strings arbitrárias para entrada, por
alterando a traduções recursos para os widgets vt100 ou tek4014. Alterando a
traduções recurso para eventos diferentes de eventos de tecla e botão não é esperado, e
irá causar um comportamento imprevisível.

Opções
As seguintes ações são fornecidas para uso dentro do vt100 or tek4014 traduções
Recursos:

allow-color-ops (ligar / desligar / alternar)
Esta ação define, desativa ou alterna o allowColorOps recurso e também é invocado
pelo permitir ops de cores entrada em fontMenu.

allow-font-ops (ligar / desligar / alternar)
Esta ação define, desativa ou alterna o allowFontOps recurso e também é invocado
pelo permitir-fonte-ops entrada em fontMenu.

allow-send-events (ligar / desligar / alternar)
Esta ação define, desativa ou alterna o allowSendEvents recurso e também é
invocado pelo allowends entrada em menu principal.

allow-tcap-ops (ligar / desligar / alternar)
Esta ação define, desativa ou alterna o allowTcapOps recurso e também é invocado
pelo permitir-tcap-ops entrada em fontMenu.

allow-title-ops (ligar / desligar / alternar)
Esta ação define, desativa ou alterna o allowTitleOps recurso e também é invocado
pelo permitir-título-ops entrada em fontMenu.

allow-window-ops (ligar / desligar / alternar)
Esta ação define, desativa ou alterna o allowWindowOps recurso e também é
invocado pelo permitir-janela-ops entrada em fontMenu.

alt-send-escape ()
Esta ação alterna o estado do altSendsEscape recursos.

Sino([por cento])
Esta ação toca a campainha do teclado na porcentagem especificada acima ou abaixo do
volume de base.

limpar linhas salvas ()
Esta ação faz hard-reset () (veja abaixo) e também limpa o histórico de linhas
salvo na parte superior da tela. Também é invocado a partir do limpar linhas salvas
entrada em vtMenu. O efeito é idêntico a um controle de redefinição de hardware (RIS)
seqüência.

cópia-seleção (nome de destino [, ...])
Esta ação coloca o texto atualmente selecionado em todas as seleções ou
cutbuffers especificados por nome de destino. Ao contrário fim de seleção, não envia um mouse
posição ou modifique o estado de seleção interna.

menu de criação (m / v / f / t)
Esta ação cria um dos menus usados ​​por xterm, se não tiver sido anteriormente
criado. Os valores dos parâmetros são os nomes dos menus: menu principal, vtMenu, fontMenu,
tekMenu, Respectivamente.

dabbrev-expand ()
Expande a palavra antes do cursor pesquisando o texto anterior na tela
e no buffer de rolagem para palavras que começam com essa abreviatura. recorrente
dabbrev-expand () várias vezes em sequência procura uma expansão alternativa
olhando mais para trás. A falta de mais correspondências é sinalizada por um bip(). Tentativas
para expandir uma palavra vazia (ou seja, quando o cursor é precedido por um espaço) rendimento
sucessivamente todas as palavras anteriores. Expansões idênticas consecutivas são ignoradas.
A palavra aqui é definida como uma sequência de caracteres sem espaço em branco. Este recurso
emula parcialmente o comportamento de expansão de "abreviatura dinâmica" no Emacs
(ligado lá para M- /). Aqui está uma configuração de recursos para xterm que fará o mesmo
coisa:

Traduções * VT100 *: #override \ n \
Meta /: dabbrev-expand ()

deiconify ()
Altera o estado da janela de volta ao normal, se tiver sido iconificado.

delete-is-del ()
Esta ação alterna o estado do deleteIsDEL recursos.

botão dired ()
Lida com um evento de botão (diferente de pressionar e soltar), ecoando o evento
posição (ou seja, linha de caractere e coluna) no seguinte formato:

^ X ESC G

exec-formatado (formato, nome da fonte [, ...])
Execute um comando externo, usando a seleção atual para parte do comando
parâmetros. O primeiro parâmetro, formato dá o comando básico. Sucesso
parâmetros especificam a fonte de seleção como em inserir seleção.

A formato parâmetro permite essas substituições:

%% insere um "%".

% P a posição da tela no início da região destacada, como um
par de inteiros separados por ponto e vírgula usando os valores que o CUP controla
sequência usaria.

% p a posição da tela após o início da região destacada, usando o
mesma convenção que “% P”.

% S o comprimento da string que “% s” iria inserir.

% s o conteúdo da seleção, não modificado.

% T o comprimento da string que “% t” iria inserir.

% t a seleção, cortada de espaços em branco à esquerda / à direita. Espaços embutidos (e
newlines) são copiados como estão.

% R o comprimento da string que “% r” iria inserir.

% r a seleção, cortada de espaços em branco à direita.

% V os atributos de vídeo no início da região destacada, como um
lista de inteiros separados por ponto e vírgula usando os valores que o SGR controla
sequência usaria.

% v os atributos de vídeo após o final da região destacada, usando o mesmo
convenção como “% V”.

Depois de construir a string de comando, xterm bifurca um subprocesso e executa o
comando, que é concluído independentemente de xterm.

Por exemplo, esta tradução invocaria um novo xterm processo para visualizar um arquivo
cujo nome é selecionado enquanto mantém a tecla shift pressionada. O novo processo é
iniciado quando o botão do mouse é liberado:

Traduções * VT100 *: #override Shift \
: exec-formatted ("xterm -e view '% t'", SELECT)

exec-selecionável (formato, em cliques)
Execute um comando externo, usando dados copiados da tela para parte do
parâmetros do comando. O primeiro parâmetro, formato dá o comando básico como em
exec-formatado. O segundo parâmetro especifica o método para copiar os dados como
no em cliques recursos.

tela cheia(ligar / desligar / alternar)
Esta ação define, desativa ou alterna o fullscreen recursos.

iconificar ()
Iconifica a janela.

hard-reset ()
Esta ação redefine a região de rolagem, guias, tamanho da janela e teclas do cursor e
limpa a tela. Também é invocado a partir do reinicialização forçada entrada em vtMenu.

ignorar()
Esta ação ignora o evento, mas verifica se há escape especial da posição do ponteiro
sequências.

inserir()
Esta ação insere o caractere ou string associado à chave que foi
pressionado.

inserir oito bits ()
Esta ação insere uma versão de oito bits (Meta) do caractere ou string
associado à tecla pressionada. Apenas valores de byte único são tratados
especialmente. A ação exata depende do valor do altSendsEscape e o
metaSendsEscape e o oitoBitInput Recursos. O metaSendsEscape recurso é
testado primeiro. Veja o oitoBitInput recurso para uma discussão completa.

O termo "oito bits" é enganoso: xterm verifica se a chave está no intervalo de 128 a
255 (o oitavo bit é definido). Se o valor estiver nessa faixa, dependendo do
valores de recursos, xterm pode então fazer um dos seguintes:

· Adicionar 128 ao valor, definindo seu oitavo bit,

· Enviar um byte ESC antes da chave, ou

· Enviar a chave inalterada.

inserir formatado (formato, nome da fonte [, ...])
Insira a seleção atual ou os dados relacionados a ela formatados. O primeiro
parâmetro, formato dá o modelo para os dados como em exec-formatado.
Os parâmetros de sucesso especificam a fonte de seleção como em inserir seleção.

selecionável por inserção (formato, em cliques)
Insira os dados copiados da tela, formatados. O primeiro parâmetro, formato
o modelo para os dados como em exec-formatado. O segundo parâmetro especifica
o método para copiar os dados como no em cliques recursos.

inserir seleção (nome da fonte [, ...])
Esta ação insere a string encontrada na seleção ou cutbuffer indicada por
nome da fonte. As fontes são verificadas na ordem fornecida (o caso é significativo) até
um é encontrado. As seleções comumente usadas incluem: PRIMÁRIA, SECUNDÁRIOe
PRANCHETA. Os buffers de corte são normalmente nomeados CUT_BUFFER0 através CUT_BUFFER7.

inserir sete bits ()
Esta ação é sinônimo de inserir(). O termo "sete bits" é enganoso:
apenas implica que xterm não tenta adicionar 128 ao valor da chave como em inserir-
oito bits ().

interpretar(seqüência de controle)
Interprete a sequência de controle fornecida localmente, ou seja, sem passá-la para o
hospedeiro. Isso funciona inserindo a sequência de controle na frente da entrada
amortecedor. Use “\” para escapar dos dígitos octais na string. Xt não permite que você
coloque um caractere nulo (ou seja, “\ 000”) na string.

mapa de teclado (nome)
Esta ação define dinamicamente uma nova tabela de tradução cujo nome de recurso é
nome com o sufixo Mapa-chave (o caso é significativo). O nome nenhum restaura o
tabela de tradução original.

large-vt-font ()
Defina a fonte para a próxima maior, com base nas dimensões da fonte. Veja também conjunto-
vt-font ().

load-vt-fonts (nome[,classe])
Carregar nomes de fonte a partir do nome e classe de sub-recurso fornecidos. Ou seja, carregue o
“* VT100.nome.font ”, recurso como“ * VT100.font ”etc. Se nenhum nome for fornecido, o
o conjunto original de nomes de fontes é restaurado.

Ao contrário set-vt-font (), isso não afeta as fontes de escape e de seleção, uma vez que
aqueles não são baseados em valores de recursos. Afeta as fontes vagamente
organizado na entrada de menu "Padrão", incluindo fonte, negrito, fonte larga e
wideBoldFont.

maximizar()
Redimensiona a janela para preencher a tela.

meta-send-escape ()
Esta ação alterna o estado do metaSendsEscape recursos.

menu popup(nome do menu)
Esta ação exibe o menu pop-up especificado. Nomes válidos (maiúsculas e minúsculas)
incluem: menu principal, vtMenu, fontMenue tekMenu.

imprimir(sinalizadores de impressora)
Esta ação imprime a janela. Também é invocado pelo impressão entrada em menu principal.

A ação aceita parâmetros opcionais, que substituem temporariamente o recurso
definições. Os valores dos parâmetros são combinados, ignorando maiúsculas e minúsculas:

noFormFeed
nenhuma alimentação de formulário será enviada no final da última linha impressa (ou seja,
PrinterFormFeed é `` falso '').

FormFeed
uma alimentação de formulário será enviada no final da última linha impressa (ou seja,
PrinterFormFeed é `` verdadeiro '').

noNewLine
nenhuma nova linha será enviada no final da última linha impressa e embalada
as linhas serão combinadas em linhas longas (ou seja, impressoraNovaLinha é `` falso '').

Nova linha
uma nova linha será enviada no final da última linha impressa, e cada linha
será limitado (adicionando uma nova linha) à largura da tela (ou seja,
impressoraNovaLinha é `` verdadeiro '').

noAttrs
a página é impressa sem atributos (ou seja, imprimirAtributos é `` 0 '').

monoAttrs
a página é impressa com atributos monocromáticos (vt220) (ou seja, imprimirAtributos
é `` 1 '').

colorAttrs
a página é impressa com atributos de cor ANSI (ou seja, imprimirAtributos is
`` 2 '').

imprimir tudo (sinalizadores de impressora)
Esta ação envia todo o histórico do texto, além do texto atual
visível, para o programa dado no comando da impressora recurso. Permite o mesmo
parâmetros opcionais como o impressão açao. Com um comando de impressora adequado, o
ação pode ser usada para carregar o histórico de texto em um editor.

print-imediato ()
Envia o texto da janela atual diretamente para um arquivo, conforme especificado pelo
printFileImediate, printModeImediate e printOptsImediato Recursos.

print-on-error ()
Alterna uma bandeira contando xterm que se sair com um erro X, enviar o texto de
a janela atual diretamente para um arquivo, conforme especificado pelo printFileXError,
printModeXError e printOptsXError Recursos.

print-redir ()
Esta ação alterna o PrinterControlMode entre 0 e 2. O correspondente
a entrada do menu pop-up é útil para desligar a impressora se acontecer de você mudar
sua mente depois de decidir imprimir arquivos binários aleatórios no terminal.

Sair() Esta ação envia um SIGHUP para o subprograma e sai. Também é invocado pelo
desistir entrada em menu principal.

botão readline ()
Suporta o recurso opcional de linha de leitura ecoando o cursor repetido para a frente ou
retroceder sequências de controle no evento de liberação do botão, para solicitar que o host
o aplicativo atualiza sua noção da posição do cursor para coincidir com o evento do botão.

redesenhar()
Esta ação redesenha a janela. Também é invocado pelo redesenhar entrada em
menu principal.

restaurar()
Restaura a janela para o tamanho anterior à última maximização.

retroceder(contar [,unidades [,mouse] ])
Esta ação rola a janela de texto para trás de forma que o texto que tinha anteriormente
rolado para fora da parte superior da tela agora está visível.

A contar argumento indica o número de unidades (que pode ser página, meia página,
pixelsou linha) para rolar.

Um ajuste pode ser especificado para esses valores anexando um sinal “+” ou “-”
seguido por um número, por exemplo, A página 2 para especificar 2 linhas a menos que uma página.

Se o terceiro parâmetro mouse é fornecido, a ação é ignorada quando o mouse reporta
está ativado.

scroll-forw (contar [,unidades [,mouse] ])
Esta ação é semelhante a retroceder exceto que ele rola no outro
direção.

seguro()
Esta ação alterna o Seguro Teclado modo descrito na seção chamada
SEGURANÇA, e é invocado do Securekbd entrada em menu principal.

scroll-lock (ligar / desligar / alternar)
Esta ação define, desativa ou alterna o estado interno que informa xterm se
Scroll Lock está ativo, sujeito ao permitirScrollLock recursos.

select-cursor-end (nome de destino [, ...])
Esta ação é semelhante a fim de seleção exceto que deve ser usado com selecionar
início do cursor.

select-cursor-extend ()
Esta ação é semelhante a selecionar-estender exceto que deve ser usado com selecionar
início do cursor.

select-cursor-start ()
Esta ação é semelhante a selecionar-iniciar exceto que começa a seleção no
posição atual do cursor do texto.

select-end (nome de destino [, ...])
Esta ação coloca o texto atualmente selecionado em todas as seleções ou
cutbuffers especificados por nome de destino. Ele também envia uma posição do mouse e atualiza o
estado de seleção interna para refletir o final do processo de seleção.

select-extend ()
Esta ação rastreia o ponteiro e estende a seleção. Só deve ser encadernado
para eventos de movimento.

selecionar definir ()
Esta ação armazena o texto que corresponde à seleção atual, sem
afetando o modo de seleção.

select-start ()
Esta ação inicia a seleção do texto na localização atual do ponteiro. Veja o
seção sobre PONTO USO para obter informações sobre como fazer seleções.

enviar sinal (nome de assinatura)
Esta ação envia o sinal nomeado por nome de assinatura ao xterm subprocesso (o shell
ou programa especificado com o -e opção de linha de comando). Também é invocado pelo
suspender, continuar, interromper, desligar, terminare matar entradas em menu principal.
Os nomes de sinais permitidos são (maiúsculas e minúsculas não são significativas): tstp (se apoiado pelo
sistema operacional), suspender (igual a tstp), conta (se apoiado pela operação
sistema), int, fazer correr, prazo, desistir, tudo bem, alarme (igual a tudo bem) e matar.

set-8-bit-control (ligar / desligar / alternar)
Esta ação define, desativa ou alterna o oitoBitControl recurso. Isso é também
invocado de Controle de 8 bits entrada em vtMenu.

set-allow132 (ligar / desligar / alternar)
Esta ação define, desativa ou alterna o c132 recurso. Também é invocado de
do permitir 132 entrada em vtMenu.

set-altscreen (ligar / desligar / alternar)
Esta ação configura, desabilita ou alterna entre as telas alternativas e atuais.

set-appcursor (ligar / desligar / alternar)
Esta ação define, desativa ou alterna o modo de manipulação da chave do cursor do aplicativo e
também é invocado pelo appcursor entrada em vtMenu.

set-appkeypad (ligar / desligar / alternar)
Esta ação define, desativa ou alterna o manuseio do modo do teclado do aplicativo e é
também invocado pelo teclado de aplicativo entrada em vtMenu.

set-autolinefeed (ligar / desligar / alternar)
Esta ação configura, desabilita ou alterna a inserção automática de avanços de linha. Isso é também
invocado pelo alimentação automática entrada em vtMenu.

set-autowrap (ligar / desligar / alternar)
Esta ação ativa, desativa ou ativa a quebra automática de linhas longas. Isso é também
invocado pelo autowrap entrada em vtMenu.

set-backarrow (ligar / desligar / alternar)
Esta ação define, desativa ou alterna o tecla de seta para trás recurso. Também é invocado
de seta para trás chave entrada em vtMenu.

set-bellIsUrgent (ligar / desligar / alternar)
Esta ação define, desativa ou alterna o campainha é urgente recurso. Também é invocado
pelo campainha é urgente entrada em vtMenu.

set-cursorblink (ligar / desligar / alternar)
Esta ação define, desativa ou alterna o cursorPisca recurso. Também é invocado
de piscar de cursor entrada em vtMenu.

set-cursesemul (ligar / desligar / alternar)
Esta ação define, desativa ou alterna o maldições recurso. Também é invocado de
do amaldiçoar entrada em vtMenu.

set-font-doublesize (ligar / desligar / alternar)
Esta ação define, desativa ou alterna o fontDoublesize recurso. Isso é também
invocado pelo font-doublesize entrada em fontMenu.

set-hp-function-keys (ligar / desligar / alternar)
Esta ação define, desativa ou alterna o hpFunctionKeys recurso. Isso é também
invocado pelo hpFunctionKeys entrada em menu principal.

set-jumpscroll (ligar / desligar / alternar)
Esta ação define, desativa ou alterna o salto de rolagem recurso. Também é invocado
pelo salto de rolagem entrada em vtMenu.

set-font-linedrawing (ligar / desligar / alternar)
Esta ação define, desativa ou alterna o xtermestado sobre se o
a fonte atual tem caracteres de desenho de linha e se deve desenhá-los diretamente.
Também é invocado pelo desenho de fonte alinhado entrada em fontMenu.

set-font -pack (ligar / desligar / alternar)
Esta ação define, desativa ou alterna o forcePackedFontrecurso que controla
uso da largura mínima ou máxima do glifo da fonte. Também é invocado pelo Fonte-
embalado entrada em fontMenu.

set-keep-clipboard (ligar / desligar / alternar)
Esta ação define, desativa ou alterna o manterÁrea de transferência recursos.

definir-manter-seleção (ligar / desligar / alternar)
Esta ação define, desativa ou alterna o mantenhaSeleção recurso. Isso é também
invocado pelo mantenhaSeleção entrada em vtMenu.

set-logging (ligar / desligar / alternar)
Esta ação configura, desabilita ou alterna o estado da opção de registro.

set-old-function-keys (ligar / desligar / alternar)
Esta ação configura, desabilita ou alterna o estado das teclas de função legadas. Isso é também
invocado pelo oldFunctionKeys entrada em menu principal.

set-marginbell (ligar / desligar / alternar)
Esta ação define, desativa ou alterna o marginBell recursos.

set-num-lock (ligar / desligar / alternar)
Esta ação alterna o estado do num Lock recursos.

set-pop-on-bell (ligar / desligar / alternar)
Esta ação define, desativa ou alterna o popOnBell recurso. Também é invocado por
do campainha entrada em vtMenu.

set-private-colors (ligar / desligar / alternar)
Esta ação define, desativa ou alterna o privateColorRegisters recursos.

set-render-font (ligar / desligar / alternar)
Esta ação define, desativa ou alterna o renderFont recurso. Também é invocado
pelo fonte de renderização entrada em fontMenu.

set-reverse-video (ligar / desligar / alternar)
Esta ação define, desativa ou alterna o vídeo reverso recurso. Também é invocado
pelo vídeo reverso entrada em vtMenu.

set-reversewrap (ligar / desligar / alternar)
Esta ação define, desativa ou alterna o reverso Wrap recurso. Também é invocado
pelo embrulhar reverso entrada em vtMenu.

set-scroll-on-key (ligar / desligar / alternar)
Esta ação define, desativa ou alterna o tecla de rolagem recurso. Também é invocado
de tecla de rolagem entrada em vtMenu.

set-scroll-on-tty-output (ligar / desligar / alternar)
Esta ação define, desativa ou alterna o scrollTtyOutput recurso. Isso é também
invocado de saída de rolagem entrada em vtMenu.

set-scrollbar (ligar / desligar / alternar)
Esta ação define, desativa ou alterna o barra de rolagem recurso. Também é invocado por
do barra de rolagem entrada em vtMenu.

set-sco-function-keys (ligar / desligar / alternar)
Esta ação define, desativa ou alterna o scoFunctionKeys recurso. Isso é também
invocado pelo scoFunctionKeys entrada em menu principal.

set-select (ligar / desligar / alternar)
Esta ação define, desativa ou alterna o selectToClipboard recurso. Isso é também
invocado pelo selectToClipboard entrada em vtMenu.

set-sixel-scrolling (ligar / desligar / alternar)
Esta ação alterna entre o posicionamento embutido (rolagem sixel) e o posicionamento absoluto. Isto
também pode ser controlado via modo privado DEC 80 (DECSDM) ou a partir do SixelRolagem
entrada no btMenu.

set-sun-function-keys (ligar / desligar / alternar)
Esta ação define, desativa ou alterna o sunFunctionKeys recurso. Isso é também
invocado pelo sunFunctionKeys entrada em menu principal.

pôr do sol teclado (ligar / desligar / alternar)
Esta ação define, desativa ou alterna o solTeclado recurso. Também é invocado
pelo solTeclado entrada em menu principal.

set-tek-text (grande / 2/3 / pequeno)
Esta ação define a fonte usada na janela Tektronix para o valor de
recurso selecionado de acordo com o argumento. O argumento pode ser uma palavra-chave
ou alias de uma única letra, conforme mostrado entre parênteses:

grande (l)
Use o recurso fontLarge, o mesmo que a entrada do menu tektextlarge.

dois (2)
Use o recurso fonte2, o mesmo que a entrada do menu tektext2.

três (3)
Use o recurso fonte3, o mesmo que a entrada do menu tektext3.

pequenos)
Use o recurso fontePequeno, o mesmo que a entrada do menu texto pequeno.

set-terminal-type (tipo)
Esta ação direciona a saída para o vt or tek janelas, de acordo com o tipo
corda. Também é invocado pelo tekmode entrada em vtMenu e o vtmode entrada em
tekMenu.

set-titeInhibit (ligar / desligar / alternar)
Esta ação define, desativa ou alterna o titeInibir recurso, que controla
alternar entre as telas alternativas e atuais.

set-toolbar (ligar / desligar / alternar)
Esta ação configura, desabilita ou alterna o recurso da barra de ferramentas. Também é invocado por
do barra de ferramentas entrada em menu principal.

set-utf8-mode (ligar / desligar / alternar)
Esta ação define, desativa ou alterna o utf8 recurso. Também é invocado pelo
modo utf8 entrada em fontMenu.

set-utf8-title (ligar / desligar / alternar)
Esta ação define, desativa ou alterna o utf8Título recurso. Também é invocado por
do título utf8 entrada em fontMenu.

visibilidade do conjunto (vt / tek,ligar / desligar / alternar)
Esta ação define, desativa ou alterna se o vt or tek janelas são
visível. Também é invocado a partir do tekshow e vthide entradas em vtMenu e o
vtshow e tekhide entradas em tekMenu.

set-visual-bell (ligar / desligar / alternar)
Esta ação define, desativa ou alterna o campainha visual recurso. Também é invocado
pelo campainha visual entrada em vtMenu.

set-vt-font (d/1/2/3/4/5/6/e/s [,fonte normal [, negrito]])
Esta ação define a fonte ou fontes atualmente em uso na janela do VT102. O
o primeiro argumento é um único caractere que especifica a fonte a ser usada:

d or D indica a fonte padrão (a fonte inicialmente usada quando xterm Começou),

1 através 6 indicam as fontes especificadas pelo fonte1 através fonte6 Recursos,

e or E indicam as fontes normais e em negrito que foram definidas por meio de códigos de escape
(ou especificado como o segundo e terceiro argumentos de ação, respectivamente), e

s or S indicam a seleção da fonte (feita por programas como xfontsel(1))
indicado pelo segundo argumento de ação.

If xterm está configurado para suportar caracteres largos, dois adicionais opcionais
parâmetros são reconhecidos para o e argumento: fonte larga e fonte larga em negrito.

menor-vt-font ()
Defina a fonte para a próxima menor, com base nas dimensões da fonte. Veja também conjunto-
vt-font ().

soft-reset ()
Esta ação redefine a região de rolagem. Também é invocado a partir do reinicialização suave
entrada em vtMenu. O efeito é idêntico a um controle de reinicialização suave (DECSTR)
seqüência.

spawn-new-terminal (params)
Crie um novo xterm processo. Isso está disponível em sistemas que possuem um moderno
versão do sistema de arquivos do processo, por exemplo, “/ proc", qual xterm pode ler.

Use a entrada do processo “cwd”, por exemplo, / proc / 12345 / cwd para obter o diretório de trabalho
do processo que está sendo executado no atual xterm.

Em sistemas que possuem a entrada de processo "exe", por exemplo, / proc / 12345 / exe, use-o para
obter o executável real. Caso contrário, use a variável $ PATH para encontrar xterm.

Se os parâmetros forem fornecidos na ação, passe-os para o novo xterm processo.

start-extend ()
Esta ação é semelhante a selecionar-iniciar exceto que a seleção é estendida para
a localização atual do ponteiro.

start-cursor-extend ()
Esta ação é semelhante a selecionar-estender exceto que a seleção é estendida para
a posição atual do cursor de texto.

corda(corda)
Esta ação insere a string de texto especificada como se ela tivesse sido digitada. cotação
é necessário se a string contiver espaços em branco ou caracteres não alfanuméricos. Se
o argumento da string começa com os caracteres “0x”, é interpretado como hexadecimal
constante de personagem.

tek-copy ()
Esta ação copia os códigos de escape usados ​​para gerar o conteúdo da janela atual
para um arquivo no diretório atual começando com o nome COPY. Isso é também
invocado de tekcopy entrada em tekMenu.

tek-page ()
Esta ação limpa a janela Tektronix. Também é invocado pelo página de tek entrada
in tekMenu.

tek-reset ()
Esta ação redefine a janela Tektronix. Também é invocado pelo Tekreset entrada
in tekMenu.

botão vi ()
Lida com um evento de botão (diferente de pressionar e soltar) ecoando um controle
sequência calculada a partir do número da linha do evento na tela em relação ao
linha atual:

ESC ^ P
or
ESC ^ N

de acordo com se o evento é antes ou depois da linha atual, respectivamente.
O ^ N (ou ^ P) é repetido uma vez para cada linha em que o evento difere do
linha atual. A sequência de controle é totalmente omitida se o evento do botão for
na linha atual.

visual-bell ()
Esta ação mostra a janela rapidamente.

A janela Tektronix também possui a seguinte ação:

gin-press (l / L / m / M / r / R)
Esta ação envia o código de entrada do gráfico indicado.

Padrão Chave Ligações
As ligações padrão na janela VT102 usam o token SELECT, que é definido pelo
selectToClipboard recurso. Estes são para o vt100 ferramenta:

Mudança Antes:scroll-back(1,meia página) \n\
Mudança Próximo:scroll-forw(1, meia página) \n\
Mudança Selecione:selecionar-cursor-start() \
select-cursor-end(SELECT, CUT_BUFFER0) \n\
Mudança Inserir:inserir-seleção(SELECT, CUT_BUFFER0) \n\
Alt Retorno: tela cheia() \n\
Scroll_Lock:scroll-lock() \n\
Shift~Ctrl KP_Add:larger-vt-font() \n\
Shift Ctrl KP_Add:smaller-vt-font() \n\
Mudança KP_Subtract:smaller-vt-font() \n\
~Meta :inserir-sete bits() \n\
Meta :inserir-oito bits() \n\
! Ctrl :menu popup(menu principal) \n\
! Lock Ctrl :menu popup(menu principal) \n\
! Lock Ctrl @Num_Lock :menu popup(menu principal) \n\
! @Num_Lock Ctrl :menu popup(menu principal) \n\
~Meta :selecionar-iniciar() \n\
~Meta :selecionar-extend() \n\
!Ctrl :menu-popup(vtMenu) \n\
!Bloquear Ctrl :menu-popup(vtMenu) \n\
!Bloquear Ctrl @Num_Lock :menu-popup(vtMenu) \n\
! @Num_Lock Ctrl :menu-popup(vtMenu) \n\
~Ctrl~Meta :ignore() \n\
Meta :limpar linhas salvas() \n\
~Ctrl~Meta :insert-selection(SELECT, CUT_BUFFER2) \n\
!Ctrl :menu-popup(fontMenu) \n\
!Bloquear Ctrl :menu-popup(fontMenu) \n\
!Bloquear Ctrl @Num_Lock :popup-menu(fontMenu) \n\
! @Num_Lock Ctrl :menu-popup(fontMenu) \n\
~Ctrl~Meta :start-extend() \n\
~Meta :selecionar-extend() \n\
Ctrl :scroll-back(4,meia página,m) \n\
Bloquear Ctrl :scroll-back(4,meia página,m) \n\
Bloquear @Num_Lock Ctrl :scroll-back(4,meia página,m) \n\
@Num_Lock Ctrl :scroll-back(4,meia página,m) \n\
:scroll-back(4,linha,m) \n\
Ctrl :scroll-forw(5,meia página,m) \n\
Bloquear Ctrl :scroll-forw(5,meia página,m) \n\
Bloquear @Num_Lock Ctrl :scroll-forw(5,meia página,m) \n\
@Num_Lock Ctrl :scroll-forw(5,meia página,m) \n\
:scroll-forw(5,linha,m) \n\
:select-end(SELECT, CUT_BUFFER0) \n\
:ignorar()

As ligações padrão na janela Tektronix são análogas, mas menos extensas. Estes são
para o tek4014 ferramenta:

~Meta : inserir sete bits() \n\
Meta : inserir oito bits() \n\
! Ctrl : menu popup(menu principal) \n\
! Lock Ctrl : menu popup(menu principal) \n\
! Lock Ctrl @Num_Lock : menu popup(menu principal) \n\
! Ctrl @Num_Lock : menu popup(menu principal) \n\
!Ctrl : pop-up-menu(tekMenu) \n\
!Bloquear Ctrl : pop-up-menu(tekMenu) \n\
!Bloquear Ctrl @Num_Lock : pop-up-menu(tekMenu) \n\
!Ctrl @Num_Lock : pop-up-menu(tekMenu) \n\
Shift ~Meta : gin-press(L) \n\
~Meta : gin-press(l) \n\
Shift ~Meta : gin-press(M) \n\
~ Meta : prensa de gim(m) \n\
Shift ~Meta : gin-press(R) \n\
~ Meta : gin-press (r)

Aqui está um exemplo que usa selecionar / colar deslocado para copiar para a área de transferência e não deslocado
selecione / cole para a seleção principal. Em cada caso, um buffer de corte (diferente) também é um
destino ou origem da operação selecionar / colar. É importante lembrar, no entanto, que
buffers de corte armazenam dados na codificação ISO-8859-1, enquanto as seleções podem armazenar dados em um
variedade de formatos e codificações. Enquanto xterm possui a seleção, a destaca. Quando
ele perde a seleção, ele remove o destaque correspondente. Mas você ainda pode colar
do buffer de corte correspondente.

Traduções * VT100 *: #override \ n \
~Shift~Ctrl : insert-select(PRIMARY, CUT_BUFFER2) \n\
Shift~Ctrl : inserir-seleção(ÁREA DE TRANSFERÊNCIA, CUT_BUFFER2) \n\
~Mudança : select-end(PRIMARY, CUT_BUFFER0) \n\
Mudança : select-end (CLIPBOARD, CUT_BUFFER1)

No exemplo, o nome da classe VT100 é usado em vez do nome do widget. Estes são
diferente; o nome da classe fornece uma correspondência mais específica do que o nome do widget. Uma liderança
“*” É usado porque a hierarquia do widget acima do vt100 widget depende se o
o suporte da barra de ferramentas é compilado em xterm.

Abaixo é mostrado um exemplo de como o mapa de teclado () ação pode ser usada para adicionar teclas especiais para
inserir palavras comumente digitadas:

* VT100.Translations: #override F13: mapa de teclado (dbx)
*VT100.dbxKeymap.translations: \
F14: mapa de teclas(Nenhum) \n\
F17: string ("próximo") corda(0x0d) \n\
F18: string ("passo") corda(0x0d) \n\
F19: string ("continuar") corda(0x0d) \n\
F20: string ("imprimir") inserir-seleção (PRIMARY, CUT_BUFFER0)

Padrão barra de rolagem Ligações
As combinações de teclas são normalmente associadas ao vt100 or tek4014 widgets que agem como
emuladores de terminal. xtherma barra de rolagem (e a barra de ferramentas se estiver configurada) são separadas
widgets. Como todos eles usam o X Toolkit, eles têm traduções
Recursos. Esses recursos são distintos e correspondem a padrões diferentes, por exemplo, o
diferenças no nome do widget e número de níveis de widgets que eles podem conter.

A barra de rolagem widget é filho de vt100 ferramenta. Ele está posicionado no topo do vt100
ferramenta. Ativar e desativar a barra de rolagem causa o vt100 widget para redimensionar.

As ligações padrão para o widget da barra de rolagem usam apenas eventos de botão do mouse:

: StartScroll(Avançar) \n\
: StartScroll(Avançar) \n\
: StartScroll(Continuous) MoveThumb() NotifyThumb() \n\
: StartScroll(Backward) \n\
: StartScroll(Backward) \n\
: MoveThumb() NotifyThumb() \n\
: NotifyScroll (Proporcional) EndScroll ()

Eventos que o barra de rolagem widget não reconhece de todo são perdidos.

No entanto, na inicialização, xterm aumenta essas traduções com as traduções padrão usadas
para o vt100 widget, junto com o recurso “ações” que essas traduções utilizam.
Porque o barra de rolagem ou Barra de menu) widgets não reconhecem essas ações (mas porque
tem um correspondente tradução), eles são repassados ​​para o vt100 ferramenta.

Este aumento das traduções da barra de rolagem tem algumas limitações:

· xtherm sabe quais são as traduções padrão, mas não há uma biblioteca adequada
interface para determinar quais personalizações um usuário pode ter adicionado ao vt100
ferramenta. Tudo isso xterm pode fazer é aumentar o barra de rolagem widget para dar o mesmo
ponto de partida para personalização posterior pelo usuário.

· Eventos na lacuna entre os widgets podem ser perdidos.

· Sequências de composição iniciadas em um widget não podem ser concluídas no outro, porque o
os métodos de entrada para cada widget não compartilham informações de contexto.

A maioria das personalizações das traduções da barra de rolagem não se refere a combinações de teclas. Em vez,
os usuários geralmente estão mais interessados ​​em alterar as ligações dos botões do mouse. Por
exemplo, algumas pessoas preferem usar o botão esquerdo do ponteiro para arrastar a barra de rolagem
polegar. Isso pode ser configurado alterando o recurso de traduções, por exemplo,

*VT100.scrollbar.translations: #substituir \n\
: StartScroll(Avançar) \n\
: StartScroll(Continuous) MoveThumb() NotifyThumb() \n\
: StartScroll(Backward) \n\
: MoveThumb() NotifyThumb() \n\
: NotifyScroll (Proporcional) EndScroll ()

CONTROLE SEQUÊNCIAS E TECLADO


Os aplicativos podem enviar sequências de caracteres ao terminal para alterar seu comportamento.
Freqüentemente, eles são chamados de "sequências de escape ANSI" ou simplesmente "sequências de escape", mas
ambos os termos são enganosos:

· ANSI x3.64 (obsoleto) que foi substituído pelo ISO 6429 (ECMA-48) deu regras para o
formato dessas sequências de caracteres.

· Embora o VT100 original fosse considerado compatível com ANSI (contra x3.64), há
nenhuma versão disponível gratuitamente do padrão ANSI para mostrar onde o VT100 difere.
A maioria dos documentos que mencionam o padrão ANSI têm acréscimos não encontrados no
original (como aqueles baseados em ansi.sys) Portanto, esta discussão se concentra na ISO
.

· O padrão descreve apenas sequências enviadas do host para o terminal. Não há
padrão para sequências enviadas por chaves especiais do terminal para o host. Por
convenção (e referindo-se aos terminais existentes), o formato dessas sequências
geralmente está em conformidade com o padrão host-para-terminal.

· Alguns xtermAs sequências de não se enquadram no esquema padrão. Tecnicamente, esses são
“Não especificado”. Por exemplo, DEC Screen Alignment Test (DECALN) é este três
seqüência de caracteres:

CES # 8

· Algumas sequências se encaixam no formato padrão, mas não estão listadas no padrão.
Isso inclui as sequências usadas para configurar as margens de rolagem e fazer
rolagem para frente / para trás.

· Algumas das sequências (em particular, as funções de caractere único, como tab e
backspace) não incluem o escapar personagem.

Com tudo isso em mente, o padrão se refere a essas sequências de caracteres como “controle
sequências ”.

A xtherm Controlo Seqüências documento lista as sequências de controle que um aplicativo pode
enviar xterm para fazê-lo executar várias operações. A maioria dessas operações são
padronizado, a partir de terminais DEC ou Tektronix, ou de mais amplamente utilizado
padrões como ISO-6429.

Alguns exemplos de uso são fornecidos nesta seção.

Janela Títulos
Alguns scripts usam eco com opções -e e -n para dizer ao shell para interpretar a string
“\ E” como o escapar caractere e suprimir uma nova linha final na saída. Aqueles não são
portátil, não recomendado. Em vez disso, use printf (POSIX).

Por exemplo, para definir o janela título para “Olá, mundo!”, você poderia usar um destes
comandos em um script:

printf '\ 033] 2; Olá, mundo! \ 033 \'
printf '\ 033] 2; Olá, mundo! \ 007'
printf '\ 033] 2;% s \ 033 \' "Olá, mundo!"
printf '\ 033] 2;% s \ 007' "Olá, mundo!"

A printf comando interpreta o valor octal “\ 033” para escapar, e (visto que não era
fornecido no formato) omite uma nova linha final da saída.

Alguns programas (como tela(1)) definir títulos de janela e ícone ao mesmo tempo, usando
uma sequência de controle ligeiramente diferente.

Destaque Chaves
xtherm, como qualquer emulador de terminal compatível com VT100, tem dois modos para o especial chaves
(teclas de cursor, teclado numérico e certas teclas de função):

· normal modo, o que faz com que as teclas especiais transmitam sequências "úteis", como o
sequência de controle para o cursor para cima ao pressionar a seta para cima, e

· o aplicativo fechado modo, que usa uma sequência de controle diferente que não pode ser confundida com
as sequências “úteis”.

A principal diferença entre os dois modos é que as sequências do modo normal começam com CSI
(escapar [) e as sequências do modo de aplicativo começam com SS3 (escapar O).

O terminal é inicializado em um desses dois modos (geralmente o modo normal), com base
na descrição do terminal (termcap ou terminfo). A descrição do terminal também tem
recursos (strings) definidos para o modo de teclado usado em aplicativos curses.

Há um problema em usar a descrição do terminal para aplicativos que não são
pretendem ser aplicativos de curses em tela cheia: as definições de teclas especiais são apenas
correto para este modo de teclado. Por exemplo, alguns shells (ao contrário de ksh(1), que parece
ser codificados, nem mesmo usando termcap) permitem que seus usuários personalizem os atalhos de teclado,
atribuindo ações de shell a teclas especiais.

· bater(1) permite constante strings a serem atribuídas a funções. Isso só tem sucesso
se o terminal é inicializado no modo de aplicativo por padrão, porque bater falta
flexibilidade nesta área. Ele usa um (menos expressivo do que baters) readline script
idioma para a configuração de atalhos de teclado, que depende do usuário para estaticamente
enumere as ligações possíveis para determinados valores de $ TERM.

· zsh(1) fornece um recurso análogo, mas aceita expressões de tempo de execução, bem como
fornecendo um $ terminfo array para scripts. Em particular, pode-se usar o terminal
banco de dados, transformando ao definir uma ligação de chave. Transformando a saída de forma
que CSI e SS3 são equiparados, zsh pode usar o banco de dados do terminal para obter
definições para seu uso de linha de comando, independentemente se o terminal usa normal ou
modo de aplicação inicialmente. Aqui está um exemplo:

[[ "$terminfo[kcuu1]" == "^[O"* ]] && \
bindkey -M viins "${terminfo[kcuu1]/O/[}" \
vi-up-line-or-história

Mudar Cores
Alguns programas de shell fornecem aos usuários a capacidade de adicionar cores e outros atributos de vídeo
às strings do prompt do shell. Os usuários podem fazer isso definindo $ PS1 (o prompt principal
corda). Novamente, bater e zsh forneceram recursos não encontrados em ksh. Existe um
problema, no entanto: a largura do prompt na tela não será necessariamente igual à
número de caracteres. Como não há orientação no padrão POSIX, cada shell
aborda o problema de uma maneira diferente:

· bater trata os caracteres dentro de “\ [” e “\]” como não imprimíveis (sem largura no
tela).

· zsh trata os caracteres dentro de “% {” e “%}” como não imprimíveis.

Além da diferença na sintaxe, os shells fornecem métodos diferentes para
obtenção de sequências de escape úteis:

· Conforme observado em Destaque Chaves, zsh inicializa o array $ terminfo com o terminal
capacidades.

Ele também fornece uma função eco que funciona como tput(1) para converter um terminal
capacidade com seus parâmetros em uma string que pode ser gravada no terminal.

· Cascas sem um recurso comparável (como bater) sempre pode usar o programa tput para
faça essa transformação.

Sequências de escape embutidas no código são suportadas por cada shell, mas não são recomendadas porque
aqueles dependem de configurações particulares e não podem ser facilmente movidos entre diferentes
ambientes de usuário.

MEIO AMBIENTE


xtherm define várias variáveis ​​de ambiente:

EXIBIÇÃO
é o nome de exibição, apontando para o servidor X (ver EXIBIÇÃO NOMES in X(7)).

TERM é definido de acordo com a entrada terminfo (ou termcap) que está usando como referência.

Em alguns sistemas, você pode encontrar situações em que o shell que você usa e xterm
são construídos usando bibliotecas com diferentes bancos de dados de terminal. Nessa situação,
xterm pode escolher uma descrição de terminal não conhecida pelo shell.

JANELA
é definido como o número de identificação da janela X do xterm janela.

XTERM_FILTER
é definido se um filtro de localidade for usado. O valor é o nome do caminho do filtro.

XTERM_LOCALE
mostra o local que foi usado por xterm no arranque. Alguma inicialização de shell
os scripts podem definir um local diferente.

XTERM_SHELL
é definido com o nome do caminho do programa que é chamado. Normalmente é uma concha
programa, por exemplo, / Bin / sh. Uma vez que não é necessariamente um programa de shell, no entanto, é
distinto de “SHELL”.

XTERM_VERSION
é definido para a string exibida pelo -versão opção. Isso normalmente é um
identificador para as bibliotecas X Window usadas para construir xterm, Seguido por xtermpatch de
número entre parênteses. O número do patch também faz parte da resposta a um secundário
Sequência de controle dos Atributos do Dispositivo (DA) (ver xtherm Controlo Seqüências).

Dependendo da configuração do seu sistema, xterm também pode definir o seguinte:

COLUNAS
a largura do xterm em caracteres (cf: “colunas stty”).

CASA quando xterm está configurado para atualizar utmp.

LINHAS
a altura do xterm em caracteres (cf: “stty rows”).

LOGNAME
quando xterm está configurado para atualizar utmp.

SHELL
quando xterm está configurado para atualizar utmp. Também é definido se você fornecer um shell válido
nome como o parâmetro opcional.

xtherm define isso para um nome de caminho absoluto. Se você definiu a variável para um relativo
nome do caminho, xterm pode configurá-lo para um caminho de shell diferente.

Se você definiu isso para um nome de caminho que não corresponde a um shell válido, xterm
pode desarmá-lo, para evitar confusão.

TERCAP
o conteúdo da entrada do termcap correspondente a $ TERM, com linhas e colunas
valores substituídos pela janela de tamanho real que você criou.

TERMINO
pode ser definido para um local não padrão no script de configuração.

Use xterm online usando serviços onworks.net


Ad


Ad